FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ariel terá hipercarro híbrido de 1.100 cv, Hyundai terá mais um SUV, Lamborghini terá um novo smartphone e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Hyundai está preparando mais um SUV para países emergentes

Hyundai-Carlino-India3

A Hyundai parece determinada em também colaborar para a SUVização do planeta. Depois de lançar o Creta e renovar o Tucson (vendendo três gerações do modelo simultaneamente), ela agora irá desenvolver um novo SUV de entrada para ser posicionado abaixo do Creta em países emergentes.

A apuração é do site Indian Autos Blog e, segundo eles, a intenção da Hyundai com este novo SUV é posicioná-lo como concorrente do Ford EcoSport e Suzuki Vitara na Índia. Ele se beneficiará da legislação indiana que prevê uma tributação mais branda para carros com menos de 4 metros, o que significa que ele também será ligeiramente menor que o Creta.

Ainda não há nenhuma renderização ou teaser deste novo SUV, mas segundo o site indiano ele será inspirado pelo conceito Carlino, apresentado em 2016, e deverá chegar ao mercado em 2019. Não se sabe se ele chegará ao Brasil como seu irmão maior, o Creta, mas ele poderia finalmente substituir o Tucson Flex como modelo de entrada no Brasil.

 

 

O mais novo Lamborghini é um smartphone

Enquanto a Ferrari apresentava um novo roadster com nome de Lamborghini (vamos falar dela mais tarde; fique ligado!), a Lamborghini anunciou seu mais novo smartphone. Batizado Alpha-One, o gadget é produzido pela Tonino Lamborghini, a empresa de design criada pelo filho de Ferruccio para desenvolver produtos de lifestyle para a marca.

358.970

No desempenho ele não é superior como um Lamborghini — o processador é o Qualcomm Snapdragon 820, a memória RAM tem 4GB e as câmeras têm 20 megapixels na traseira e 8 megapixels na dianteira. O desbloqueio e outras funções de segurança podem ser executados com um leitor de impressão digital, e a bateria tem 3.250 mAh. O sistema operacional é o Android Nougat, o mais recente da linhagem.

Não é exatamente o aparelho que vale US$ 2.450 como cobrado pela Lamborghini (mesmo com sistema de áudio Dolby), mas a textura de couro é couro de verdade e o metal dourado é aço inoxidável folhado a ouro, e não uma coloração dourada qualquer. Por outro lado, este não parece o tipo de smartphone que fãs da marca comprariam, e sim um smartphone-acessório para ser usado em ocasiões especiais com o Lamborghini que você tem na garagem. Por milionários russos.

 

Kimi Raikkonen renova com Ferrari para 2018

kimiiiii

Nosso piloto favorito da F1 atual e herdeiro comportamental de Nelson Piquet e James Hunt, Kimi Raikkonen terá mais um ano na Fórmula 1: a Ferrari anunciou a renovação do contrato do finlandês para 2018.  Será a quinta temporada consecutiva de Kimi pela Scuderia (e a oitava contando sua primeira passagem, que culminou com o título de pilotos de 2007).

O CEO da Ferrari, Sergio Marchionne, chegou a fazer suspense sobre a renovação de Kimi antes do recesso de verão da Fórmula 1, mesmo com a pole e o podium em Mônaco. Mas depois de mostrar um bom desempenho nos GPs da Inglaterra e da Hungria, o finlandês garantiu a renovação para mais um ano.

Normalmente a Ferrari espera o GP da Itália para anunciar seus pilotos, mas desta vez, como está de volta à briga pelos títulos de pilotos e construtores, a Scuderia decidiu anunciar antecipadamente e concentrar-se no campeonato, segundo o site Motorsport.com. Kimi também era a opção preferida por Sebastian Vettel, que lidera o campeonato, mas ainda não teve seu contrato renovado. Com a confirmação de Kimi, contudo, isso não deve demorar a acontecer.

 

Ariel está preparando um hipercarro híbrido

ariel_-_hipercar_-_a1_front_image

Embora seja mais uma fabricante de máquinas suicidas sobre rodas do que de carros em si, a Ariel agora quer embarcar na nova onda dos hipercarros. Segundo os britânicos da Autocar, a pequena fabricante inglesa está desenvolvendo um hipercarro híbrido com motores elétricos e uma turbina como extensor de autonomia. Batizado provisoriamente como P40, ele deverá ser produzido a partir de 2020.

 

Com esse conjunto inusitado, a Ariel pretende criar o carro supercarro mais veloz na aceleração de zero a 160 km/h (100 mph) já feito. Segundo a empresa, ele levará 3,8 segundos para cumprir essa aceleração — tarefa que a LaFerrari leva 4,7 segundos para completar. A aceleração de zero a 100 km/h, à qual estamos mais acostumados, será feita em 2,4 segundo. Apesar dos números impressionantes de aceleração a velocidade máxima será de apenas 260 km/h porque, segundo a Ariel, “não é preciso ir mais rápido”. Ok, vamos acreditar porque gostamos de vocês.

ariel_-_hipercar_-_top_view

O powertrain será constituído por quatro motores elétricos, um em cada roda, que juntos irão produzir 1.196 cv e 183,2 mkgf. O layout de motores individuais por roda controlados por uma central única permitirá a vetorização do torque, bem como o controle de tração e estabilidade. Com uma bateria de 42kWh, a autonomia estimada do Ariel P40 será de 190 km. Se a bateria secar antes de você encontrar uma tomada, ele terá um motor a turbina capaz de rodar por 15 minutos com carga máxima antes de esgotar o combustível.

Ainda segundo a Ariel, o P40 usará exaustores para sugar o ar da parte de baixo do carro, como o Brabham “Fan Car”, o Chaparral 2J e o McLaren F1. Ele não será exatamente leve como o Atom ou o Nomad, que pesam pouco mais que o quatro rodas e umas barras de aço, mas seus 1.600 kg são até enxutos para um carro híbrido com quase 1.100 cv.

A Ariel irá revelar mais detalhes sobre o P40 até o início de setembro, quando seu desenvolvimento estiver mais avançado.

 

Amazon está procurando substituto temporário para Jeremy Clarkson (ou talvez apenas zoando o apresentador)

clarkson-needell

A Amazon publicou um anúncio de emprego em seu site, procurando “um apresentador para uma série de TV em uma vaga temporária para cobrir uma ausência devido a uma pneumonia”. Talvez seja uma piada com o fato de Jeremy Clarkson ter sido internado com a doença durante suas férias na Espanha, ou talvez seja uma forma bem humorada de dizer que ele não estará presente nos primeiros episódios da segunda temporada do programa.

O anúncio ainda diz que será dada preferência a candidatos “altos e com cabelo crespo” e que “gostam de fazer pausas antes de pronunciar as últimas palavras das frases”.

“Este profissional irá trabalhar com os apresentadores atual, em tarefas que incluem (mas não se limitam a) atear fogo às coisas acidentalmente, manusear maquinário pesado e ser capaz de defender um argumento com o qual ninguém concorda”, diz o anúncio.

Parece óbvio que se trata de uma piada com Clarkson, mas nunca se sabe o que esperar do trio britânico. Quem sabe um apresentador substituto “fake” seja mais uma piada, aproveitando que Jeremy Clarkson foi forçado a ficar de molho por seus médicos depois de quase bater as botas por demorar para procurar um hospital enquanto sofria de pneumonia.

Matérias relacionadas

Este Chevrolet Corvette C4 1991 com 50.000 km rodados pode ser seu novo V8 americano

Dalmo Hernandes

Este raríssimo Mitsubishi Lancer Evolution X com câmbio manual está à venda

Dalmo Hernandes

A história dos Porsche de motor central-traseiro

Leonardo Contesini