A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Top

7 carros da Fiat que o Dalmo Hernandes teria (e não foram vendidos no Brasil)

Quem acompanha o FlatOut há tempos deve estar cansado de ler: minha marca favorita é a Fiat. Por mais  comque os melhores dias da fabricante no Brasil tenham ficado no passado em minha opinião (me mostre um esportivo turbinado da Fiat à venda no Brasil hoje, eu te desafio!), não consigo "desgostar". Primeiro, porque cresci dentro de um Fiat Uno, meu primeiro carro foi um Uno, e meu carro de uso regular é um... Uno. Me chame de volúvel, se quiser, mas talvez minha marca favorita fosse a Volkswagen se, em vez do Uno, o carro da sentença anterior fosse o Gol. Honestamente, não dou muita importância para isto. A questão é: eu gosto da Fiat – não só dos carros nacionais, mas também de sua rica história na Europa. Especialmente a partir da década de 1960, quando foram introduzidos motores, plataformas e conceitos que se fizeram presentes por décadas e tiveram enorme influência na indústria automobilística como um todo (falarei a respeito mais adiante). E também aprecio vários modelos in

Matérias relacionadas

Passage du Gois, a estrada que é engolida pelo mar todos os dias

Dalmo Hernandes

Rali, trapalhadas e ronco de motor: mais momentos inesquecíveis do Goodwood Festival of Speed 2014

Dalmo Hernandes

Brazilian design: os carros desenvolvidos no Brasil e vendidos em todo o mundo

Leonardo Contesini