A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Algum maluco está transformando um Fórmula 1 da Honda em carro de track day – e nós já somos fãs dele

Em 2007, Rubens Barrichello era piloto da Honda na Fórmula 1. Hoje, oito anos depois, um britânico comprou um dos carros que Rubinho pilotou naquela temporada para transformá-lo em um carro de track day. Se nós não te ganhamos com as duas frases anteriores, então você não entendeu direito: algum maluco está transformando um carro de Fórmula 1 em um verdadeiro monstro para track days! How cool is that?

Cool pra caramba, claro! E, ainda que o projeto não esteja concluído, não há como não admirar o cara. Não sabemos seu nome, mas ele assina no fórum F1 Technical como “F1Snake”.

O carro em questão é o Honda RA107. O próprio F1Snake diz que o monoposto é “provavelmente o pior Honda que já correu na Fórmula 1” e, bem, os números não estão exatamente ao seu lado. O RA107 disputou 17 corridas e não venceu nenhuma delas. Seu melhor resultado foi um quinto lugar no GP da China, com Jenson Button ao volante. Com Barrichello, o melhor resultado foi um nono lugar no GP da Grã-Bretanha, em Silverstone.

ra107

O fato de ser um carro “micado” não é a única razão para a fama do RA107, porém. Com um esquema de pintura não-convencional, que trocava os nomes e logotipos dos patrocinadores por imagens do planeta Terra sobre um fundo preto. Foi a primeira vez em 30 anos que um carro de F1 compareceu ao grid sem marcas de patrocinadores, e o visual rendeu ao carro o apelido “The Earth Car”.

Agora, levando em consideração todo o contexto, mesmo o pior dos carros de Fórmula 1 ainda daria um belíssimo carro de track day — afinal, estamos falando de um monoposto da maior categoria do automobilismo mundial, feito por uma grande fabricante. Com isto em mente, F1Snake partiu para um dos projetos mais ambiciosos que já vimos por aqui.

f1-honda-td (1)

 

O carro foi adquirido em 2011 em um leilão realizado pela Bonhams na concessionária Mercedes World, em Brooklands, Reino Unido. F1Snake conta que deu, logo de cara, o maior lance que podia — £ 37,5 mil, ou cerca de R$ 185 mil em conversão direta —, e ficou bastante surpreso quando seu lance foi o vencedor.

De acordo com a descrição do lote (que ainda está no ar), o carro de F1Snake era o nº 8 e disputou nada menos que 12 das 17 corridas da temporada, percorrendo cerca de 8.200 km no processo. O motor original é um V8 de 2,4 litros com 90° entre as bancadas. Naturalmente aspirado e com rotações limitadas a 19.000 rpm, o V8 entrega “mais de 700 cv” e é acoplado a uma caixa sequencial de sete marchas.

O RA107 de Jenson Button em Silverstone

Seria incrível ter este V8 berrando em um carro de track day, mas o carro foi entregue sem motor (e sem o volante). Por isso, F1Snake pretende colocar outro motor nele — mais especificamente, um H1 V8, motor feito usando dois quatro-cilindros de Suzuki Hayabusa. Deslocando entre 2,8 e três litros, o H1 V8 rende entre 400 cv (versão aspirada) e 1.000 cv (com dois turbocompressores).

f1-honda-td (3)

Ao menos o monoposto anda em boa companhia

F1Snake optou por uma versão intermediária, de 500 cv — que considerda mais do que o suficiente para que ele e sua namorada se divirtam nos track days regionais. Além disso, o H1 é um dos V8 mais compactos e leves do mercado, pesando apenas 90 kg, além de ser capaz de girar acima das 10.000 rpm. E se você acha que colocar um V8 Suzuki em um carro de F1 Honda é heresia, saiba que a outra opção considerada foi um V8 small block Chevrolet. A transmissão original, fabricada pela XTrac, acompanha o carro e será utilizada.

f1-honda-td (8) f1-honda-td (7) f1-honda-td (6) f1-honda-td (9)

Não houve muito progresso desde que o carro foi comprado até agora, não apenas por questões de custo, mas também por causa da complexidade inerente a um carro de Fórmula 1: todo os sistemas eletrônicos são muito complexos (até mesmo a instalação de um volante novo, adquirido nos últimos meses e original de um dos carros da Red Bull Racing) exige diversas adaptações eletrônicas. F1Snake também trocou os amortecedores e instalou pneus Avon homologados para as ruas. O carro já apareceu na TV e foi usado em testes aerodinâmicos em um túnel de vento, mas ainda não voltou para as pistas.

f1-honda-td (2)

F1Snake diz, em uma resposta mais recente a seu tópico, que não desistiu do projeto, e que apesar de não ter avançado muito, manterá a todos atualizados a respeito das novidades. De qualquer forma, só o fato de existir alguém com colhões para transformar um carro de F1 em um bólido para track days já é algo que merece nossa atenção e admiração.

 

Matérias relacionadas

Emory Allrad: um Porsche 356 restomod com tração integral e 200 cv

Dalmo Hernandes

Este Subaru Impreza WRC97 já foi de Colin McRae – e agora está à venda!

Dalmo Hernandes

24 Hours of LeMons: os melhores e mais bizarros carros de 2017

Dalmo Hernandes