A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Camaro ZL1 ganha versão conversível com 650 cv, Alpine poderá usar motores Mercedes-AMG, Corolla ganha cara nova na Europa e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Chevrolet lança Camaro ZL1 conversível

dd57zbvregrmxhnrkyw9

Dias depois da apresentação do novo Camaro ZL1 (falamos dele neste post), a Chevrolet apresentou a versão sem teto do “superCamaro”. Como o cupê, o conversível também usa o motor V8 de 6,2 litros e 649 cv emprestado do Corvette Z06 e o câmbio manual de seis marchas ou automático de dez.

jmckyerggfnysxuspoc0

 

Como todo conversível moderno de alto desempenho, o ZL1 foi desenvolvido já com a versão conversível nos planos, o que significa que ele mantém boa parte da rigidez estrutural do coupé mesmo sem um teto fixo. Além disso, o ZL1 Convertible usa a suspensão Magnetic Ride, diferencial com deslizamento limitado, controle de larcada, controle de tração e modos de condução. As rodas de 20 polegadas usam os mesmos Goodyear Eagle F1 Supercar do ZL1 Coupé, enquanto os freios também são fornecidos pela Brembo.

 

Corolla ganha cara nova na Europa

2017-Toyota-Corolla-1

A atual geração do Toyota Corolla está em seu terceiro ano de estrada, mas já ganhou um facelift marcante. Para 2017 a fabricante japonesa decidiu remodelar a dianteira do sedã inspirada pela nova identidade de seus carros, já aplicada ao Prius e ao Mirai.

2017-Toyota-Corolla-2

O Corolla agora usa novos faróis de LED, uma grade mais estreita e incisiva e novo para-choque com linhas retas e mais modernas na parte inferior. A traseira permanece praticamente a mesma, incorporando apenas lanternas com um novo arranjo interno e LEDs. Não há mudanças na motorização ou no câmbio, mas como todos os Toyota vendidos na Europa, o Corolla renovado ganhou sistemas de alerta de mudança involuntária de faixa e frenagem automática.

 

Mercedes-AMG poderá fornecer motores para a Alpine

AlpineVision-C22

Parece que a parceria entre Renault e Mercedes poderá ir além dos motores diesel e das minivans Citan. Com o renascimento da marca Alpine, os franceses estão pensando em usar os motores AMG nos novos esportivos da marca. A notícia é do pessoal da AutoExpress, que falou com o chefe de produto e planejamento da Renault, Bruno Ancelin.

Segundo o executivo, há duas alternativas para equipar os Alpine: aproveitar o que está disponível pela Aliança (Renault-Nissan) e recalibrar os motores para produzir mais potência, ou simplesmente comprar de algum fornecedor. “Ouvi na apresentação do novo DB11 que a Aston Martin está comprando seus V8 da AMG. Isso também é possível para nós, pois temos alguma cooperação com a Daimler. Podemos comprar motores sim, não há problemas em dizer isso”, disse o francês.

Embora não tenha sido citado pelo executivo, a AutoExpress afirma que a Renault está interessada nos V6 biturbo de três litros usados nos AMG 43, que podem ser adequados aos maiores carros da futura linha Alpine — que ainda terá um conversível e um hatchback.

 

Mini lança JCW Cabriolet e Clubman com tração integral

mini-john-cooper-works-convertible-4

A Mini foi ao Salão de Nova York com duas novidades baseadas em modelos já conhecidos: uma versão com tração integral do Clubman e a aguardada versão conversível do esportivo John Cooper Works.

O Clubman ALL4 é a versão com tração integral da perua da marca. O sistema certamente deriva do xDrive adotado no BMW X1, com quem o Mini compartilha sua plataforma, e os motores são o 1.5 turbo de três cilindros, com 136 cv e 22,3 mkgf ou o 2.0 turbo de quatro cilindros, com 191 cv e 28,5 mkgf que equipa a versão S. Os dois motores podem ser combinados ao câmbio manual de seis marchas ou ao automático de oito marchas. Com este último câmbio e o motor 1.5 turbo, o Clubman ALL4 vai de zero a 100 km/h em 9,3 segundos e chega aos 201 km/h de velocidade máxima. Já o motor 2.0 turbo leva a peruinha aos 100 km/h em 6,6 segundos e segue até os 225 km/h.

Já o outro lançamento, o JCW Convertible, é exatamente o JCW hatchback com o teto aberto: o motor é o mesmo 2.0 turbo de 231 cv e 32,5 mkgf, e o tempo de aceleração é de 6,3 segundos.

 

Subaru nega que esteja planejando esportivo de motor central

sUBARU-vIZIV-gt6-6

A Subaru negou oficialmente os rumores de que está trabalhando em um esportivo de motor central-traseiro. A notícia surgiu há algumas semanas na imprensa europeia e, claro, se espalhou de forma viral. Segundo a notícia, a Subaru estava testando um esportivo baseado no BRZ, porém com motor boxer turbo posicionado na traseira e com outros dois motores elétricos movendo as rodas dianteiras.

Contudo, o presidente da Subaru of America, Tom Doll, disse durante sua entrevista coletiva no Salão de Nova York que “ele não sabe nada sobre o projeto” e que trata-se apenas de um boato. Apesar da má notícia, ele também trouxe boas novidades ao confirmar que o BRZ ganhará uma segunda geração, e também que os novos WRX e STI serão baseados no Impreza 2017 e chegarão em 2017 e 2018.

Matérias relacionadas

Nissan March nacional, o “911” da Mercedes, Petrobras na F1 mais!

Leonardo Contesini

Este bonito Ford Maverick Super Luxo marrom com motor V8 está à venda

Dalmo Hernandes

Superformance Grand Sport: um Corvette de corrida de 1963 que você pode comprar zero-quilômetro

Dalmo Hernandes