Amarok V6 chega por R$ 185.000, Ford já tem um novo Mustang Bullitt, Jenson Button na Super GT japonesa e mais!

Leonardo Contesini 6 dezembro, 2017 0
Amarok V6 chega por R$ 185.000, Ford já tem um novo Mustang Bullitt, Jenson Button na Super GT japonesa e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen Amarok V6 chega por R$ 185.000

Carac2_Img-detalle-A_AM0801

Depois de começar a campanha nas redes sociais, a Volkswagen agora iniciou a pré-venda da Amarok V6. Ela será oferecida inicialmente em um lote especial de 450 exemplares da versão Highline, vendidos por R$ 187.710, com rodas de 19 polegadas e pintura branca. As entregas começam em 22 de fevereiro.

O V6 3.0 turbodiesel chega ao Brasil em sua variação mais potente, de 225 cv e 56,1 kgfm, combinado ao câmbio automático de oito marchas e tração 4Motion. Trata-se do mesmo V6 usado no Audi Q7, porém com menos potência que no SUV de luxo.

Carac1_Img detalle B_bg-6

Além da edição limitada de lançamento, a picape também será oferecida na versão Highline, com rodas de 18 polegadas e outras opções de cor, ar-condicionado digital de duas zonas, cruise control, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, computador de bordo, sistema multimídia com tela de 6,3 polegadas e câmera de ré, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e de descida, diferencial com bloqueio eletrônico e assistente de frenagem de emergência. O preço será R$ 185.000.

 

 

 

Ford está mesmo fazendo um Mustang Bullitt – parte 2

Bullitt2018

No começo do ano a Ford fez um comercial com o ator Dwayne Johnson que, “sem querer”, mostrou um conceito que parecia ser um novo Ford Mustang Bullitt. A Ford negou a possibilidade, mas o pessoal do fórum Mustang 6G encontrou em outubro evidências de que o Mustang Bullit estava mesmo em desenvolvimento.

A tal evidência era uma etiqueta de consumo de combustível com os dados do carro, que indicavam a cor Highland Green — por acaso muito parecida com o tom e o nome Dark Highland Green do Bullitt original de 1968. A Ford novamente desconversou, dizendo que aquela etiqueta não fora feita por eles.

Pois agora o pessoal do Mustang 6G mais uma vez encontrou evidências de que o Mustang Bullitt está mesmo acontecendo. Desta vez, eles conseguiram uma foto do carro durante gravações do que, aparentemente, é o vídeo de lançamento do modelo.

O Bullitt aparecia a partir dos 3 minutos do vídeo

A imagem não é das melhores, mas ao tratá-la no Photoshop, pude ver que a cor da carroceria tem tons predominantes de verde e algo de azul e amarelo (que são as cores que formam o verde), o que indica que pode realmente se tratar de um carro “Highland Green Metallic” como vimos em outubro. Além disso, ele também tem as rodas escurecidas como as que apareciam no vídeo de Dwayne Johnson no início do ano.

Parece claro que a Ford já tem um Mustang Bullitt pronto, e com isso, é muito provável que ele seja apresentado no Salão de Detroit no mês que vem. Como todo Bullitt, ele será baseado no Mustang GT, porém desta vez ele não terá um pedal de embreagem, e sim o câmbio automático Ford-GM de 10 marchas.  O que será que Steve McQueen diria sobre isso?

 

Jenson Button irá disputar a Super GT japonesa

2017 Honda NSX-GT Jenson Button

Depois de um ano sabático, Jenson Button anunciou que irá disputar a temporada de 2018 da Super GT japonesa. Ele já disputou uma corrida na categoria em agosto deste ano, e fechou um acordo com a Honda para disputar a temporada de 2018 completa.

“Vou correr pela Honda e tenho contrato para disputar a Super GT em 2018. É um sonho destes últimos anos, adoro a categoria. Fiz uma corrida em Suzuka neste ano e fiquei muito empolgado. Estou animado para a nova temporada. Há muitos testes a serem feitos e espero melhorar o conjunto para ser competitivo no próximo ano”, disse o britânico ao anunciar sua participação na categoria japonesa.

108715_Jenson_Button_to_Race_NSX_GT_at_Suzuka_1000km-696x438

Button deixou a Fórmula 1 em 2016, mas seu contrato com a McLaren permitia que ele retornasse ao automobilismo se assim desejasse. Foi por isso que ele substituiu Alonso em Mônaco, quando o espanhol foi disputar a Indy 500. Agora, ele fecha a parceria com a Honda, com quem mantém relações desde 2003, quando foi contratado pela BAR, que corria com os motores japoneses e, mais recentemente, desde 2015, quando a Honda passou a fornecer suas unidades de força para a McLaren.

 

Projeto que tramita na Câmara quer criar CNH para carro automático

Transmissao automatica

A Comissão de Viação e Transportes aprovou nesta terça-feira (5) o projeto de lei 7746/17 que cria a carteira de habilitação específica para condução de veículos com câmbio automático.

O projeto propõe mudanças nos exames de direção, e os candidatos poderão ser habilitados a dirigir apenas veículos com câmbio automático. O condutor aprovado nessa categoria não poderá dirigir veículos com transmissão manual, embora o condutor habilitado para dirigir câmbio manual possa dirigir carros automáticos. O motorista com a habilitação para câmbios automáticos que for flagrado dirigindo um carro manual, cometerá infração gravíssima, sujeito a multa e retenção do veículo até que um condutor habilitado assuma a direção.

Como já explicamos algumas vezes, ser aprovado em uma comissão da Câmara não significa que ele será transformado em lei. Trata-se apenas de uma das etapas pelas quais todo projeto deve passar antes de se tornar uma lei. Agora ele será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e, caso aprovado, segue para o Senado, onde passará pelas mesmas comissões. Caso seja aprovado em todas, ele segue para o gabinete presidencial para ser sancionado ou vetado.

 

Alpine revela seu A110 Premiere Edition em detalhes

alpine-a110-premiere-edition-38

A Alpine já apresentou o novo A110 em março deste ano, durante o Salão de Genebra, mas até agora ainda não havia começado a vender o carro. A marca francesa pertencente à Renault, abriu as vendas do seu novo esportivo nesta semana, com a edição especial A110 Premiere Edition, limitada a apenas 1.955 unidades — uma clara referência ao ano em que a Alpine foi fundada.

2017 - Essais Presse ALPINE A110 dans la région d'Aix-en-Provence

O motor é o mesmo 1.8 turbo do Renault Megane RS, porém instalado na porção central-traseira do carro, e combinado com o câmbio de embreagem dupla e sete marchas da marca, que controla a entrega dos 252 cv às rodas traseiras. A aceleração de zero a 100 km/h é feita em 4,5 segundos e a velocidade máxima, limitada eletronicamente, é de 250 km/h.