A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top Viagens e Aventuras Zero a 300

As “road trips” mais legais escolhidas pelos leitores do FlatOut

Neste último final de semana falei sobre uma de minhas road trips dos sonhos, que é ir de carro de Londres/Inglaterra até o Cabo de Kintyre, na Escócia, passando por Liverpool e pela Ilha de Man no caminho, e perguntei a vocês quais as suas viagens dos sonhos.

As sugestões, como sempre, foram centenas e variavam desde um passeio perto da sua casa até incríveis aventuras mirabolantes com supercarros (o que é legal também). Aliás, lendo as respostas acabei lembrando de outra road trip que eu havia incluído na minha lista: atravessar a Armênia a bordo de um Lada Niva. Mas isso é papo para outra hora.

69

O que interessa agora são as sugestões dos leitores, que foram combinadas nesta lista usando dois critérios: as cinco mais votadas e outras quatro escolhidas pela redação. Elas incluem roteiros relativamente baratos de se fazer, alguns roteiros não tão baratos, mas que podem ser feitos por qualquer motorista, e algumas sagas intercontinentais que só devem ser tentadas por viajantes experientes. Vamos lá?

 

Transfagarasansarangarsasaran

Wide_view_over_the_northern_Transfagarasan

A rodovia (espere um minuto, tenho copiar e colar o nome da Wikipedia) Transfăgărășan talvez seja o roteiro mais recente desta lista, e ficou famosa quando o antigo trio do Top Gear fez uma viagem de supercarros pela Romênia e percebeu que ela é tão panorâmica e sinuosa quanto o Passo Stelvio, porém com muito menos tráfego.

800px-Transfagarasan_twisty_road

Como Stelvio, a (ctrl+v) Transfăgărășan também é um “passo” (um trecho mais acessível que atravessa de uma cordilheira), e se estende por 90 km para ligar as regiões da Transilvânia à Wallachia, separadas pelas Montanhas (droga, preciso copiar e colar de novo) Făgăraş. A estrada foi construída em apenas quatro anos por ordem do ditador comunista Nicolae Ceaușescu, como forma de acesso rápido através das montanhas caso os Soviéticos decidissem que a Romênia deveria fazer parte da União Soviética.

Como toda estrada incrustrada entre montanhas, a Transfaragaragarnsaran tem variações bruscas de relevo e alterna curvas tipo hairpin com mini retas. Por estar em um país mais “alternativo”, o fluxo de veículos é significativamente menor que nos “passos” mais badalados como o Stelvio.

A sugestão é do leitor FocusMan, que esteve na Transfaragarasaran neste ano ao volante de um Focus ST. Belíssima pedida!

 

O caminhoneiro

Captura de Tela 2017-07-26 às 19.57.01

O leitor ElBigode fez uma sugestão inusitada: em vez de atravessar a Europa de Leste a Oeste, sua rota dos sonhos cruza o Velho Mundo de Norte a Sul, saindo de Oslo, na Noruega, atravessando a Turquia e chegando até Bandar Abbas no Irã. A máquina? Não é carro e sim um caminhão, o Scania 141 V8.

 

O fim do mundo

ushuaia-9

Ushuaia é a cidade mais austral do planeta, o que lhe rendeu o apelido de “Fim do Mundo” (algo que fará muito mais sentido se você acreditar na teoria da Terra Plana). Por estar geograficamente ligado ao Brasil, o destino é bastante comum entre os aventureiros do Sul do país, que partem do Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul e seguem em direção à Terra do Fogo em suas picapes, motos, jipes, Kombis e motor-homes.

ushuaia-2

Como o Real é mais valorizado que o dinheiro dos vizinhos do Sul, a viagem não é das mais caras, e as estradas combinam longas retas quase desertas a paisagens belíssimas e temperaturas geladas. Se for, não esqueça de fotografar tudo e mandar a história para o FlatOut. Só não vá fazer piada com a Guerra das Malvinas/Falklands. Nem aparecer por lá com as placas FKL-1982. A sugestão é do leitor Klein.

 

 

Initial D

c5e098a4fc9e82f53bf352ed0eeeddb59bdf28a98d5523a652572028df8cdac1

Já pensou conhecer as locações reais que inspiraram o anime/mangá Initial D? É exatamente a sugestão do leitor Kenji555, que vive no Japão:

Como fã de Initial D e morando no Japão, uma das viagens que eu gostaria de fazer é também uma das possíveis dentro da minha realidade.

Basicamente é fazer um tour pela região de Kanto no Japão, passando por todas as touges mostradas em Initial D, incluindo Akina, Akagi, Usui, Irohazaka, Happogahara, Hakone e todas as outras. E já aproveitaria que estaria ali por perto pra passar pela Shuto Kousoku em Tokyo, pelo Daikoku Futo em Yokohama e outros pontos que aparecem em Wangan Midnight. Yep, seria uma viagem focada em locais que aparecem em dois dos meus animes favoritos.

Não é algo tão impossível de se fazer assim, especialmente considerando o quão perto são os pontos, mas o objetivo mesmo seria fazer isso com um AE86. Ou pelo menos com o Today mais ajeitadinho.”

 

Andes/Atacama

Outros dois destinos bacanas que são bem acessíveis para os brasileiros são a Cordilheira dos Andes e o deserto do Atacama. O roteiro obviamente inclui as belas estradas planas e retas da Argentina antes de chegar às estradas perfeitas e desertas do Chile, e é um destino bastante comum para os turistas de Santa Catarina e Paraná.

A sugestão é do leitor FordGuy, que fez uma das variações do roteiro com sua família nas férias de verão:

e95eb763553cda13642539774b3051b607f4f26b0f53bf76db4a360998b315ec

Para quem procura uma road trip sensacional, e dadas as proporções, mais “tranquila”, recomendaria a que fiz com minha família em dezembro/janeiro. Saímos de Curitiba, ficamos um tempo em Mendoza/Argentina, depois Santiago/Chile, e por fim Deserto do Atacama e voltamos. O mapa marca todas as cidades em que paramos ao longo do caminho, para passar a noite. Foram 10.000 km em 23 dias.

 

Costa oeste italiana

Itinerario-Cost-Amalfitana-21

A Itália tem várias “costas”, mas a sugerida pelos leitores Lucas e Litcolt, é a porção sudoeste, voltada para o Mar Tirreno, que inclui a famosa Costa Amalfitana. O primeiro sugeriu percorrer todo o litoral Tirreno, saindo de Nice, na França, até chegar a Nápoles, na Itália.

Captura de Tela 2017-07-26 às 21.13.26

Já Litcolt começaria no ponto final de Lucas: “Sonho com o litoral italiano, passando por Nápoles, Pompéia, Sorrento, Positano, Ravello e finalizando na pequena cidade de Amalfi.

Captura de Tela 2017-07-26 às 21.15.10

A combinação de estradas sinuosas nas montanhas, com vista do oceano e as cidades históricas são uma combinação interessante pra se explorar com um típico roadster europeu, como o Triumph Spitfire e o Alfa Romeo Giulia Spider, embora um lado teimoso meu insista e conduzir um nababesco DBS nessa viagem.”

 

Panamericana

PanAmericanHwy

Pouca gente sabe (ou lembra), mas a estrada mais longa do mundo é a Rodovia Panamericana, que liga a Terra do Fogo ao Alasca, atravessando todo o continente Americano. Na verdade ela não é uma única rodovia, e sim uma série de rodovias locais interligadas ao longo de 30.000 km que permitem a viagem por terra entre os extremos do continente. Há somente um único trecho de 160 km em que a estrada é interrompida, exigindo que se faça por mar o percurso entre as cidades de Turbo, na Colômbia, e Yaviza, no Panamá.

E já que existe a possibilidade, seria um desperdício não aproveitá-la, não é? Foi exatamente essa a sugestão dos leitores Bruno M. de Albuquerque e Angelito. O primeiro gostaria de fazer o roteiro  original da rodovia, enquanto o segundo sugeriu voltar pelo lado do Atlântico.

 

Cannonball Style

Captura de Tela 2017-07-27 às 16.13.57

Quando se fala em road trip pelos EUA, as sugestões mais comuns são a icônica 101 na Califórnia e a lendária Route 66 ao longo de metade do país. Mas o leitor GT2010 optou por uma rota um pouco diferente: uma viagem de costa a costa inspirada pela Cannonball Run.

Já contamos a história aqui, mas em resumo, a Cannonball foi uma corrida ilegal organizada por um jornalista chamado Brock Yates em protesto contra a redução dos limites de velocidade. Yates queria demonstrar que a velocidade não era um problema se o carro estivesse em mãos hábeis. Por isso ele decidiu fazer uma corrida entre a Red Ball Garage, em Nova York até a Portofino Inn, na Califórnia. A regra era uma só: quem chegasse primeiro, ganharia.

Dan-Gurney-Brock-Gates-Cannonball-Run-in-California

Os vencedores conseguiram médias superiores a 160 km/h, mas é claro que você não vai e nem deve fazer isso — primeiro porque você não é Dan Gurney nem Brock Yates, e segundo porque você não quer ser um estrangeiro fazendo m*** no trânsito americano. O lado bom é que os EUA têm algumas estradas sem limites postados e outras em que os limites variam de 75 a 85 mph (120 km/h a 135 km/h). Além disso, a graça destas viagens que cruzam o país é justamente curtir calmamente cada quilômetro rodado.

 

European Route

Captura de Tela 2017-07-27 às 16.29.36

Uma variação da viagem caminhoneira do leitor ElBigode é a European Route, sugerida pelo leitor Eduardo Palandi. Ela também segue a direção Norte-Sul, porém em vez de partir de Oslo, ela inicia na E-75, no extremo norte da Noruega, seguindo em direção ao sul, passando pela Finlândia. Depois a rota passa por um trecho no Mar Báltico, antes de chegar à  Polônia, Eslováquia e Hungria. Dali, em vez de seguir para o Leste para entrar na Bulgária e chegar à Turquia, o roteiro continua em direção ao Sul passando pela Sérvia, Macedônia e, finalmente, Grécia.

 

Matérias relacionadas

Os opcionais mais absurdamente caros oferecidos pelas fabricantes

Dalmo Hernandes

Um Civic Si bem conservado, um BMW 120i, um Voyage quatro-portas e mais no GT40

Dalmo Hernandes

Honda NSX: um carro que guardo no coração – por Gordon Murray

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados