FlatOut!
Image default
Notícias

Bugatti Chiron pode chegar a 458 km/h – mas a fábrica não quer deixar você fazer isso

Quando a Bugatti anunciou um sucessor para o Veyron com 1.500 cv, o mundo inteiro esperava ver um carro capaz de superar os 431 km/h atingidos pelo Veyron Super Sport. Mas não foi bem isso o que aconteceu.  Apesar do velocímetro com escala até 500 km/h, a velocidade máxima divulgada no lançamento do Chiron era de “apenas” 420 km/h. Estranho não? Especialmente se você considerar que, além dos 300 cv a mais, o Chiron é mais refinado em termos aerodinâmicos. Como ele não consegue superar seu antecessor?

O caso é que ele consegue. Mas a Bugatti não quer deixar você fazer isso.

Ao menos não agora. Segundo o chefe de engenharia da Bugatti, Willi Netuschil, o Chiron é limitado a 420 km/h, mas sem o limitador eletrônico ele pode chegar aos 458 km/h. Só que a Bugatti não pretende liberar o limitador por uma série de motivos, dentre os quais porque não há muitos lugares para chegar a esta velocidade com segurança.

“É preciso lembrar que a distância de frenagem aumenta muito neste nível de velocidade. A pista de testes da Volkswagen próximo a Wolfsburg tem uma reta especialmente projetada para esse tipo de teste de alta velocidade. Além disso também há uma base militar na Alemanha com uma reta longa o bastante e à qual temos acesso”, disse Netuschill ao site Autoblog durante a Monterey Speed Week.

Os outros motivos não citados pelo engenheiro provavelmente têm a ver simplesmente com o fato de a Bugatti não saber exatamente qual a velocidade máxima do Chiron na prática. Os tais 458 km/h são resultado de alguma simulação feita pela engenharia da fabricante.

bugatti-chiron-speedo

Em junho a revista Autocar entrevistou Wolfgang Durheimer, o CEO da Bugatti, durante o Festival of Speed em Goodwood. Na ocasião, o executivo disse que a marca ainda não sabe qual a velocidade máxima real do Chiron, além de admitir que embora as simulações tenham mostrado potencial para chegar aos 463 km/h, a Bugatti ainda não confirmou o dado, e aparentemente o problema está nos pneus, que ainda não suportam tais velocidades.

bugatti_chiron (23)

Ainda segundo a Autocar, a Bugatti pretende fazer uma tentativa de recorde com o Chiron em 2018 em sua pista de Ehra-Lessien. Até lá pode apostar que a marca não irá desativar o limitador de nenhum Chiron vendido ao seu seleto público-alvo. Nem pagando.

Matérias relacionadas

Preço da gasolina pode subir 6% em 2014 e chegar a 10% em 2015

Leonardo Contesini

Isso é o que acontece quando um urso furioso ataca o seu carro

Dalmo Hernandes

O Fusca mais rápido do mundo chegou a 330 km/h em Bonneville

Leonardo Contesini