A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Brazil Classics Show em Araxá, Hyundai HB20S ganha nova versão de entrada, Rolls-Royce Cullinan no Brasil e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Terceira geração do Audi R8 será elétrica e terá até 1.000 cv

audi-pb-18-e-tron-6

Em março deste ano vimos aqui mesmo no Zero a 300 que o Audi R8 poderia deixar de ser produzido ao fim do ciclo desta segunda geração, ou simplesmente ser substituído por um modelo elétrico como o e-tron. Pois bem, agora, seis meses depois, os britânicos da Autocar apuraram que ele não deixará de existir, mas será mesmo transformado em um modelo elétrico.

Segundo a publicação, o modelo será inspirado no PB18 e-tron, apresentado há algumas semanas em Pebble Beach, como já era esperado. O modelo usa um powertrain elétrico de 775 cv que pode levá-lo aos 100 km/h em pouco mais de 2 segundos e aos 300 km/h, mas o R8 irá um pouco além disso. Ele deverá usar um conjunto com mais de 1.000 cv para enfrentar rivais como o Tesla Roadster e o Rimac C_Two.

A possível transição do Audi R8 tem alguma relação com o “efeito dieselgate”, que levou o grupo VW a voltar seus esforços para os modelos elétricos, mas também com a transição dos esportivos e supercarros em geral para a hibridização e eletrificação. Antes do sucessor elétrico do R8 chegar, contudo, a Audi tem uma fila de outros carros para lançar, entre eles o e-tron Sportback e o e-tron GT.

 

Brazil Classics Show em Araxá começa hoje

unnamed

Nesta quinta-feira (6) começa mais uma edição do Brazil Classics Show em Araxá/MG. Serão mais de 300 clássicos reunidos e expostos pela 23ª vez na cidade mineira. A lista de carros expostos vai desde modelos de 1902 até os novos-clássicos dos anos 1990, caso da Ferrari F50.

40971479_1892348050831497_2749253972563853312_n

 

O FlatOut (Leo e Juliano) já está na cidade para fazer sua cobertura completa do evento, com nossa tradicional mega-galeria de imagens e detalhes exclusivos dos principais destaques do evento e também do leilão de clássicos que será realizado nesta próxima sexta feira às 18h. Fique ligado!

 

SSC acredita que Tuatara será o único supercarro capaz de chegar aos 480 km/h

ssc-tuatara

Quem nos acompanha sabe muito bem que a atual geração de hipercarros está brigando para superar a marca dos 483 km/h (300 mph). O primeiro concorrente foi o Bugatti Chiron, que nunca declarou uma velocidade máxima, mas pode ser capaz de atingir os 483 km/h, se a Bugatti encontrar pneus aptos a fazer o teste. Outros hipercarros que declararam ser possível atingir esta marca foram o Venom F5 da Hennessey e o SSC Tuatara.

A Bugatti não parece muito disposta a fazer um teste de velocidade máxima — ao menos não por enquanto, e a Hennessey provavelmente irá trapacear como fez com o atual Venom, ignorando a regra de medição em dois sentidos para obter uma velocidade média. Sobre o Tuatara, a SSC disse que é a única fabricante com potencial para atingir os 480 km/h por “ter o que precisa” para isso.

“Com o conhecimento que tenho sobre os nossos rivais, acho que somos os únicos que têm uma chance legítima devido ao coeficiente de arrasto e a potência do nosso motor”, disse o CEO da marca ao site Top Gear.

Apesar da versão de produção do Tuatara não estar pronta, a SSC revelou que o coeficiente aerodinâmico do carro atualmente é 0,279, número que já ultrapasssou a meta inicial e deverá ser sutilmente reduzido quando chegar à produção. Quanto ao motor, já foi revelado que o V8 biturbo de 5,9 litros pode gerar 1.350 cv com gasolina comum e 1.750 cv com E85 (85% de etanol e 15% de gasolina).

A produção será limitada a 100 carros, que devem começar a ser entregues na metade de 2019. A tentativa de recorde, contudo, ainda é um mistério.

Motor do Hennessey Venom F5 pode chegar a 2.000 cv

hennessey_venom_f5_399

Enquanto a SSC se vangloriava sobre sua potência superlativa que nenhum rival tem, a Hennessey estava contando ao TopGear.com como seu V8 biturbo de 7,6 litros foi testado com mais de 2.000 cv.

Sim: 2.000 cv. Mas apesar dos testes com essa potência superlativa, John Hennessey disse que não pretende oferecer o Venom F5 com esse nível de potência aos clientes, mas que o motor “entregará tanta potência quanto for preciso para quebrar o recorde das 300 mph/482 km/h. E ele pretende fazer isso em 2019.

6b4b761d-hennessey-venom-f5-2

Com dois turbos o V8 7.6 do Hennessey tem 1.620 cv e diferentemente de seu antecessor não é baseado no Lotus Elise, mas tem um chassi próprio para manter o peso do carro baixo, com cerca de 1.360 kg. O preparador terminou dizendo que já vendeu 15 dos 24 modelos por US$ 1,6 milhão.

 

Hyundai HB20S ganha nova versão de entrada por menos de R$ 50.000

hb20sunique

Até esta semana para ter um Hyundai HB20 com mais espaço no porta-malas seria preciso desembolsar mais de R$ 50.000 pela versão Comfort do HB20S, equipada com o motor 1.0 Gamma de 12v e 80 cv. Isso o colocava em desvantagem frente a rivais como o Chevrolet Prisma (líder absoluto entre os sedãs brasileiros) e o Ford Ka Sedan, que partem de R$ 49.200 e R$ 49.500, respectivamente. Como resultado, enquanto o HB20 hatch é o vice-lider do mercado, o HB20S é apenas o 25º no ranking de vendas. Para resolver este problema e aumentar seu volume de vendas, a Hyundai anunciou nesta semana uma nova versão de entrada para o HB20S.

hyundai-hb20s-unique

Batizada Unique, a versão é oferecida por R$ 48.170, valor convenientemente abaixo dos R$ 49.200 do Prisma e dos 49.500 do Ka Sedan. É claro que houve sacrifícios: o modelo é oferecido apenas com calotas, somente com o motor 1.0 e câmbio manual de cinco marchas. Mas isso não significa que ele será espartano: ar-condicionado, direção com assistência elétrica, vidros e travas elétricas, sistema de áudio com conectividade Bluetooth e comandos no volante são itens de série. O pacote é basicamente o mesmo do Ford, porém custando R$ 1.330 a mais.

O modelo estará disponível nas concessionárias a partir de 15 de setembro.

 

Este é o Lister LFP, mas pode chamar de F-Pace de 680 cv

bb1c0994-lister-lfp-jaguar-f-pace-01

Depois do F-Type agora é a vez do F-Pace ganhar o tratamento especial da Lister. O modelo foi rebatizado como Lister LFP, e teve seu V8 de cinco litros modificado para produzir insanos 680 cv. Com isso, a velocidade máxima do SUV passou de 283 km/h para 325 km/h.

d025b640-lister-lfp-jaguar-f-pace-03

As modificações se resumiram ao aumento da pressão do compressor e a reprogramação da ECU do motor. Isso no V8, claro. A suspensão também foi recalibrada, bem como os freios, que agora são de carbono-cerâmica para contrariar todo o ímpeto dos 670 cv. A carroceria também recebeu modificações aerodinâmicas para ajudar o brutamontes a cortar o ar com mais eficiência — e assim passar dos 300 km/h.

 

 

Rolls-Royce Cullinan é registrado no Brasil e estará no Salão de SP

rolls-royce_cullinan_43_07c0039d05030368

O SUV mais caro do planeta acaba de ser registrado no Brasil. A Rolls-Royce teve o registro do Cullinan concedido pelo INPI, e já havia confirmado sua apresentação no Salão de São Paulo e o início das vendas do carro no Brasil. As imagens do registro foram publicadas pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

FlatOut 2018-09-06 às 01.46.34

O modelo já pode ser encomendado, mas seus preços não foram revelados. Você sabe, se precisa perguntar, talvez não seja para você, mas estima-se que ele esteja custando algo próximo a R$ 3 milhões de reais.

 

Volvo apresenta “sala de estar” sobre rodas

5-3

A Volvo revelou um novo conceito elétrico e autônomo batizado 360c. Não sei dizer ao certo se ele é um carro ou um lounge robotizado, porque apesar de ter quatro rodas e parecer um hot hatch do futuro, ele é, na verdade, um modelo autônomo sem comandos, que trata seus ocupantes com a luxuosidade de uma cabine executiva de avião. 

5-1

A semelhança com os jatos executivos é proposital: a Volvo imaginou o conceito como uma alternativa aos jatos executivos, para pessoas que preferem cobrir distâncias curtas por terra em vez de fazer voos curtos. Segundo a fabricante sueca, o carro dispensa pedais e volante por ser dotado de um sistema autônomo de nível 5, que é totalmente independente da intervenção de um motorista. 

5-2

Sem um layout de comandos para ditar o interior, os designers puderam ousar, sugerindo uma série de configurações, dentre as quais uma sala de estar sobre rodas, um escritório, ou até mesmo uma cabine leito. A Volvo diz que a maioria dos europeus irá preferir um carro autônomo com cama do que um voo de 300 km e, além disso, diz que se considerar o tempo de ida até o aeroporto, procedimentos de embarque e desembarque e o período de voo, o carro será ainda mais rápido. Pensou nos ônibus e trens leito? A Volvo aposta na conveniência e na privacidade com o 360c. 

Apesar das apostas da Volvo, a marca não pretende produzir o 360c realmente, e diz que ele é apenas “um ponto de partida para uma discussão” sobre como os carros autônomos poderão mudar e influenciar nossas vidas.

Matérias relacionadas

Novo Honda Civic em testes no Brasil, Volkswagen lança Golf de pista com 335 cv, Chevrolet mostra edição de 50 anos do Camaro e mais!

Leonardo Contesini

Um Chevrolet Camaro “F-body” com motor V8 e câmbio manual (!) à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Corvette ZR1 de zero a 100 km/h em 2,8 segundos, Pirelli lança pneu exclusivo para a Ferrari 250 GTO, Gol e Voyage terão cara nova e câmbio automático de seis marchas e mais!

Leonardo Contesini