A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Acelerar este Lotus Elise com motor V8 Ferrari deve ser deliciosamente assustador

Claro, ninguém espera morrer ao volante de um esportivo, mas é fato que este Lotus Exige laranja com estes faróis esquisitos deve ser uma cadeira elétrica. Isso porque ele não é um Exige qualquer: seu motor original deu lugar a nada menos que um V8 de uma Ferrari F355.

Se por um lado é triste lembrar que este motor um dia esteve em uma das Ferrari mais adoradas dos últimos 30 anos, por outro é impossível não admirar a ousadia.

exige-v8-ferrari (5)

A maldade espiando pela janela

Por alguma razão, a gente tende a crer que certos motores não podem ser transplantados em outros carros, mas a verdade é que para tudo se dá um jeito. Fazer o motor funcionar e mover o carro é a parte menos complicada – ECUs aftermarket precisam de tempo e muitos testes para ficarem bem acertadas, mas funcionam muito bem. Quando se pensa em um engine swap envolvendo um motor exótico, como o de um supercarro, as dificuldades têm mais a ver com o custo envolvido e com a acomodação e instalação do motor no novo carro.

exige-v8-ferrari (15)

Foi por isto, por exemplo, que Ryan Tuerck precisou ser bem criativo bolar uma maneira de instalar o V8 da Ferrari 458 Italia em seu Toyota GT86 de Drift, o GT4586: o coletor de admissão havia sido projetado especialmente para o cofre da 458, e não havia espaço para ele no Toyota. Como era impossível inverter a posição do coletor e não havia tempo para projetar e fabricar outro sob medida, o carro foi cortado para acomodá-lo. Quanto ao preço do motor, certamente os patrocinadores deram uma força.

No caso do Lotus Exige, a configuração mecânica é um ponto a favor: assim como a Ferrari F355, ele tem motor central-traseiro e espaço atrás dos bancos. Além disso, certamente o V8 da F355 é mais barato do que o V8 da 458.

exige-v8-ferrari (16)

Entre-eixos curto, baixo peso, um ótimo acerto de suspensão, motor central-traseiro e tração traseira formam uma combinação explosiva no Exige – mesmo com o quatro-cilindros supercharged de 1,8 litro 192 cv original utilizado em 1999, ano de fabricação deste carro. Desde o início, a ideia era aliar estas características a um motor mais potente e criar um monstrinho para a pista.

Depois de considerar algumas possibilidades, como o V8 LS da Chevrolet ou um V6 biturbo, o cara topou com um V8 de Ferrari F355 preparado à venda – o motor certo na hora certa.

exige-v8-ferrari (18) exige-v8-ferrari (19)

Originalmente, o V8 da F355 já é bem interessante com seus 380 cv a 8.250 rpm, 37 mkgf de torque a 6.000 rpm e capacidade para levar o superesportivo italiano 4,7 segundos, com máxima de 295 km/h – lembrando que a F355 pesa 1.350 kg, contra apenas 914 kg do Exige. Este aqui, com bielas de titânio, injetores de Ferrari 360 e admissão com corpos de borboletas individuais, chega aos 420 cv.

exige-v8-ferrari (22) exige-v8-ferrari (23)

O subchassi traseiro e todos os suportes necessários para acomodar o novo conjunto mecânico foram projetados sob medida, utilizando CAD, e fabricados sob medida. O coletor de escape foi adaptado a partir da peça de um BMW M3 E92 (aquele com motor V8).

exige-v8-ferrari (20)

A transmissão manual de seis marchas da F355 (na verdade, um transeixo) também foi transplantada, com direito à clássica grelha na alavanca, que foi modificada para trocas mais ágeis.

exige-v8-ferrari (25)

Dá para ver o capricho na adaptação do motor, mas não é só isto: sendo um carro de track day, o Exige foi todo modificado de acordo. Como se já não fosse leve o bastante, o esportivo teve o interior aliviado com painel e bancos concha de fibra de carbono (sem forração alguma, apenas a trama nua). Também recebeu um painel de instrumentos digital e perdeu todos os revestimentos. All business.

exige-v8-ferrari (24) exige-v8-ferrari (13)

As mudanças externas também foram bem radicais: a pintura vermelha metálica deu lugar a um chamativo laranja sólido, o front clip original foi substituído pela dianteira do Opel Speedster (que era um Lotus vestido de GM) e as laternas foram eliminadas em favor de saídas para escoar o ar quente do motor. O carro também recebeu um duto de ventilação no teto, spoiler do tipo lip na dianteira e uma asa traseira bem avantajada. As rodas abrigam freios de carbono-cerâmica.

exige-v8-ferrari (11) exige-v8-ferrari (12)

Colocando de forma simples, este pequeno esportivo britânico com temperamento italiano deve ser um verdadeiro monstro – o que torna a falta de um vídeo em seu anúncio no eBay praticamente um crime. Sim, porque o Exige com motor V8 Ferrari está à venda, anunciado por uma concessionária britânica por £49.950, ou pouco mais de R$ 214 mil em conversão direta. Você teria coragem?

exige-v8-ferrari (3) exige-v8-ferrari (4) exige-v8-ferrari (8) exige-v8-ferrari (10) exige-v8-ferrari (9)

Matérias relacionadas

O nascimento do Dodge Challenger Hellcat: como é feito o muscle car mais potente de todos os tempos

Dalmo Hernandes

Bullitt, 1968: tudo o que você sempre quis saber sobre a perseguição mais famosa do cinema

Dalmo Hernandes

Este “Uno gigante” é na verdade um SUV de luxo com motor V8

Dalmo Hernandes