A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

BMW M2 CS é revelado, BMW Série 3 ganha série especial no Brasil, a nova Honda CBR e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

BMW M2 CS é revelado com motor de 450 cv

BMW M2 CS

Ao que parece, as fotos e informações oficiais do BMW M2 CS, versão mais radical do cupê esportivo alemão, vazaram antes da hora – o lançamento está marcado para o Salão de Los Angeles, na segunda quinzena de novembro. E o que se vê é sem dúvida um monstrinho, na melhor conotação possível.

BMW M2 CS

Criado como uma espécie de despedida da geração atual, o BMW M2 CS dispõe de 450 cv em seu motor seis-em-linha biturbo de três litros, acompanhados de 56,1 kgfm de torque. Para se ter ideia, o M2 Competition tem 410 cv, enquanto o M4 tem atualmente 460 cv. Com isto, o carro vai de zero a 100 km/h em quatro segundos quando equipado com câmbio manual de seis marchas, e em 3,8 segundos com transmissão de dupla embreagem e sete marchas.

O cupê ainda traz suspensão adaptativa M de série e um sistema de escape com válvula eletrônica. No entanto, o melhor fica por conta dos componentes de fibra de carbono para aliviar peso – este é um BMW CS, after all, e isto inclui perder alguns quilos. A BMW não diz quantos exatamente, mas deu ao M2 CS um capô de fibra de carbono, além do teto, do splitter frontal, do difusor traseiro, dos espelhos externos e do console central feitos no mesmo material.

A BMW fará 2.200 exemplares do M2 CS para o mercado global. Mais informações a respeito devem ser divulgadas em breve. (DH)

 

BMW lança Série 3 especial para comemorar cinco anos da fábrica no Brasil

Falando em BMW, a fabricante anunciou uma série especial do sedã Série 3 criada exclusivamente para o mercado brasileiro: o 320i M Sport 5 Years Edition. O carro comemora os cinco anos da fábrica da BMW em Araquari/SC – onde, além do próprio Série 3, são produzidos os SUVs/crossovers X1, X3 e X4.

Como tal, o carro tem algumas características especiais, como a pintura em cinza Mineral e combinada ao interior em marrom claro “Cognac”. A grade frontal tem moldura preta, e não cromada, e o sedã ainda tem spoiler e difusor na traseira, rodas de 19 polegadas com o logo da BMW fixo (ele fica sempre “em pé”, mesmo quando a roda gira) e chave com capa de proteção.

Fora isto, o Série 3 5 Years Edition possui os mesmos itens de série de qualquer outro 320i M Sport, como cruise control adaptativo, suspensão M Sport, direção elétrica com relação variável, sistema de som Harman Kardon, central multimídia com teça de 10,25 polegadas, cluster de instrumentos digital de 12,3 polegadas, e itens como assistente de estacionamento semi-autônomo e assistente de mudança de faixa.

O conjunto mecânico também não muda, com motor 2.0 turbo de 184 cv e 30,6 kgfm de torque, câmbio automático de oito marchas e tração traseira. Segundo a BMW, o carro é capaz de ir de zer a 100 km/h em 7,1 segundos, com máxima de 240 km/h.

O BMW Série 3 5 Years Edition custa R$ 239.950 e já pode ser encomendado. Mas é preciso correr, porque serão apenas 24 exemplares. (DH)

 

Honda apresenta nova CBR 1000RR-R, com 217 cv, no Salão de Milão

A Honda aproveitou o Salão de Milão 2019 para mostrar sua nova esportiva: a CBR 1000RR-R (sim, são quatro “R”). O grande trunfo da moto é o motor: trata-se de um quatro-cilindros em linha de 998 cm³ com as mesmas medidas de curso e diâmetro do motor V4 usado pela RC213V-S, que por sua vez é uma versão “civil” da Honda usada na MotoGP.

O motor tem bielas de titânio e pistões forjados, e entrega 217 cv a 14.500 rpm. Considerando que a CBR 1000RR-R pesa 201 kg em ordem de marcha, estamos falando de uma relação peso/potência de 0,926 kg/cv.

A moto também usa um quadro de alumínio totalmente novo, garfo dianteiro Showa Big Piston e suspensão traseira monobraço também da Showa, e freios Nissin. Já os sistemas eletrônicos incluem ABS ajustável, controle de wheelie e controle de largada.

A Honda também anunciou a CBR 1000RR-R SP, que troca a suspensão Showa por componentes da Öhlins, e os freios Nissin por peças da Brembo. A CBR 1000RR-R deverá começar a ser vendida em 2020. (DH)

 

Próxima geração do Subaru WRX STI pode adotar receita do 22b

A revista japonesa Best Car divulgou nesta semana que a próxima geração do Subaru WRX STI poderá abandonar sua carroceria de sedã quatro-portas em favor de uma nova configuração de duas portas com estilo de cupê.

De acordo com a publicação, o modelo poderá usar uma versão atualizada do motor 2.0 turbo (FA20) combinado ao câmbio CVT com programação esportiva para trocas manuais, além do sistema de tração integral da Subaru. O fato curioso é que a revista afirma que o novo WRX/STI será desenvolvido em parceria com a Toyota — que poderá fornecer seu CVT Direct Shift — e até mesmo poderá ser baseado na plataforma TNGA, a mesma do Corolla.

Nenhuma das informações foi confirmada, contudo e, considerando que o STI já teve seus conceitos apresentados recentemente, nos parece que estas mudanças deverão acontecer somente na metade da década seguinte. (LC)

 

Moto da Aston Martin feita pela Brough Superior é revelada

A moto da Aston Martin, feita pelo também histórico fabricante inglês Brough Superior, foi revelada. A AMB 001 é a primeira motocicleta a levar o nome da Aston Martin e possuí design inspirado na linha atual do fabricante, principalmente no Vulcan.

A AMB 001 usa apenas materiais nobres, como fibra de carbono, titânio e alumínio billet. O assento e as manoplas são forrados com couro Oxford costurado a mão, no mesmo padrão usado nos carros da Aston Martin. A pintura é nas cores de competição da marca, Stirling Green com detalhes no chamativo Lime Essence.

Para honrar o desempenho dos Aston Martin a moto conta com um motor V2 de 997 cm³, equipado com uma turbina de geometria variável e que produz 182 cv. O peso seco da moto é de 180 kg, dados de desempenho não foram revelados. A produção será na fábrica da Brough Superior na França e limitado a 100 unidades. (ER)

 

Ford revela Bronco R que irá participar da Baja 1000 e adianta visual do Bronco de produção

Ford Bronco R

A Ford revelou o novo Bronco, mas ainda não é a versão de produção. O modelo revelado foi o Bronco R que vai participar da Baja 1000 de 2019, que também comemora os 50 anos da competição. O Bronco R usa chassi modificado da Ranger, com suspensão independente na dianteira e eixo rígido na traseira, ambos com curso longo para rodar em alta velocidade no deserto.

A bolha adianta o visual do Bronco de produção, o capô plano e a coluna A pouco inclinada remetem ao Bronco original dos anos 60. A grade é composta apenas por uma barra com o nome do carro, que também deve adiantar a grade do Bronco de produção. A carroceria remete ao Bronco dos anos 60, mas possui para-lamas mais pronunciados seguindo tendências atuais.

O motor do Bronco R não foi revelada, mas segundo jornalistas que estiveram presente no evento de apresentação aparenta ser o V6 2.7 EcoBoost. Esse motor é adotado pela picape F-150 e pelo crossover Edge ST, também deverá vir no Bronco de produção. A Baja 1000 começa no dia 19 de novembro. (ER)

 

Jaguar I-Pace ganha versão Lister

A construtora/preparadora britânica especializada nos modelos Jaguar apresentou neste semana seu primeiro modelo elétrico, baseado no Jag I-Pace, que ganhou um novo bodykit, um novo interior e, claro, mais potência.

A Lister não divulgou os detalhes sobre as mudanças mecânicas, mas mencionou um update no software que otimiza torque e potência e leva o carro do zero aos 100 km/h em quatro segundos. Como a Lister não mencionou mudanças na bateria, podemos concluir que os upgrades fizeram um downgrade na autonomia do carro, originalmente de 377 km, mesmo com a redução de 100 kg no peso. A dieta consistiu na adoção de para-choques, splitter, capô e spoiler de fibra de carbono, além de molduras de fibra de vidro nos para-lamas.

A suspensão também foi reprogramada para rodar mais baixa que a original, mas não há detalhes de quanto ela foi rebaixada. Por dentro, ele recebeu acabamento de couro Nappa com mais de 60 cores disponíveis. A Lister ainda não definiu o preço do modelo, que ainda está em fase de desenvolvimento, mas espera que ele custe cerca de 125.000 libras. (LC)

Matérias relacionadas

A picape média da Fiat, um novo Focus RS, o Mini quatro-portas e mais!

Leonardo Contesini

GM anuncia medidas de redução de custos no Brasil, Ford confirma picape rival da Fiat Toro, Uber alvo das empresas de ônibus e mais!

Leonardo Contesini e Dalmo Hernandes

Porsche 911 GT2 RS quebra mais um recorde, Lamborghini confirma nome SVJ em Nürburgring, o ardente fim do Escort RS Cosworth de Ken Block e mais!

Leonardo Contesini