A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

As duas vidas dos motores V6 e V8 da Buick

Vivemos hoje em um mundo onde nenhum motor dura muito. Empurrados não mais pelas necessidades de seu público, e sim por imposição estatal (especialmente na China e Europa), os fabricantes acabam em uma espiral de downsizing que faz coisas obsoletas aparentemente a cada minuto. O monocilíndrico de 500cm3 e 500cv não deve estar longe, se é que entendem a pífia tentativa de ser engraçado para ilustrar uma tendência. Mas ainda existem coisas mais permanentes. Os americanos ainda preferem um bom V8 com comando no bloco e deslocamento generoso, mesmo que tenha que comprar um caminhão para tê-lo: Picapes grandes americanas ainda são os carros mais vendidos do mundo. A Ford recentemente popularizou um V6 bi-turbo em suas picapes, mas também lançou um enorme V8 com comando no bloco e mais de sete litros para apaziguar seus fãs. Chevrolet e Dodge (tá bom, “RAM”) continuam firmes com seus V8 vareteiros, e as tentativas de fazer algo menor nessas marcas parecem fadadas ao fracasso total, como o re

Matérias relacionadas

Dodge Demon, o Dart endiabrado que não tivemos no Brasil

Dalmo Hernandes

Hockenheimring: a evolução do circuito (e dos tempos de volta) do GP da Alemanha

Leonardo Contesini

Audi RS2, RS4 e RS6 Avant: 25 anos de evolução das super peruas alemãs

Dalmo Hernandes