A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Bacon Bike: esta moto está fazendo uma viagem de 3.000 km abastecendo apenas com… bacon!

Existem várias formas de ser sustentável. Uma delas é turbinando motores que um dia foram aspirados, outra é usando motores elétricos, e a outra é usar biocombustíveis. Como gordura de bacon, por exemplo.

Sim, é um papo meio louco esse de usar aquele óleo gorduroso do bacon para mover motores, mas saiba que isso é perfeitamente plausível. Tudo o que você precisa é de um motor a óleo diesel (óleo, sacou?) ligeiramente adaptado para queimar o óleo do bacon ou qualquer óleo de origem vegetal.

Em 2012, por exemplo, um casal chileno fez uma viagem do Alasca ao Chile usando a gordura doada pelos restaurantes ao longo dos 45.000 do percurso. O diesel serve apenas para a ignição, depois disso é o óleo das frituras que mantém o carro rodando.

Sabendo disso, a empresa americana Hormel Foods, que produz bacon, decidiu criar uma moto movida com os resíduos do bacon frito. Se você já colocou uma fatia de bacon na frigideira, certamente já notou quanto óleo ele solta ao ser aquecido. É exatamente essa gordura que move o motor da “Bacon-Bike”.

tumblr_n9ua57rHZq1tf38hgo1_1280

À primeira vista ela parece uma café racer qualquer, com seu banco plano, rabeta curta, guidão baixo e tanque custom made. Mas basta uma olhada mais atenta para notar que ela não é uma moto comum — especialmente quando você lê os dizeres no bocal do tanque de combustível. “Bacon Fuel Only“.

tumblr_n9szqvOiLn1tf38hgo1_1280

Abasteça apenas com bacon

Como todo veículo movido a óleo, a moto bacon usa um motor a diesel. Na verdade ela nasceu como uma das raríssimas Track T-800 CDI. Tão rara que você provavelmente nunca ouviu falar dela — a Wikipedia diz que só existem 20 delas. Essas motos usam um motor desenvolvido pela Mercedes com base no 0.8 de três cilindros do smart diesel. Originalmente ele produz 45 cv e vai de zero a 100 km/h em seis segundos.

Foi nas mãos de Charlie Smithson que ela se transformou na bacon bike. Smithson é um engenheiro mecânico fundador da CS Engineering LLC, que tem em seu currículo serviços de usinagem e fabricação de componentes em compósitos para grandes fabricantes e até equipes de F1 como Williams, Renault, Red Bull e Ferrari.

Track_2141991b

Como o estilo original da moto não era dos mais atraentes (acima), a ideia era transformá-la em uma café racer. A maior modificação, segundo o hotsite da Bacon Bike, foi o novo tanque de fibra de carbono, mas ela também recebeu um novo banco, guidão e farol além de um sistema de escape mais esportivo. Falando nisso, se o motor queima óleo de bacon adivinhe só o que sai pelo escape? Cheiro de bacon defumado!

tumblr_n8x7p0e5Tm1tf38hgo1_r1_1280

Para queimar óleo do bacon em vez de óleo diesel, a maior modificação não é feita no motor, na verdade, e sim no óleo do bacon. Ele precisa ser refinado antes de ser usado como biocombustível. A Hormel refinou 1.040 litros de óleo de bacon, que resultaram em 950 litros de biodiesel. Você pode fazer isso em casa, embora o processo seja bem mais demorado — é preciso separar o óleo das partículas sólidas por decantação ao longo de 20 dias e depois adicionar água e ferver o óleo para garantir que ele estará limpo e dessalinizado para não acabar com seu motor.

tumblr_n804td2WYG1tf38hgo1_r4_1280

Infelizmente a Bacon Bike é uma peça única — a Hormel não pretende fazer uma segunda moto, afinal, está ocupada produzindo bacon para os americanos. Além disso, ficou claro que se trata de uma campanha de marketing, afinal, por qual outro motivo uma produtora de bacon faria uma moto movida a bacon?

Mas não é só isso. A moto agora está em uma viagem pelos EUA, na qual queimará os 950 litros de biodiesel de bacon para cobrir os 3.100 km que separam a sede da fábrica, em Austin, Minessotta, de San Diego na Califórnia, onde ela participará do Bacon Festival (essas coisas de americanos…).

tumblr_n9w583F8O11tf38hgo1_1280 tumblr_n9w529CJwH1tf38hgo1_1280

A aventura, logicamente, será registrada e transformada em um documentário. Você pode acompanhar as novidades da bacon trip, pelo site oficial da ação, o Driven By Bacon. 

 

Matérias relacionadas

Rubicon Trail: conheça a trilha onde a Jeep testa seus 4×4 Trail Rated

Dalmo Hernandes

Acelerar este Lotus Elise com motor V8 Ferrari deve ser deliciosamente assustador

Dalmo Hernandes

Um legítimo Audi Quattro de rali é a melhor forma que existe de gastar R$ 700 mil

Dalmo Hernandes