FlatOut!
Image default
Lançamentos Zero a 300

Audi RS5 Sportback recorre ao V6 biturbo do Panamera para encarar BMW M3 CS e Mercedes-AMG C63

Se há algo que nunca fez muito sentido na linha da Audi, foi o fato de haver um RS4 sedã, um RS4 Avant, um RS5 cupê, mas não haver uma versão RS do belíssimo fastback A5. A carroceria de quatro portas mais óbvia para um Audi RS teve que esperar oito anos para ganhar sua versão Rennsport. Foi somente nesta quarta-feira (28) que a Audi apresentou o RS5 Sportback pela primeira vez, no Salão de Nova York.

O RS5 Sportback já era aguardado há alguns meses, e junta-se ao seu irmão de duas portas e à perua RS4 Avant na linha de modelos médios da Audi Sport. Começando pelo lado de fora, para transformar o S5 Sportback no RS5 Sportback a Audi Sport instalou para-lamas 15 mm mais largos na dianteira e na traseira, necessários não apenas para o visual musculoso, mas também para acomodar as rodas maiores e bitolas mais largas. Nas duas extremidades da carroceria a Audi instalou novos spoilers: um na parte inferior do para-choques dianteiro, outro na borda da tampa do porta-malas. Como a grade, o friso nas laterais e os elementos nos faróis de neblina e no para-choques traseiro, os spoilers são pintados de preto brilhante.

Audi RS 5 Sportback

A dianteira é exatamente a mesma do RS5 Coupé, lançado no ano passado: faróis angulados com máscara negra, grade frontal tipo colmeia, também em preto brilhante, sem divisão ou suporte de placa visível, com o logotipo quattro estampado na parte inferior. Ao lado da grade as tomadas de ar que resfriam os freios, o intercooler e direcionam o ar para o cofre e sob o carro. Na traseira, além do spoiler tipo lip, o para-choques também tem um difusor embutido e as duas saídas de escape ovais, uma assinatura da linha RS.

Audi RS 5 Sportback

Sob o capô o RS5 não tem mais um V8. Como o cupê já adiantou, desta vez o modelo é embalado pelo novo 2.9 V6 biturbo, que estreou no Porsche Panamera S de segunda geração — o que nos remete ao RS2, o precursor da linhagem do RS5 Sportback. No Audi o V6 é 10 cv mais potente, e tem 450 cv.

Audi RS 5 Sportback

Como comparação, seus rivais… bem, o RS5 ainda não tem rivais diretos: a BMW ainda está desenvolvendo o M4 Grand Coupé e a Mercedes não tem planos de lançar um “CLC”. Por enquanto ele rivaliza com o BMW M3 e os Mercedes-AMG C63. A potência do RS5 é a mesma do BMW M3 Competition Package, 11 cv menor que a do M3 CS e 25 cv menor que a do Mercedes-AMG C63 básico.  E ele ainda é o mais pesado do trio, com 1.840 kg graças ao seu sistema de tração integral (o BMW pesa 1.647 kg e o Mercedes 1.780).

Com um câmbio de oito marchas com conversor de torque e uma versão especialmente calibrada do seu diferencial Torsen, o RS5 tem uma distribuição de torque de 40% para o eixo dianteiro e 60% para o traseiro, mas é capaz de transferir até 85% para a dianteira e 70% para a traseira, dependendo da situação.

Audi RS 5 Sportback

Com isso o sistema quattro compensa seu peso com aderência nas arrancadas: os 3,9 segundos que o RS5 Sportback precisa para chegar aos 100 km/h são o mesmo tempo que o BMW CS e o Mercedes C63 precisam para fazer o mesmo. E com velocidades limitadas eletronicamente, os três param nos 280 km/h (não nos pergunte qual chega primeiro lá; só testando um a um para saber). Mas embora seja um trunfo em linha reta, o peso extra e a tração integral deverão cobrar algum preço nas mudanças de direção: mais massa resulta em maior momento de inércia. Para ajudá-lo a compensar os efeitos colaterais a Audi Sport ainda oferece o Sport Differential, vetoriza o torque entre as rodas de um mesmo eixo para auxiliar a rotação do chassi nas curvas.

Audi RS 5 Sportback

 

A suspensão não é ajustável de série: ela usa amortecedores de carga fixa e molas mais rígidas que o S5, e roda 7 mm mais baixo que seu irmão menos atlético. Para ter ajuste de carga dos amortecedores você precisará comprar a suspensão RS Sport, que usa molas ainda mais rígidas, mas adota amortecedores ajustáveis. A suspensão faz parte do pacote Dynamic Ride Control, que também inclui freios de carbono-cerâmica e um mapeamento especial para a direção.

Audi RS 5 Sportback2019-Audi-RS5-Sportback9

No lado de dentro o RS5 Sportback tem exatamente o mesmo acabamento da versão cupê, com o quadro de instrumentos “Virtual Cockpit”, volante com base achatada, bancos esportivos da Audi Sport, e uma tela flutuante do sistema multimídia no topo do painel.

Matérias relacionadas

GMC Syclone: a picape turbinada que era a irmã malvada da Chevrolet S10

Dalmo Hernandes

Porsche 718 ganha versão GTS, Fiat fará corrida de Uno com escada no teto, Mercedes “gullwing” é encontrado em Cuba e mais!

Leonardo Contesini

Audi A1 Sportback: nova geração fica maior, mais agressiva e mais esportiva

Dalmo Hernandes