FlatOut!
Image default
Zero a 300

777 km/h em Bonneville – um novo recorde mundial de velocidade acaba de ser quebrado

No último sábado, 15 de setembro, houve uma reunião de fanáticos por velocidade em Bonneville Salt Flats – a enorme planície de sal em Utah, nos EUA, onde há quase um século são disputados recordes de velocidade em linha reta. Lá, uma equipe local chamada Team Vesco conseguiu quebrar seu próprio recorde ao atingir impressionantes 777 km/h com seu carro movido a jato, o Turbinator II. Caso a ficha não tenha caído, vamos repetir por extenso: SETECENTOS E SETENTA E SETE QUILÔMETROS POR HORA, cara! A esta velocidade, o carro percorria, a cada segundo, distância equivalente a mais de dois campos de futebol.

Mas há um detalhe neste recorde que o torna ainda mais impressionante: o Turbinator II é um carro movido por motores de reação, ou turbojato (o nome técnico do que chamamos de “turbinas”) cuja força vai para as rodas. Ou seja: é um carro movido por turbojato com rodas motrizes – ou, como se diz em inglês, é um carro wheel-driven. Geralmente os carros a jato são mais simples: eles dispensam a transmissão e têm as rodas livres (ou, um termo mais técnico, passivas), sendo empurrados para a frente pelo empuxo dos motores a jato.

No caso do Turbinator II, o motor é um Lycoming 255, utilizado originalmente por um helicóptero Boeing CH-47 Chinook – um daqueles helicópteros de duas hélices utilizados pelas Forças Armadas dos Estados Unidos para transportar tropas, que estão em serviço desde 1962 e foram usados nas guerras do Vietnã, do Afeganistão e do Iraque. São, no total, 4.360 cv levados diretamente para as quatro rodas pelo eixo do motor, que é ligado às rodas por um conjunto de engrenagens e dois diferenciais.

5aa18f0fe86053d64a8b4610-750-375

Com Dave Spangler, um senhor de 76 anos, ao volante, o Turbinator II chegou às 483,123 mph, ou exatamente 777,512 km/h, no percurso de 5 milhas (8 quilômetros) em pouco mais de 30 segundos. A velocidade de saída, que é a registrada no instante em que começa a frenagem e não entra para a cronometragem oficial, foi de 492 mph, ou aproximadaente 791,8 km/h. Falando assim fica difícil ter dimensão do quanto isto é rápido, mas o vídeo abaixo, registrado por diversas câmeras dentro e fora do carro, facilita as coisas:

Sendo um streamliner (carro aerodinâmico), o Turbinator II lembra um projétil com pintura azul brilhante, um pequeno cockpit e uma barbatana na traseira para garantir estabilidade. Ao todo, ele tem 9,45 m de comprimento, 91 cm de largura e 78 cm de altura, além de 5,76 m de entre-eixos. Construído sobre uma estrutura tubular de cromo-molibdênio, o carro pesa 1.742 kg com o tanque de combustível cheio e todo os fluidos. Destes, 331 kg correspondem ao motor, que é movido a querosene e consome 24 litros de combustível a cada puxada – consumo de, em média, 0,43 km/litro.

708_turbine_engine

A suspensão usa braços arrastados com uma mola pneumática na dianteira e um amortecedor do tipo coilover na traseira, e os dois diferenciais são bloqueados com relação 1:1. As rodas são de 16 polegadas, de alumínio forjado, e as bitolas são de 44 cm na dianteira e 31 mm na traseira. Os freios usam discos de cromo-molibdênio e pinças de Corvette, e são auxiliados por um par de para-quedas que se abrem na traseira.

bonneville_speed_week_2013_scta_hot_rod_salt_bni_coupe_monza_streamliner_race_car539

Desde o ano passado o Turbinator II vem quebrando uma sequência de recordes em Bonneville. Em agosto de 2017, durante a 70ª edição da Speed Week em Bonneville, Dave Spangler levou o carro até as 463,038 mph, ou 745,187 km/h, com velocidade de saída de 470,605 mph, ou 757,365 km/h – veja abaixo:

Levou semanas, portanto, até que a Team Vesco conseguisse quebrar seu próprio recorde. De acordo com a equipe, o segredo para melhorar o desempenho do carro foi a adoção de ua sondaor no bico do carro que mede a velocidade do ar que entra nos dutos de admissão e ajusta a proporção da mistura em tempo real, garantindo mais eficiência na queima e, consequentemente, melhor rendimento e menor consumo.

11-Speed-Week-2017-Day-One-Race-For-Trophy

Além disso também foram feitos ajustes finos no sitema de controle de tração. Por fim, a superície das planícies de sal estava em suas melhores condições em décadas: bastante rígida, extremamente regular e com poucos resíduos.

A Team Vesco é uma das mais tradicionais equipes dedicadas à quebra de recordes em Bonneville. Eles já participam de eventos no deserto branco. Em 1957, John Vesco construiu um streamliner com motor quatro-cilindros Ford e chegou aos 271 km/h – o que não era exatamente um recorde, mas garantiu que ele e sua equipe ganhassem o prêmio da revista Hot Rod como “Melhor Engenharia” naquele ano, e deu início a uma série de streamliners feitos da mesma forma.

600_young_Rick_1957

Àquela altura as competições de velocidade em Bonneville já eram bastante difundidas, atraindo milhares de entusiastas todos os anos, juntando-se para assistir protótipos, motocicletas e afins acelerando até o limite.

Em 2001 o filho de John, Don Vesco, foi o primeiro a conquistar um recorde de velocidade para a equipe, chegando aos 737,794 km/h com o primeiro Turbinator. Agora, quem cuida da Team Vesco é o neto de John, Rick Vesco, que trabalha desde 1970 com Dave Spangler na equipe. O objetivo agora é atingir as 500 mph, ou 804 km/h, no próximo evento em Bonneville, marcado para outubro.

708_16

 


17710935037933873302

Matérias relacionadas

Este Volkswagen Gol GT bem cuidado está à venda – e pode ser um bom negócio!

Dalmo Hernandes

Ruf SCR 2018: o novo “super 911” de fibra de carbono e inox com motor de 510 cv dá as caras em Genebra

Dalmo Hernandes

BMW lança série especial limitada M4 DTM, Mini Cooper crava 7:44 em Nürburgring, Ford Ka 1.5 chega às lojas nos próximos dias e mais!

Leonardo Contesini