Black metal: os carros pretos mais maléficos anunciados no gt40, parte 1

Dalmo Hernandes 15 maio, 2018 0
Black metal: os carros pretos mais maléficos anunciados no gt40, parte 1

Carros pretos ficam mais quentes que os outros (pois a cor preta absorve luz e calor). São mais difíceis de manter com a pintura limpa, brilhando e livre de marcas. Riscos aparecem com mais facilidade. Mas, cara, certos carros ficam absurdamente bonitos quando são pretos. Alguns ficam elegantes, outros ficam malvados. E tem vários deles anunciados no GT40!

Uma das coisas legais do GT40 é a sua busca bem específica, que permite que se busque até mesmo por um carro de determinado modelo e cor (“corvette preto”, por exemplo). Isto nos ajudou a separar os carros pretos mais bacanas do site.

Como de costume, é importante reforçar que esta é uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião – há uma razão por trás de cada escolha. Entendido? Então, bora lá!

 

img_42788_4_5d4c8e8c-d0d7-4a62-8113-00f923f5a73d

Começando por uma verdadeira fortaleza sobre rodas alemã: um Mercedes-Benz G63 AMG 2013, SUV equipado com um V8 biturbo de 5,5 litros e 571 cv acoplado a uma caixa automática de sete marchas, que leva a força para as quatro rodas. O carro tem blindagem CART nível III-A e interior recheado, com direito a navegador por GPS de fábrica, ar-condicionado digital automático e revestimento de couro. De acordo com a descrição, o G63 AMG tem apenas 19.000 km rodados. Clique para ver o anúncio.

 

img_224288_4_b9e52a64-f862-49c2-973a-588d588277a4

Poucos carros têm uma dianteira capaz de inspirar tanto respeito e admiração quanto um Rolls-Royce clássico, com sua grade cromada e seus faróis duplos. Ainda mais se a carroceria for preta, e o fato de ele ser um conversível sequer atrapalha – pelo contrário, dá até um ar de “desfile presidencial” ao carro. De acordo com o anunciante, este Rolls-Royce Corniche é um “Triple Black”, ou seja, tem carroceria, interior e capota pretos. O motor é um V8 de 6,7 litros “com potência suficiente” e o carro tem 29.000 milhas marcadas no hodômetro, ou pouco menos de 47.000 km rodados. Clique para ver o anúncio.

 

img_206296_4_c63a60f2-19be-4067-bbd0-7361890e91aa

Rolls clássico ou Bentley moderno? Se prefere a segunda opção, dê uma olhada neste Continental GT com motor W12 biturbo de seis litros e 560 cv, acoplado a uma caixa automática de seis marchas. Com este conjunto, o grand tourer de luxo é capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,8 segundos, com máxima de 318 km/h. De acordo com o anunciante este exemplar envelopado de preto fosco com todos os detalhes de acabamento em preto tem apenas 20.000 km rodados e está todo revisado. Clique para ver o anúncio.

 

img_236716_4_76d382bc-8b4a-48bc-b1b9-d1168ecdaed5

Que tal esta Ford F-150 Raptor 2017? A atual geração da picape esportiva da Ford perdeu o prefixo SVT mas ganhou um V6 biturbo de 456 cv – exatamente 40 cv a mais que o V8 supercharged de 6,2 litros do modelo antigo. Além disso, a carroceria é toda de alumínio, deixando a caminhonete 225 kg mais leve que a geração anterior. O câmbio é automático de dez marchas, e a Raptor é capaz de ir de zero a 100 km/h na casa dos cinco segundos. De acordo com o anunciante este exemplar tem menos de 12.000 km rodados.Clique para ver o anúncio.

 

img_220380_4_775f61f6-e16d-420b-8a76-f880d0ac6d84

O Audi TT de primeira geração era um carro à frente de seu tempo em termos de design, e a cor preta ajuda a reforçar esta impressão. Como se o visual não deixasse o Audi TT interessante o suficiente, a mecânica não deixava a desejar: este exemplar fabricado em 2000 (na boa, parece um carro de 18 anos atrás?) tem uma versão de 225 cv do motor 1.8 turbo 20v usado pelo grupo Volks na época, câmbio manual e tração nas quatro rodas com diferencial Haldex. Aparentemente o TT está bem conservado e com toda a manutenção em dia. O anunciante diz que o carro tem 113.000 km rodados. Clique para ver o anúncio.

 

img_230404_4_2fa79309-092a-40d8-8f09-c9011eb11ba9

Carros pretos podem ser maléficos, mas no caso do Chevette S/R a cor preta está mais associada a certa exclusividade – sendo um esportivo nacional dos anos 80 (mais precisamente em 1981), o Chevette S/R prezava pelo cuidado com a aparência, mas pecava um pouco ao usar um motor 1.6 de apenas 79 cv. O que obviamente não nos impediria de curtir bastante ao volante de um carro leve com tração traseira e câmbio manual. Segundo o anunciante, este exemplar foi todo restaurado e rodou apenas 6.000 km depois que o motor foi feito. Clique para ver o anúncio.

 

img_42192_4_693dc6db-c5e7-40ba-b097-f574e85f693b

Absolutamente maligno na cor preta fica o Corvette Z06, e não é para menos: o track day special da Chevrolet tem um V8 supercharged de 658 cv e, neste caso, câmbio automático de oito marchas, e um kit aerodinâmico bastante agressivo para aumentar o downforce nas curvas de alta. O carro está nos EUA e é zero quilômetro, sendo importado sob encomenda. Clique para ver o anúncio.

 

img_228608_4_23f8c9fb-ad6d-486e-9ea4-1398d3d8b277

Segundo a proprietária deste Subaru Impreza WRX 2011, o hatchback tem 27.000 km rodados e já foi comprado com algumas modificações realizadas pelo dono anterior, como manômetros instalados no painel, alavanca de câmbio Momo, central multimídia com tela sensível ao toque, remapeamento eletrônico e rodas com pintura vermelho e preto. O carro também recebeu suspensão ajustável do tipo coilover, novas barras estabilizadoras e strut bar Perrim. A dona diz que o carro tem toda a manutenção em dia, com óleo trocado a cada seis meses. Clique para ver o anúncio.

 

img_25592_4_95842716-54c4-4779-b0b0-63b8af85092f

Um gigantesco (“só” 5,67 m de comprimento e SUV preto com motor V8 small block de 5,3 litros e 320 cv é a forma mais indiscreta de se passar despercebido, e isto é o que o torna mais legal aos nossos olhos. Esta unidade em específico foi fabricada em 2012, tem sete lugares, teto solar e 39.000 km marcados no hodômetro. É blindado, ou seja, pesa ainda mais que os 2.570 kg de fábrica, mas isto não é exatamente um preocupação para quem compra um SUV deste tamanho. Clique para ver o anúncio.

 

img_235876_4_369aa609-2a02-412b-a1b9-887e675a0752

Gosta dos desempenho das Ferrari, mas prefere algo mais classudo? Então o Maserati GranTurismo 2011 pode ser uma boa. O carro tem debaixo do capô o V8 de 4,7 litros e 440 cv usado no Alfa Romeo 8C Competizione e desenvolvido em por Maserati e Ferrari, e a caixa semi-automática de seis marchas emprestada da Ferrari 599 GTB Fiorano. O carro tem pouco mais de 19.400 km rodados segundo o anunciante. Clique para ver o anúncio.