FlatOut!
Image default
Eventos Salão do Automóvel de SP

3008 vira um SUV de verdade, o belo conceito Fractal e mais no estande da Peugeot no Salão do Automóvel

Lançado em 2009, o Peugeot 3008 de primeira geração marcou a estreia da Peugeot no segmento dos crossovers premium quando começou a ser importado da França em 2010 e, apesar das proporções exóticas — que o deixavam no meio do caminho entre uma minivan e um SUV—, fez sucesso pela boa oferta de equipamentos, pelo acerto dinâmico (herança da plataforma do Citroën C4) e pelo motor, o excelente 1.6 THP de 1,6 litro e 165 cv, oferecido em vários modelos do grupo PSA e desenvolvido em parceria com a BMW.

A Peugeot veio exibir no Brasil a nova geração do 3008, que agora utiliza uma plataforma modular que estreou em 2013 e passou a ser a base da maioria do modelos compactos e médios do grupo. Apresentado no Salão de Paris, o novo 3008 foi mais um dos carros que pegaram a ponte aérea entre a França e o Brasil para o Salão do Automóvel. A Peugeot já confirmou sua chegada ao mercado brasileiro em 2017.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-16

A nova plataforma, maior, trouxe também uma mudança radical no design. O 3008 não era feio, mas parecia demais uma mistura de hatch crescido e minivan. Agora, ele se tornou um SUV, com formas mais robustas, pneus maiores e linhas muito mais agressivas, que envelheceram bastante a geração anterior. Com 4,45 m de comprimento, o 3008 de segunda geração é 8 cm mais longo, sendo que o aumento no entre-eixos foi de 6,2 cm. A largura e a altura, embora não pareça, permanecem as mesmas: 1,84 m  e 1,62 m, respectivamente.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-17

Com muitos vincos na carroceria, uma grade mais estreita (que agora traz o emblema do leão no centro), lanternas traseiras divididas em elementos que lembram “garras” e detalhes de acabamento externo em preto e prata, o 3008 segue a atual identidade visual da Peugeot. O bom conjunto mecânico permanecerá, com o 1.6 turbo THP de 165 cv acoplado a uma caixa automática de seis marchas.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-2

O interior também evoluiu consideravelmente em visual, e conta com tela sensível ao toque de oito polegadas que controla diversas funções do carro, do sistema de som ao ar-condicionado, e pode até ter bancos com massageadores. O cluster digital elevado é uma atração à parte.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-4 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-3

Aliás, o interior do 3008 segue a filosofia i-Cockpit, com painel elevado, bem à altura dos olhos do motorista; volante pequeno e levemente ovalado; e todos os instrumentos à mão. O conceito Fractal, que foi apresentado em 2015 e também está no Salão, é um cupê elétrico urbano (na definição da própria Peugeot), foi feito justamente para apresentar o i-Cockpit.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-12

Na prática, trata-se de um roadster com teto retrátil e apenas 3,81 metros de comprimento, pintura em duas cores (que se tornou marca dos conceitos e versões especiais da Peugeot nos últimos tempos). O Fractal tem dois motores elétricos de 102 cv, totalizando 204 cv, e é alimentado por um conjunto de baterias de íon de lítio de 30 kWh que fica no túnel central, e dá ao carro autonomia de 350 km. Pesando menos de 1.000 kg, o Fractal é capaz de acelerar até os 100 km/h em 6,8 segundos.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-11

A propulsão elétrica é composta por dois motores de 102 cv cada para uma potência combinada de 204 cv. A bateria de lítio-íon de 30 kWh posicionada no túnel central garante autonomia de 450 km. Graças ao peso inferior a 1.000 kg, o Fractal acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e alcança 1.000 metros em 28,8 segundos.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-13 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-14

O 208 “comum” também estava lá

A Peugeot ainda apresentou dois conceitos desenvolvidos no Brasil pelo Centro de Estilo Peugeot: o 208 Pyrit e o 2008 Kyanit. O primeiro é baseado no 208 GT, hot hatch equipado com motor 1.6 THP de 173 cv, e recebeu pintura preto fosco e adesivos cobre, além de rodas Carbone de 17” com acabamento escurecido, piscas com LEDs e revestimento de Alcantara no interior.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-15

O 2008 Kyanit, SUV compacto feito sobre a plataforma do 208, recebeu tratamento parecido. A carroceria foi pinada nas cores Azul Kyanit e Cinza Irregular. Ele também recebeu rodas maiores, de 18”, faróis com máscara negra e interior revestido de couro azul.

salao-sao-paulo-flatout-peugeot-10 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-9 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-8 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-1 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-2 salao-sao-paulo-flatout-peugeot-6

 

Matérias relacionadas

Volkswagen GT Concept, o hot hatch do Gol que a gente sempre quis – mas provavelmente não vai ter

Dalmo Hernandes

Muscle Tour: mega galeria do épico passeio de V8s que rolou em São Paulo!

Juliano Barata

Leilão de Carros Antigos em Vinhedo: de Gol GTS a Mustang Mach I 428 SCJ, na batida do martelo!

Juliano Barata