A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos

Camaro 2016 finalmente é revelado: mais potente, mais leve e… turbo!

Marque a data: 16 de maio de 2015, às 17:00 Foi esse o momento oficial do nascimento da sexta geração de um dos carros mais queridos por fãs de muscle cars, o Chevrolet Camaro, que volta a ter a opção de um motor de quatro cilindros depois de 33 anos. Mas que também tem o mesmo V8 6.2 LT1 do Corvette, calma…

O novo Camaro é construído sobre a plataforma Alpha, a mesma usada no Cadillac ATS. Ele é mais curto (4,74 m, contra 4,84 m), tem um entre-eixos levemente mais curto (2,81 m, contra 2,85 m) e é mais baixo (1,35 m, contra 1,38 m) do que o modelo de quinta geração, que usava a plataforma Zeta. As bitolas também são menores (1,60 m, contra 1,62, na frente e atrás), mas é no peso que o novo Camaro leva a maior vantagem: 90 kg a menos do que seu antecessor.

Chevrolet-Camaro-2016-2

Segundo a GM, a sensação de dirigir o novo Camaro é bem mais confortável do que a do anterior, meio “trambolhudo”, especialmente no trânsito das cidades. Ele estaria mais ágil, como aqueles carros grandes que, ao volante, parecem ser bem menores. Só poderemos comprovar isso em alguns meses, mas a redução nas dimensões dá credibilidade ao relato. Diz a empresa que 70% dos componentes estruturais do carro são únicos. Só a estrutura, o chamado body in white (BIW), pesa 60,5 kg menos que o da quinta geração.

Chevrolet-Camaro-2016-7

Outras contribuições importantes para a dieta vieram de elementos de alumínio na estrutura do painel (4,2 kg) e de braços de alumínio e de aço vazado na suspensão (12 kg). Falando nela, o Magnetic Ride Control, antes exclusivo da versão ZL1, já está disponível no SS. O sistema monitora a estrada 1.000 vezes por segundo, automaticamente ajustando os amortecedores para o melhor conforto e controle. Com tudo isso, o novo SS é mais rápido em um circuito do que o antigo com o pacote de performance 1LE

Sob o capô também há novidades. O motor V8 é inédito no modelo: o LT1 6.2 de 461 cv, que é o mesmo motor do Corvette Stingray e substitui o antigo LS3. É a quinta geração dos small block, para deixar o Camaro tinindo e no mesmo compasso de seu irmão mais caro.

Chevrolet-Camaro-2016-1

O V6 também é novo: embora a cilindrada seja a mesma, ele é de uma nova geração (sai a LFX, entra a LGX), com cilindros de maior diâmetro (95 x 85,6 mm, e cilindrada de 3.640 cm³, contra 94 x 85,6 mm e cilindrada de 3.564 cm³ do anterior), novo trem de válvulas e cabeçote. Ele incorpora injeção direta de combustível, comando de válvulas variável e o Active Fuel Management, um sistema que desliga dois dos cilindros quando o motor está sob baixa demanda, como em velocidade de cruzeiro. Com tudo isso, ele rende 340 cv e 39,3 mkgf, contra 328 cv e 38,4 mkgf. É a primeira vez que um High Feature traz essa possibilidade, segundo a GM.

Chevrolet-Camaro-2016-6

A versão de entrada agora é equipada com um 2.0 turbo de 279 cv, 40,8 mkgf (mais que o V6!) e quatro cilindros, com uma potência específica de respeito. O último Camaro com motor quatro-cilindros foi lançado em 1982, com o conhecido 2.5 Iron Duke no cofre. Segundo a GM, ele seria capaz de um consumo de 12,8 km/l, o que o torna o Camaro mais eficiente de todos os tempos, e de acelerar de 0 a 60 mph (98 km/h) em menos de 6 segundos.

Todos os novos motores serão oferecidos com câmbio manual de seis marchas ou com um automático de oito. Nada de ZF: no 2.0 e no V6 é a Hydra-Matic 8L45; no V8, Hydra-Matic 8L90. O LT1, com câmbio manual, tem o sistema Active Rev Match, que acelera as rotações do motor em reduções. Um punta-tacco sem o malabarismo e as habilidades do piloto.

Chevrolet-Camaro-2016-12

Serão oferecidas duas versões do carro, de início: LT e SS. A LT terá discos de 320 mm na dianteira, com pinças de quatro pistões, e 315 mm na traseira, com pinças deslizantes de apenas um pistão. O SS terá discos de 345 mm na frente, com pinças fixas de quatro pistões, e de 338 mm, com pinças de mesma especificação, da marca Brembo, que é opcional na versão LT. Os pneus são Goodyear, Eagle Sport calçados em rodas de aro 18, na versão LT, e Eagle F1 Asymmetric run flat de aro 20, na SS.

Chevrolet-Camaro-2016-3

Por dentro, o painel foi completamente renovado, com LCD no quadro de instrumentos, saídas de ar próximas ao câmbio, onde ficavam os instrumentos auxiliares, e uma enorme tela multimídia de oito polegadas para o sistema MyLink.

Chevrolet-Camaro-2016-20

O painel de instrumentos, ainda no estilo binóculo, tem instrumentos analógicos para as informações básicas, com uma tela central de TFT de oito polegadas, configurável, que pode apresentar desde dados de navegação e sistema de som até os de performance.

Chevrolet-Camaro-2016-21

Os controles do ar-condicionado são agora integrados às saídas de ar, o que torna sua manipulação mais intuitiva e deixa o painel mais limpo. Há 24 opções de cores diferentes para o interior, com opção de acender e apagar gradativamente. O freio de mão passou a ter comando eletrônico, algo que a GM vê como vantagem por permitir o reposicionamento dos porta-copos, e o Camaro conta pela primeira vez com quatro modos de condução: Snow/Ice, Tour, Sport e Track, este último exclusivo da versão SS.

O motor 2.0 turbo conta, de série, com um sistema de cancelamento de ruídos. O V6 e o V8 têm sistemas mecânicos para enaltecer seus roncos, com um escapamento opcional de modo duplo. Ele tem dois modos de funcionamento: Stealth, discretão, e Track, com válvulas controladas eletronicamente que driblam o silenciador, o que melhora a potência e a “música” dos motores. Significativo, não?

Aguarde outras versões, como a ZL1, para depois que o carro começar a ser entregue, mais para o final deste ano.

Chevrolet-Camaro-2016-17 Chevrolet-Camaro-2016-16 Chevrolet-Camaro-2016-15    Chevrolet-Camaro-2016-4 Chevrolet-Camaro-2016-5   Chevrolet-Camaro-2016-8 Chevrolet-Camaro-2016-9 Chevrolet-Camaro-2016-10

Matérias relacionadas

Jeep Grand Cherokee Trackhawk: 717 cv para criar o SUV mais potente (e mais rápido) do planeta

Dalmo Hernandes

O Porsche 935 está oficialmente de volta – como uma versão ainda mais radical do 911 GT2 RS!

Dalmo Hernandes

A bizarra asa traseira móvel do Zenvo TSR-S: será que funciona?

Dalmo Hernandes