A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

AMG GT Black Series terá mais de 630 cv, BMW planeja boxer de 1.800 cm³, novo Defender em setembro e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

AMG revela detalhes do próximo Black Series

Depois do misterioso protótipo flagrado em Nürburgring, já esperávamos que a Black Series fosse tema das entrevistas com Tobias Moers, o chefe da AMG, durante o Salão de Nova York, e que novos detalhes sobre o carro fossem revelados. Pois foi exatamente o que aconteceu.

Em uma conversa com os britânicos da Autocar, Tobias Moers revelou que ele será o modelo de topo da linha regular da AMG — o que significa que ele só ficará abaixo do AMG One — e que chega às ruas em 2020. A proximidade do lançamento reforça a hipótese de que o carro flagrado em Nürburgring era mesmo o AMG GT Black Series, apesar do ronco mais abafado.

Moers também confirmou que ele terá “pelo menos 630 cv” o que não revela muito sobre a potência, uma vez que isso já era esperado desde o lançamento do AMG GT 63 S no ano passado, que já atingiu este nível de potência com o V8 biturbo de quatro litros. Nosso palpite é que ele poderá — e deverá — ir além dos 650 cv, talvez até mais, considerando que o Porsche 911 GT2 RS já chegou aos 700 cv e que Moers já falou que este V8 tem potencial para chegar aos 700 cv de forma confiável.

Além disso, agora que o GLS 580 colocou no mercado a versão híbrida do V8 4.0 biturbo da Mercedes, é possível que o Black Series seja uma despedida do atual AMG que já acena para o futuro dos supercarros da marca — ou o último ancestral comum entre a velha e a nova geração dos esportivos.

Moers também disse que dirigiu o carro na semana passada, e que ele será o modelo mais rápido da marca — o que também já era esperado — “não em termos de velocidade máxima, mas em tempos de volta”. (LC)

 

BMW terá novo boxer de 1.800 cm³

Não é somente a Porsche e a Subaru que têm uma tradição em motores de cilindros opostos. A BMW Motorrad também mantém os boxers vivos até hoje em algumas de suas motocicletas como a 1200 GS, e ainda pretende expandir a linha com um novo motor boxer twin de 1.800 cm³. Sim: 900 cm³ por cilindro.

O motor apareceu pela primeira vez em dezembro passado em uma moto customizada pela oficina japonesa Custom Works Zon, batizada Departed R18, e agora voltou a dar as caras em uma nova criação “one-off”, a Birdcage, idealizada pela preparadora americana Revival Cycles.

O motor usa arrefecimento misto (ar para o cilindro, óleo para o cabeçote) e pode estar destinado à linha de produção para encarar os modelos mais potentes da Harley-Davidson e da Indian. Ainda não há confirmação da BMW, mas a frequência do uso deste motor nos projetos especiais apoiados pela fabricante evidenciam que ele está a caminho das ruas.

 

Novo Peugeot 208 é flagrado na Argentina – e deve chegar ao Brasil em 2021

O site Argentina Autoblog publicou algumas imagens de um Peugeot 208 de nova geração sendo testado nas ruas – todo camuflado, apesar de o carro já ter sido apresentado no Salão de Genebra. O novo hatchback deverá começar a ser produzido na cidade de El Palomar em 2020.

O lançamento no Brasil está previsto para 2021. Ainda não há muitos detalhes a seu respeito, mas o consenso geral é que ele será posicionado acima do atual 208, que seguirá em produção na fábrica de Porto Real/RJ e assumirá o papel de modelo de entrada.

Ainda não se sabe que motores o 208 argentino utilizará. Na Europa, ele usa o três-cilindros PureTech, que tem versões de 75, 110 e 130 cv. Na Argentina (e no Brasil), é possível que, além do motor 1.2, a Peugeot adote o motor 1.6 turbo THP de 173 cv como opção mais potente, ocupando o topo da gama. (DH)

 

Novo Land Rover Defender será apresentado em setembro

O Land Rover Defender está cada vez mais perto de ser lançado, um relações publicas da Jaguar Land Rover confirmou que o jipinho será apresentado em setembro no Salão de Frankfurt, com as vendas iniciando só em 2020. Enquanto isso o carro passa por muitos testes e vem sendo flagrado em todo tipo de condição, já foi pego em Nurburgring, em vias públicas e nas trilhas de Moab.

Flagras recentes da revista Motor Trend revela que o novo Defender usará suspensão independente nos dois eixos com molas pneumáticas e barra estabilizadora, configuração similar a do Dicovery atual. Outra coisa revelada no flagra é a possibilidade de motor V8.

Apesar da suspensão moderna o Defender promete ser tão valente quanto utilitários de concepção mais rústica como o Jeep Wrangler e o Mercedes Classe G. Por ora só foram flagrados o Defender curto de duas portas e o longo de quatro portas com teto rígido, a Land Rover também está preparando uma versão com teto de lona. (ER)

 

Renault Kwid reestilizado será apresentado em 2019

Nesta semana a Renault apresentou, no Salão de Xangai, o elétrico City K-ZE, versão elétrica do Kwid. Além de dispensar o motor a gasolina, o K-ZE ganhou uma frente distinta, com faróis separados em dois elementos e uma grade mais elevada – fora isto, porém, ele é idêntico ao Kwid.

E foi por isso que começaram a surgir boatos de uma reestilização do Kwid feita com base no K-ZE. Agora, ela foi confirmada por Venkatram Mamillapalle, executivo-chefe da Renault na Índia. A probabilidade de que o visual dianteiro do City K-ZE seja usado no Kwid é bem alta – afinal, os dois carros são iguais por fora, e o compartilhamento de componentes ajudaria a Renault a conter gastos.

É possível que a reestilização também chegue ao Brasil, mas isto deverá demorar um pouco mais, pois o “SUV dos compactos” foi lançado no Brasil há apenas dois anos.

Além do Kwid, o Duster também será reestilizado na Índia. Em ambos os casos, a previsão é que isto aconteça ainda em 2019. (DH)

 

Carros da divisão Jetta da VW são apresentados oficialmente em Xangai

A marca Jetta fez sua estreia oficial no Salão de Xangai, apresentando seus três modelos. Apesar de ser uma marca nova, os carros não são assim tão novos: eles são variações de modelos já existentes no grupo Volkswagen.

O sedã VA3 (acima), por exemplo, é um New Santana com estilo diferente na dianteira e lanternas traseiras redesenhadas. Na China, o New Santana foi lançado em 2012 e usa a plataforma PQ25 do Polo Mk5.

O SUV compacto VS5, por sua vez, é derivado do Seat Ateca, irmão de plataforma do T-Cross, também com dianteira e traseira redesenhadas. E o SUV médio VS7 é um Skoda Kodiaq redesenhado, SUV-irmão do Tiguan AllSpace.

A Volkswagen aposta que esta nova sub-marca fará sucesso entre os jovens, já que o nome Jetta é forte no país por causa da segunda geração que foi fabricada lá de 1991 a 2013. Essa será a quinta marca do grupo na China, que já tem a FAW-Volkswagen, a SAIC-Volkswagen, a Audi China e a Skoda China. (ER)

 

Ford anuncia novo modelo de entrada para o mercado norte-americano

Depois de anunciar o fim da linha para todos os seus carros de passeio nos EUA, exceto pelo Mustang, a Ford começou a mostrar os novos modelos que virão para substituí-los. O recém lançado Ford Escape, por exemplo, será um dos que substituirão o Fusion e o Taurus. Mas e os modelos mais baratos, como Fiesta e o Focus?

A resposta deverá chegar ao mercado em 2022 – esta é a data prevista para o lançamento do novo modelo de entrada da Ford nos Estados Unidos. A princípio, a fabricante acreditava que o EcoSport seria capaz de suprir esta necessidade, mas o SUV compacto nascido no Brasil não foi bem recebido pelos americanos. Além disso, ele parte de US$ 19.995 dólares, sendo mais caro que o Fiesta (US$ 14.260) e o Focus (US$ 17.950).

A Ford afirmou nesta semana que passou 12 semanas desenvolvendo a versão conceitual daquele que será seu modelo mais barato no mercado norte-americano. A fabricante não dá detalhes a respeito do tipo de carroceria, do tamanho ou do preço do novo modelo. Especula-se, porém, que ele ficará entre o Fiesta e o Focus em termos de preço. (DH)

Matérias relacionadas

Alfa Romeo de volta ao Brasil, o novo Porsche de Le Mans, Audi TT e S1 no Brasil e as novidades de Genebra

Leonardo Contesini

70 anos de 356: a história e as versões do primeiro esportivo de rua da Porsche

Dalmo Hernandes

Os chineses não gostam do cheiro de carro novo – e a Ford quer acabar com ele “cozinhando” os carros

Dalmo Hernandes