FlatOut!
Image default
Car Culture Viagens e Aventuras

“Bulls on parade”: um passeio fotográfico pelo Museo Lamborghini

Quando as pessoas falam da cidade italiana de Modena há uma chance bastante grande de associarmos a também famosa Ferrari. Pois, desta vez, vou falar deste outro museu que fica junto a Fábrica da Lamborghini em Sant’Agata Bolognese, 20 km de Modena.

Inaugurado em 2001, o pequeno e exclusivo museu itinerante abriga cerca de 30 carros entre protótipos, competição e veículos de rua. Antes de aprofundar mais o passeio pelos veículos preferidos da Polizia Stradalle italiana, gostaria de contar como cheguei até aqui.

Na verdade, eu fui a Modena para visitar a casa Enzo Ferrari e o museu da Ferrari em Maranello, logo escreverei sobre eles. Para isso eu precisei dormir uma noite pela região. Buscando pela internet alguns dias antes, encontramos um albergue, que na verdade era a casa de um italiano. Por volta das 20hs tudo já estava bastante escuro e o GPS nos mandava cada vez mais longe de civilização, tudo que havia eram plantações, mato e algumas casas perdidas entre alguns hectares de terra cultivada.

Enfim, encontramos. A casa tinha dois andares, e aparentava ser do início do século passado, precisando de alguma reforma. Abrigava o dono Flávio, um rapaz da Inglaterra, John, três gatos muito bizarros e, naquela noite, dois brasileiros. Confesso que o clima estava estranho, não me senti à vontade no início. A noite estava nublada, caia um leve chuvisco, a casa antiga, cena típica de filmes de suspense. O anfitrião, sempre muito simpático, ofereceu para jantarmos ali. Já que Modena ficava a uns 20 minutos de carro de onde estávamos, optamos por aceitar o convite e jantamos por ali mesmo.

Enquanto a janta estava sendo preparada, na mesa havia copa, pão, queijo e quando viro para o lado, uma garrafa de vinho sendo aberta. Senti-me em casa.

Conversamos sobre diversos assuntos enquanto a massa ficava pronta, foi então que um convidado, hoje amigo, apareceu para jantar, Nicola. Eis a surpresa, engenheiro da Lamborghini.

A noite foi longa, eu tinha várias perguntas! Ele deu um palpite para sua própria pergunta:

– O que vocês vieram fazer em Modena? Já sei, vieram visitar a fábrica da Ferrari, certo?

Eu disse que sim, e ele ficou um pouco desapontado.

– Mas porque todos vão ao museu da Ferrari e ninguém visita o museu da Lamborghini?

Confesso que eu não sabia que a Lamborghini tinha um museu, talvez por gostar mais da Ferrari, não dei a devida atenção a outra marca italiana.

museo_Lamborghini_2

Nosso horário já estava escasso, mas eu disse a ele que iríamos ao museu pela manhã e que seria muito rápido. Ele ficou bastante entusiasmado!

No dia seguinte, Nicola nos recebeu na fábrica. A entrada do museu custou $13 euros, fomos gentilmente isentados da entrada a convite do meu mais novo amigo. Pudemos circular pelos seus dois andares com muita tranquilidade e pouquíssimos visitantes. Não há cordão de isolamento o que faz você se sentir bem à vontade. Com um pouco mais de tempo eu conseguiria uma visita pela fábrica, mas não foi desta vez.

Vamos aos fatos.

A maioria de nós conhece a história de Ferruccio Lamborghini e Enzo Ferrari, para quem não conhece, é leitura obrigatória!

Na entrada do museu está a resposta do Sr. Lamborghini ao Sr. Ferrari.

Lamborghini museo 2015

Do humilde produtor de tratores ao primeiro modelo lançado para concorrer com a Ferrari a Lamborghini 350 GT de 1964.

Lamborghini museo 2015

Lamborghini P400 1967

Lamborghini museo 2015

E aqui, senhoras e senhores, eu lhes trago a obra prima da Lamborghini, na minha opinião. Não é o melhor carro, mas as suas linhas e a sua proposta de conceito de supercarro para a década de 60 são perfeitos! Lamborghini Miura P400 SV 1967

Deixo vocês com algumas imagens e dois vídeos escolhidos a dedo. Hora de praticar o inglês!

 

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015

 

Lamborghini Espada 

Lamborghini museo 2015

Produzido de 1968 a 1978, este modelo contemplava a necessidade de transportar quatro pessoas ao contrário da proposta inicial da fabricante. Particularmente acho que perdeu um pouco das linhas europeias e passou a lembrar um muscle car.

Lamborghini museo 2015

O Espada lembra um pouco o Ford Torino, não?

 

Lamborghini P 250 Urraco

Lamborghini museo 2015

Sua produção foi de apenas seis anos, 1973 a 1979. Este modelo foi apresentado no Turim auto show em 1970, mas só começou a ser vendido em 1973. Foi produzido para concorrer com a Ferrari Dino, por tanto, mais acessível que os ”Miura”.

Lamborghini museo 2015

Produzida entre 1981 a 1988, a Jalpa 350 nos mostra o estilo marcante dos anos 80. Apenas 420 unidades foram fabricadas, uma vez que a Ferrari 328 e o Porsche 911 tinham uma relação peso/potência melhores que este Lamborghini.

Lamborghini museo 2015

E quem não lembra dessa? Countach de 1990.

Este modelo ficou bastante conhecido pelo mundo todo. Desde games dos anos 90, até figurinhas em álbuns que tive e que era motivo de grandes disputas nos intervalos das aulas. Bons tempos…

Lamborghini museo 2015

Concebida para ser um sucesso, com seu ar futurista, a Diablo foi produzida entre 1990 e 2001. Era equipado com um V12 central de 48 válvulas e foi e ainda é objeto de desejo de muitos entusiastas pelo mundo.

Antes de seguirmos a ordem cronológica e algum fã der falta, não havia nenhuma Countach em exposição na época que estive no museu, fevereiro de 2015. Mas eu admiro muito o carro, e considero um dos modelos mais importantes da marca.

Lamborghini museo 2015

Apresentado no salão de Genebra em março de 2001 o Diablo 6.0 SE V12 de 575HP possui um sistema de tração nas 4 rodas (Viscous Traction).

A Lamborghini tornou esse carro mais exclusivo ainda com a cor encontrada apenas no modelo SE e algumas peças de fibra de carbono. Foram construídas apenas 42 unidades. Esta é a número 42.

Lamborghini museo 2015

Não se surpreenda se estiver viajando de carro pela Itália e uma dessas passar “rasgando” ao seu lado.

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015Nessas horas não da pra dizer qual é melhor, Ferrari ou Lamborghini, se vê todo o empenho e dedicação em ambas as marcas. Posso dizer que são diferentes ao ver essa “Naked Lambo”.

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015

Estoque é o protótipo de sedan apresentado no salão de Paris em 2008. De muito bom gosto.

Lamborghini museo 2015

 

Sesto Elemento

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015

Uma honra ter visto esta obra ao vivo. Tudo é perfeito e otimizado para performance. 0 a 100km/h em 2.5 segundos. Motor V10 de 5.2 litros de 562 hp e apenas 1000kg.

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015

 

Reventón

Lamborghini museo 2015

A inspiração aeronáutica fica bem evidente neste modelo Reventón. Com o tempo que você demorou para ler a frase anterior esse carro já passava dos 100km/h! Mais precisamente 3,4 segundos.

Lamborghini museo 2015

Basta olharmos para um “Stealth” ou “Sukhoi”, adoro as linhas deste caça, e já entendemos o porquê da geometria do carro.

 

Asterion

Lamborghini museo 2015

O primeiro protótipo híbrido apresentado no salão de Paris em 2014, mescla um desenho elegante e esportivo. Além do V10 de 618hps ainda dispõe de outros 3 motores elétricos capaz de adicionarem mais 304hps totalizando 922hp. No modo elétrico, a velocidade máxima é limitada em 125km/h com autonomia de aproximadamente 50km.

Lamborghini museo 2015

Particularmente, eu aprovei o Azul Elektra. Só não aprovei o fato dele ter sido deixado de lado e não entrar em produção devido ao desenvolvimento das SUVs.

Lamborghini museo 2015

 

Assim como a Ferrari, a Lamborghini também fornecia motores para corridas com lanchas, não tão populares aqui em nosso país.

Lamborghini museo 2015

Também em discretas aparições, fornecera motores a algumas equipes de F1. É o caso da Minardi V12 de 1992 pilotada pelo Christian Fittipaldi e Giancarlo Morbidelli

Lamborghini museo 2015Lamborghini museo 2015

Aqui também com o chassi Lambo 291 pilotada por Nicola Larini e Eric Van de Poele. Tinha motor V12 e correu somente no campeonato de 1991. Bate uma saudade dessa época da Formula 1.

Lamborghini museo 2015

 

Diablo GT2

Lamborghini museo 2015

Recebeu modificações baseada no modelo 6.0 para correr na GT. Substituição dos vidros por Plaxiglas, cut off switch, aerofólio de fibra de carbono, pneus slick, bancos concha, parafusos de fixação rápida no capo dianteiro, rollcage… Enfim, todo o pacote de pista.

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015

 

Não somente como Designer, mas confesso ser um apaixonado pelas linhas facetadas dos modelos mais novos. Linhas que remetem a velocidade, aviação, ou mesmo aquela sensação ao ver uma Lambo na rua: “mantenha-se longe, ou eu posso morder”.

Lamborghini museo 2015 Lamborghini museo 2015

 

Concept S

Lamborghini museo 2015

Lançado em 2006, inicialmente a fabrica iria produzir 100 unidades. Após inicio do primeiro carro a fábrica resolveu tirar de linha pelo custo de fabricação e a demora na construção. Apenas uma unidade foi fabricada.

Seu principio é válido, proporcionar a sensação de pilotagem a quem esta na carona. Com um contraste bem marcante, não seria um bom candidato a Le Mans?
Bom se você gostou dele, o chassi 00001 com apenas 180km, este da foto, está a venda, ou melhor, não foi vendido por 9,3 milhões de dólares como esperavam.

Nunca compre um carro por foto, mas neste caso, eu garanto!

Miura Concept

lambo-concept

Outro dos meus favoritos!

40º Aniversário da Lamborghini 2006, o Miura Concept. Mesmo sendo uma releitura, a fábrica conseguiu manter a essência do modelo de 1967. Fantásticas linhas não acham? Ao mesmo tempo, consegue ser limpo e agressivo.

A Ford também conseguiu isso nos Mustangs e GT90.

Lamborghini museo 2015

Para quem ainda ficou com água na boca, sugiro o site oficial do museu.

Tudo bem, ainda não é suficiente? Bom, mais uma dica então: o museu da Lamborghini é um dos únicos onde se pode fazer um tour virtual utilizando o Google Street View.

Essas foram as melhores maneiras que encontrei para levá-los o mais próximo possível dessas obras de arte da mescla entre engenharia e design.

Abraços e até a próxima!

Matérias relacionadas

Nada mais trivial que um Renault Espace com motor V8, nitro, tração traseira – e o piloto no meio!

Dalmo Hernandes

Honda Civic Type R quebra recordes em cinco circuitos europeus diferentes – e você vai ver todas as voltas aqui!

Dalmo Hernandes

Toyota Supra Mk4: relembre a história do modelo mais veloz e furioso da marca

Leonardo Contesini