A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Bentley Bentayga volta a ser o SUV mais rápido do mundo, Ferrari e Lamborghini falsificados apreendidos em SP, JAC lança SUV de 7 lugares e R$ 140.000 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

Bentley Bentayga Speed é o novo SUV mais rápido do mundo

O Lamborghini Urus nem teve tempo de esquentar o trono: foi anunciado ontem o Bentley Bentayga Speed – que, na disputa em família (afinal, os dois compartilham a mesma plataforma) é o novo SUV mais veloz do mundo. Sua velocidade máxima é de 306 km/h, contra 305 km/h do Urus. No zero a 100 km/h, porém, o Urus ainda é superior, levando 3,6 segundos enquanto o Bentayga Speed precisa de 3,9 segundos.

O Bentley Bentayga Speed recebeu um ligeiro aumento de potência no motor W12 biturbo de seis litros, de 600 cv para 626 cv – menos do que os 650 cv que se esperava. O torque permaneceu em 91,8 mkgf. Também foram realizados ajustes no modo Sport, que teve os mapeamentos do acelerador e do câmbio revistos para oferecer respostas mais diretas. A suspensão do modo Sport também ficou mais firme, e o sistema de escape foi redesenhado para produzir um ronco mais agressivo.

Visualmente, o Bentley Bentyga Speed adotou faróis com máscaras negras, saias laterais na cor da carroceria e um novo spoiler na tampa traseira. Além disso, as entradas de ar no para-choque dianteiro receberam acabamento em preto brilhante. As rodas são de 22 polegadas e podem ter três acabamentos diferentes. Entre os opcionais, estão discos de freio de carbono-cerâmica. Por dentro, o Bentley Bentayga Speed ganhou revestimento parcial de Alcantara e acabamento de fibra de carbono exposta no painel. (DH)

 

Novo Land Rover Defender tem interior flagrado

A próxima geração do Land Rover Defender ainda é um mistério em quase todos os aspectos. Pelos flagras que já foram publicados, o jipe britânico manterá as formas retilíneas que, junto da robustez mecânica, o tornaram um sucesso. Mas, fora isto, pouco se sabe a seu respeito.

Agora, porém, uma nova imagem publicada no Twitter pode ter revelado o interior do novo Defender. A imagem foi publicada por um usuário chamado Robert Charles, que deu a entender em seu tweet que não deveria estar colocando a foto na Internet, mas colocou mesmo assim. A publicação foi feita ontem e já foi apagada, mas permaneceu online tempo suficiente para que a imagem fosse salva. Ao que tudo indica, a imagem foi feita durante uma clínica – a Land Rover deve ter chamado alguns potenciais clientes para dar sua opinião sobre o design.

A foto mostra um interior retilíneo e utilitário, porém com um painel digital e um console central elevado abrigando a alavanca de câmbio. Também é possível ver uma central multimídia com tela horizontal. Contudo, pelo acabamento simplificado das peças, tudo leva a crer que se trata de um mockup. (DH)

 

JAC lança SUV T80, de sete lugares, por R$ 140.000

Depois do elétrico iEV 40 apresentou nesta semana seu segundo lançamento no Brasil. E ele também é um SUV: o JAC T80, de sete lugares. Ele é equipado com um quatro-cilindros 2.0 turbo de 210 cv e 30,8 mkgf de torque, acoplado a uma caixa de dupla embreagem e seis marchas. De acordo com a JAC, ele é capaz de ir de zero a 100 km/h em 9,2 segundos, com velocidade máxima de 217 km/h.

O JAC T80 mede 4,79 metros de comprimento, sendo quase 40 cm mais longo que um Jeep Compass. Ele será oferecido em duas versões – a de entrada, que custa R$ 139.990, e a de topo, que sai por R$ 145.990.

O alto preço é compensado por uma boa oferta de equipamentos de série: o modelo mais barato já traz bancos elétricos com climatizador e massageador, painel de instrumentos digital, ar-condicionado automático com duas zonas e saídas para os ocupantes do banco traseiro, seis airbags, controles eletrônicos de estabilidade e tração, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e assistente de partida em rampa (hill holder). A versão mais cara acrescenta teto solar panorâmico e sistema de som Infinity de 280W. (DH)

 

Polícia descobre fábrica de réplicas de Ferrari e Lamborghini em São Paulo

O Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Paulo (Deic) encontrou nesta quinta-feira (14) uma fábrica de réplicas de Ferrari e Lamborghini na zona sul de São Paulo. A ação policial foi motivada por uma denúncia feita pelo escritório de advocacia que representa as marcas italianas no Brasil.

Segundo o portal Uol, o caso foi registrado na 1ª delegacia Anti-Pirataria e os responsáveis pela fabricação foram interrogados e liberados em seguida. O delegado responsável pelo caso disse que os carros tinham a carroceria fabricada em uma empresa de design e recebiam componentes internos “de um carro qualquer”.

O delegado também disse que os carros eram vendidos e/ou alugados para evento, o que caracteriza o crime contra a propriedade industrial prevista em lei — que pode ser punido com multa ou prisão de três meses a um ano.

Foram apreendidos quatro réplicas de Lamborghini e uma de Ferrari, que serão periciados durante o inquérito instaurado. (LC)

 

Mustang EcoBoost ficará mais potente em 2020

A Ford está trabalhando em uma versão mais potente do Mustang EcoBoost para reduzir a diferença de potência entre o modelo de entrada e os atuais modelos V8. Segundo o site Hagerty, um documento da Administração Nacional de Segurança Rodoviária dos EUA (NHTSA) revelou dois códigos de motores para o Mustang 2.3 EcoBoost em 2020, o que indica que o modelo poderá ter dois níveis de potência.

A Ford, claro, não confirmou a hipótese, mas declarou que “está sempre elevando o Mustang” e que terá “notícias empolgantes nesta primavera” (o nosso outono). Como você deve saber a essa altura de 2020, a Ford deixou de oferecer o Mustang com o motor V6 na linha 2018, mantendo apenas o modelo 2.3 turbo ou o V8 de 5 e 5,2 litros, o que resultou em uma diferença de potência de 152 cv, visto que o EcoBoost tem 314 cv e o GT 466 cv.

Por isso, espera-se que esta nova variação do EcoBoost tenha uma potência próxima do Camaro V6, que tem 340 cv. A Ford já extraiu 350 cv do motor 2.3 no Focus RS, o que indica que é possível criar um Mustang  com este mesmo patamar de potência ou, quem sabe, algo na casa dos 375 cv. Os números exatos, contudo, saberemos no final deste semestre. (LC)

 

Bykoles irá disputar a categoria “Hypercar” do WEC com carro próprio

A equipe alemã ByKolles Racing divulgou a projeção do hipercarro com o qual pretende disputar a nova categoria de topo do Mundial de Endurance da FIA, o WEC. A categoria, sobre a qual já falamos aqui, irá substituir a atual LMP1 e visa reduzir os custos para atrair novos fabricantes, além de tornar as equipes independentes mais competitivas frente às equipes de fábrica.

A ByKolles irá construir o carro do zero e deverá manter a parceria com a Nismo para o fornecimento do powertrain. O carro será revelado na próxima edição das 24 Horas de Le Mans, em junho deste ano, mas a projeção já nos dá uma boa ideia de como será não apenas o carro da equipe, mas os hipercarros de Le Mans, e chama a atenção a semelhança com os hipercarros mais recentes como o AMG One e o Aston Martin Valkyrie, o que pode indicar que a categoria Hypercars poderá mesmo influenciar o desenvolvimento de esportivos de rua para uso em pista. (LC)

 

McLaren e Alfa Romeo revelam seus carros para a temporada 2019 de Fórmula 1

E seguem as apresentações dos carros para a Fórmula 1 2019. Desta vez, McLaren e Alfa Romeo mostraram os monopostos com os quais vão competir nesta temporada.

O McLaren MCL34 foi mostrado com sua nova pintura, que continua usando a cor laranja na maior parte da carroceria, porém com alguns elementos em azul para deixar claro que, neste ano, a equipe britânica utilizará motores Renault. Os elementos aerodinâmicos do monoposto também foram simplificados, a fim de reduzir a quantidade de downforce produzida em alta velocidade, de acordo com o novo regulamento da categoria.

O McLaren MCL34 será conduzido por uma nova dupla de pilotos – o espanhol Carlos Sainz Jr. e o novato britânico Lando Norris, de apenas 19 anos.

Já a Alfa Romeo Racing apresentou ontem seu novo carro – cujo nome ainda não foi divulgado – em uma sessão de fotos feita no circuito de Fiorano, que pertence à Ferrari. Kimi Räikkönen dirigiu o carro, que foi decorado com uma pintura temática, com corações rosa sobre um fundo preto.

O motivo é simples: ontem também foi o Dia de São Valentim, comemorado em diversos países como o Dia dos Namorados. Räikkönen terá o italiano Antonio Giovinazzi  como colega de equipe. (DH)

 

Mini clássico ganha versão elétrica

A empresa Swindon Powertrain revelou nessa quinta-feira (14) seu Mini elétrico no London Classic Car Show, o Swind E Classic Mini. Mesmo 60 anos depois de ser lançado o pequeno carro inglês se adequa aos tempo atuais, com um motor elétrico de 111 cv e um pacote de baterias de 24 kWh, desenvolvidos pela própria Swindon.

As baterias podem ser carregadas em apenas quatro horas e dão uma autonomia de 200 km para o carro, ainda há opção de carregamento rápido e freios regenerativos. O Mini elétrico faz de zero a 100 km/h em 9,2 segundos e tem velocidade máxima de 130 km/h.

Uma das maiores preocupações em carros elétricos é o peso, essa conversão adiciona apenas 80 kg ao Mini, que passa a pesar 720 kg. A distribuição de peso melhora de 68% na dianteira e 32% na traseira para 57% e 43% respectivamente. Outra vantagem é que sem o tanque de gasolina o porta-malas aumenta de 116 para 200 litros.

O Swind E Classic Mini começa a vida como um Mini clássico comum, que é restaurado e tem a mecânica original trocado pelo powertrain elétrico. Por fora é um Mini comum com rodas Minilite, apenas a tomada de carregamento no lugar do bocal do tanque indica que ele tem algo diferente. Por dentro o Mini recebe entradas USB para carregar smartphones, ar quente, bancos de couro aquecidos e desembaçador no para-brisa e vigia traseiro.

A lista de opcionais para personalizar o carro é extensa, com itens de conveniência como central multimídia com Apple Carplay e Android Auto, ar condicionado e direção assistida. É possível personalizar o Mini com 6 opções de cores ou escolher uma cor exclusiva, teto solar de lona e um pacote de performance que não foi detalhado. O preço do Swind E Classic Mini começa em £79.000 e tem garantia de 1 ano. (ER)

Matérias relacionadas

Sabine Schmitz não será apresentadora de Top Gear, Porsche não está interessada em autônomos, nova Saab não poderá se chamar Saab e mais!

Leonardo Contesini

Kia Stinger GT chega ao Brasil por R$ 360.000, Jetta GLI será “sedã do Golf GTI”, AMG Project One ganha novo nome e mais!

Leonardo Contesini

Pontiac: a história da fabricante que inventou o muscle car – parte 1

Dalmo Hernandes