A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Zero a 300

As maneiras mais gearheads de se usar uma sala de estar

Para muitos entusiastas, uma meta de vida é ter em casa seu pequeno templo dedicado aos carros. Uma bela garagem, com decoração temática, um frigobar e espaço para mexer no(s) possante(s). Mas que tal transformar a sala da sua casa em seu santuário dos carros particular, e transformar a área social na área mais gearhead da casa? Dá para fazer? Dá. Estes caras fizeram!

Há uns dias topamos com o vídeo abaixo, que mostra um cara chamado Jeffrey demonstrando o dinamômetro que colocou na sala de estar – um daqueles dinamômetros de bancada, que medem a potência diretamente no virabrequim. Na bela sala, com cortinas vermelhas, enormes janelas de vidro e um classudo abajur, uma máquina usada para medir a força de outra máquina, que queima gasolina e faz fumaça e barulho. É demais!

Na descrição do vídeo, Jeffrey explica de forma simples: normalmente o dinamômetro (que, como dá para ver, não é pequeno) fica na garagem. Só que o carro precisava ficar na garagem. E, como no caso era meio impossível colocar o carro na sala de estar… o dino foi para lá!

Ele também conta que montou o motor na garagem, a poucos metros do dinamômetro, usando alguns componentes de performance. O motor 1200 vindo de um Fusca 1960 teve o deslocamento ampliado para 1.679 cm³ (agora é um 1700), ganhou válvulas maiores, sistema de escape de inox feito sob medida com abafador Spintech e cabeçotes retrabalhados. “Não é um monstro, mas ficou com o dobro da potência do motor original”, ele diz. Ou seja, mais ou menos de 36 cv para 72 cv. Nada mau.

Depois de ver o vídeo de Jeff, ficamos pensando em outros usos gearhead que você pode fazer da sua sala de estar. E a gente acabou achando vários exemplos bem legais. E inspiradores, por que não?

 

Colocar carros na sala

fd2ad4273a9941051c0b0fcccb6a133b

Hors concours: Nelson Piquet, tricampeão de Fórmula 1, colocou na parede da sala de sua casa o Williams FW11B, com o qual conquistou seu último título em 1987. Foto: José Mario Dias

Esta aqui é um pouco mais difícil para quem é casado (brincadeirinha!): colocar um ou mais carros na sala. Se a patroa deixar, aí vira uma questão técnica: é preciso ter uma sala grande o bastante, com uma porta enorme. E esta porta precisa ser acessível de carro, ou não adianta nada.

Existem condomínios de luxo espalhados pelo mundo que oferecem a opção por uma garage indoor. O Reignwood Hamilton Scotts, em Cingapura, é um deles. O condomínio oferece um sistema bastante semelhante ao utilizado por estacionamentos automatizados: você para o carro sobre uma plataforma móvel, digita sua senha ou faz sua leitura biométrica e o carro é levado automaticamente até sua garagem suspensa, que fica anexa à sala de estar do apartamento, separada apenas por uma parede de vidro. Tecnicamente o carro não esta na sala, mas acaba virando parte da decoração.

No Porsche Design Tower, residencial de luxo construído de frente para o Atlântico em Miami, nos EUA, a coisa funciona de forma parecida: ao chegar no prédio, o dono do carro dirige até o elevador, onde presilhas seguram as rodas. Depois que o elevador (ou melhor, Dezervator) chega ao andar especificado, a plataforma móvel o leva na horizontal até a vaga reservada para o carro na garagem. Para garantir que todos os moradores que pagarem pela conveniência tenham acesso a ela, foram construídos três elevadores automático na Porsche Design Tower, a um custo de US$ 40 milhões cada. O arranha-céu custou mais de US$ 560 milhões para ser construído.

E se você acha que esse tipo de coisa só existe bem longe do Brasil, aqui vai uma surpresa: há um condomínio com o mesmo tipo de proposta — guardar seu carro na sala do apartamento — no coração do país, a cidade de Goiânia/GO. O chamado “Victorian Living Desire” tem 31 andares e apenas um apartamento por andar, e por isso seu sistema de elevadores pode ser mais simples que aqueles automatizados dos gringos. O elevador foi desenvolvido e produzido pela Atlas Schindler, e terá sistema de leitura biométrica para garantir a segurança de acesso.

Mas não é tudo meio frio, meio… comum? Todos no prédio podem ter uma garagem dentro do apartamento. Se quiser algo mais exclusivo, você pode fazer como este cara:

 

Este a é a sala da casa de um colecionador japonês. Sua casa foi projetada pelo estúdio de arquitetura Nº 555 Architectural Design Office, ou simplesmente Number Fives. Especializado em construções minimalistas, o Number Fives ficou encarregado de projetar uma casa com espaço para nove carros, e o carro favorito do dono deveria ficar na sala de estar — que também deveria acomodar uma árvore. Como o espaço no terreno era limitado, a casa toda foi projetada para ser “uma grande sala de estar”.

Para poder abrigar nove carros, a garagem ocupa todo o térreo. O carro favorito do dono é um Lamborghini Countach, que não fica o tempo todo na sala — em vez disso, um alçapão automático se abre quando o elevador da garagem é ativado, e o Lamborghini emerge do chão.

A casa foi projetada como uma grande caixa de concreto, e os cômodos foram posicionados como caixas menores flutuando pelo interior, transformando a grande sala de estar em um espaço arejado, funcional e bem distribuído. Para sustentá-los, o concreto recebeu reforços de vigas de metal. A sala de jantar é a única que não está em uma caixa — em vez disso ela foi inclusa na sala de estar. Assim, é possível fazer as refeições olhando para um verdadeiro clássico da Lamborghini — melhor do que qualquer televisão, se querem saber.

nintchdbpict000279967109 nintchdbpict000279967100 nintchdbpict000279967304 this-dream-house-in-bangkok-is-built-around-the-garage-1476934183557-1000x667 nintchdbpict000279967024

Já este colecionador tailandês decidiu-se por um approach mais clássico. Tenn Xoomsai é fã da Porsche, e construiu no andar térreo de sua casa uma sala de estar com diversos compartimentos de vidro onde guarda os carros de sua coleção, que conta com um 911 964 customizado pela RWB, um Porsche 911 Turbo 930 e um 911 de competição dos anos 1960.

Ferrari-LaFerrari-living-room-7 Ferrari-LaFerrari-living-room-6

Este outro foi por outro caminho: a sala de estar deste entusiasta de Budapeste, na Hungria, virou a garagem para sua LaFerrari. Segundo consta, ele tomou a decisão de guardar seu hipercarro híbrido de 963 cv dentro de casa por causa do trauma de ter batido a LaFerrari em alguns carros parados na rua no fim de 2015:

laferrari-crashes-in-budapest-hits-three-cars-photo-gallery-101567_1

Agora, às vezes, o ato de guardar o carro na sala de estar é forçado pela necessidade. O dono deste BMW M3 E30 que o diga: no fim de 2016, o furacão Matthew estava previsto para passar na região da Flórida, onde ele morava. Para garantir que nada de ruim acontecesse com seu xodó, ele não pensou duas vezes antes de colocar o carro na sala de estar/jantar. Depois de postar fotos em sua conta no Instagram, ele só precisou esperar alguns minutos para se tornar um viral.

E seu carro ficou são e salvo. É, isto é bem gearhead!

#hurricanematthew #duringthestorm

Uma publicação compartilhada por Randy (@jalilsup) em

 

Dar zerinhos na sala de estar

Para que se contentar com carros estacionados na sala de estar se você pode dirigir na sala de estar? Quer dizer: colocar seu Shelby Cobra para dar zerinhos na sala de estar durante a mudança conta como dirigir? A gente está inclinado a dizer que sim.

Aparentemente, até hoje não se sabe como o carro foi parar ali, e nem o contexto da história. O que restaram foram reuploads do vídeo no Youtube e comentários oferecendo teorias. Uma delas é bem interessante: pode ser que tenha rolado um divórcio. Ela ficou com a casa, ele ficou com o carro… e decidiu deixar umas lembrancinhas no piso da sala. Faz sentido.

 

Na falta de oficina… vai na sala mesmo!

O que há com motores boxer e salas de estar? Aparentemente, tem algo rolando aí: este cara montou seu Subaru EJ255, um flat-four de 2,5 litros com turbo, na sala de estar por falta de espaço na garagem. O motor estava em seu carro, um WRX hatchback, mas precisava de um bloco novo – o antigo estava bom, mas não era forte o bastante para aproveitar todo o potencial dos outros componentes de preparação.

O mais legal: ele colocou uma câmera para filmar todo o processo de montagem, juntando tudo em um time lapse. Sem a infraestrutura necessária, sem experiência e cometendo alguns erros pelo caminho, ele conseguiu fazer o motor funcionar e o instalou no carro sem maiores problemas.

 

Uma pista de autorama na sala de estar

Em um primeiro momento, esta parece só uma boa sala de estar, ampla, bem desenhada e cheia de móveis e decoração bacana. Então as luzes começam a piscar, e você percebe que, integrada à própria estrutura do cômodo, foi instalada uma pista de autorama.

A descrição do vídeo faz parecer fácil: o usuário do Youtube que subiu o vídeo, que pelo visto se chama Allan, diz que simplesmente achou que seria bacana integrar o traçado da pista de autorama à sala. O circuito é iluminado por fitas de LED que, assim como os carros, são controladas por um computador dedicado.

 

Matérias relacionadas

Duelo do dia especial Copa do Mundo: Colômbia vs. Inglaterra, ou Montoya vs. Mansell

Dalmo Hernandes

715 cv em uma perua para surfistas com segundas intenções: conheça o Triple Eight Project Sandman

Dalmo Hernandes

Os games de corrida com as melhores trilhas sonoras – parte 1

Dalmo Hernandes