A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Viagens e Aventuras

36 horas de drift sem parar: é o Ebisu Drift Matsuri, um dos maiores encontros drifters do planeta

Quando se pensa em circuitos no Japão, logo vêm à mente autódromos lendários como Tsukuba e Suzuka. Menos frequentes são as lembranças do complexo de Ebisu — que, certamente, é um dos circuitos mais… complexos da ilha. Mas a galera do drift (quer dizer, dorifuto) tem o nome do circuito na ponta da língua — por uma razão: três vezes ao ano, Ebisu se torna a Meca de quem curte derrapadas controladas, muita fumaça e pneus cantando. É o Ebisu Drift Matsuri!

Matsuri significa “festival” em japonês, e o Ebsu Drift Matsuri não poderia ter uma definição mais literal: é um festival de drift que acontece no circuito de Ebisu, em Fukushima, nordeste do Japão. Todos os anos, cerca de 500 carros podem usar a uma das nove pistas do complexo de Ebisu (tem até uma “touge“!) para praticar o drift, seja por diversão ou em um campeonato com profissionais, simultâneo a uma das etapas da categoria D1 do Campeonato Japonês de Drift. Na verdade você não precisa nem de um carro!

O Ebisu Drift Matsuri acontece três vezes por ano — em maio, agosto e novembro, normalmente — e, em cinco anos, se tornou um dos maiores eventos de drift no mundo, reunindo gente de pelo menos dez países em cada edição. E, como todo festival, o resultado ultrapassa as barreiras de sua intenção original e se torna uma verdadeira celebração a toda uma cultura — no caso, a cultura do drift, com adeptos e admiradores dividindo o mesmo espaço (e, se o cara for bacana, a mesma comida), trocando informações e ideias sobre seus carros e curtindo um belo fim de semana.

O vídeo abaixo dá uma ideia da atmosfera incrível do evento — filmado durante a última edição de 2014, que aconteceu nos dias 15 e 16 de novembro último:

Agora, se ficou com a impressão de que o Drift Matsuri em Ebisu é só curtição, você está enganado — quer dizer, não se a sua definição de “curtição” é “passar o dia andando de lado com um carro de drift no Japão”. O vídeo abaixo, feito no ano passado, é legal porque podemos sentir de verdade como é está lá. Na maioria dos vídeos de drift que circulam por aí há muito slow motion, muito dubstep e muitos filtros — é bacana e tudo, mas você não tem noção do que é um duelo de drift até ver como os carros andam rápido, colados uns nos outros; e ouvir o ronco ensurdecedor de seus motores preparados — alguns deles, ao limite.

A verdade é que o Ebisu Drift Matsuri faz parte de um evento maior — a Drift Heaven Week, que culmina em uma das etapas do campeonato nacional de drift no Japão, que acontece simultaneamente ao festival. Os dois eventos praticamente se fundiram, o que explica a peregrinação anual de entusiastas todos os anos — e é aí que entra uma das coisas mais legais de Ebisu: a Power Vehicles, empresa que vende pacotes completos que unem o campeonato e o Drift Matsuri — e podem até incluir o carro, se você não tiver um ou não puder levar o seu.

a

Na prática, você compra um pacote de viagem que inclui os custos de participação no campeonato, no festival ou em ambos — com preços que partem de 6.000 ienes (R$ 134) por pessoa. Se quiser, você pode incluir o passe para passar o fim de semana no circuito por mais 15.000 ienes (R$ 335). É bom reservar sua entrada com pelo menos 14 dias de antecedência — caso contrário, o valor sobe para 20.000 ienes (R$ 446).

lodge

Também é possível em uma espécie de pousada chamada Drifters Lodge, administrada pela própria Power Vehicles e localizada a apenas 1,2 km de distância do circuito. Os preços variam de acordo com o quarto — há dormitórios em estilo japonês, apenas com futons no chão e TV, e dormitórios mais luxuosos com camas e sofás. Também há salas de convivência com videogames, TV e internet.

[vimeo id=”39862204″ width=”620″ height=”350″]

Só para lembrar: não que vídeos cheios de efeitos e slow motion sejam ruins

Por fim, vamos ao que interessa: os carros que você pode “comprar” para participar do evento — modelos japoneses, com preparação típica para o drifting (suspensão preparada, ângulo de esterçamento ampliado e motores turbinados). O preço varia de acordo com o nível de preparação e estado geral do carro, e alguns podem sair bem: partem de 150 mil ienes (cerca de R$ 3.350). Já os carros de competição podem custar até dez vezes mais, chegando aos 1,5 milhão de ienes, o que dá quase R$ 35 mil (ainda é bem atraente, se considerarmos apenas o valor do carro). Com o carro, vem o direito de usar toda a estrutura do circuito para mantê-lo — de vagas nas oficinas a equipamentos.

ebisu (1)

A compra funciona assim: você paga, usa o carro durante os dois dias de drift e, antes de ir embora, tem três opções — levar o carro para casa (a própria Power Vehicles cuida de boa parte da burocracia — a um preço, claro); deixá-lo aos cuidados da Power Vehicles para utilizá-lo em sua próxima visita ou vendê-lo de volta para a empresa, depois de avaliado o estado geral do carro. De qualquer forma, é um modelo bem interessante — especialmente se considerarmos que você pode fazer tudo em um só lugar.

ebisu

Se o fim do ano não estivesse tão perto e houvesse mais uma etapa neste ano, com certeza recomendaríamos o Ebisu Drift Matsuri como um belíssimo destino no feriadão. Como a próxima etapa só acontece no ano que vem, que tal começar a guardar uma graninha desde já?

 

Matérias relacionadas

VW SP1 e SP2 Violeta Pop em Araxá: os detalhes dos modelos e da cor mais rebelde da Volks

Leonardo Contesini

Os melhores comentários da semana no FlatOut!

Leonardo Contesini

Automobilismo de parede: mais de 40 pôsteres de corrida fodásticos da Porsche

Leonardo Contesini