A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Aos poucos, diesel será banido das grandes metrópoles

Se depender da mais nova tendência mundial de controle de poluentes, os carros jamais serão legalizados no Brasil. Depois da Holanda anunciar seus planos de banir carros a diesel a partir de 2025, outras cinco capitais mundiais pretendem seguir o mesmo caminho: Paris, Cidade do México, Madri e Atenas.

O acordo foi firmado durante uma convenção de líderes municipais chamada C40, realizada a cada dois anos na Cidade do México. O banimento do diesel é apoiado por uma petição global, que exige dos fabricantes que eles encerrem a produção de carros a diesel até a metade da próxima década e ainda auxiliem a acelerar a transição para veículos híbridos, elétricos e movidos a hidrogênio. Além da proibição dos carros a diesel, as prefeituras pretendem ainda incentivar veículos alternativos e promover a caminhada e o ciclismo.

Embora tenha se tornado sinônimo de economia e baixo nível de emissões de CO2 na última década, o diesel voltou a se tornar um dos grandes vilões do meio-ambiente devido à emissão de partículas finas e óxidos de nitrogênio. As partículas têm efeito nocivo ao penetrar nos pulmões e colaborar para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares que podem levar à morte. Já os óxidos de nitrogênio podem ajudar a formar ozônio em baixas altitudes, o que, em níveis elevados, dificulta a respiração.

Por estes mesmos motivos Paris já proibiu a circulação de veículos com níveis de emissões de poluentes elevados e carros produzidos antes de 1997. Até 2020 as restrições serão ainda mais rígidas, permitindo apenas que veículos fabricados de 2011 em diante entrem na capital em dias úteis.

Matérias relacionadas

Audi R8 ganhará V6 biturbo do Porsche Panamera como sucessor do V8 aspirado

Leonardo Contesini

Alonso fora da F1 e de olho na Indy, novo BMW Z4 revelado, Veloster turbo perto do Brasil e as novidades da semana no FlatOut e no YouTube do FlatOut!

Leonardo Contesini

O único Mercedes-Benz CLK GTR do Brasil está indo embora

Leonardo Contesini