FlatOut!
Image default
Zero a 300

Caoa Chery Arrizo 5 chega em novembro por R$ 70.000, Mercedes-AMG CLS 53 AMG estreia no Brasil por R$ 600.000, Volkswagen revela detalhes do T-Cross e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Caoa Chery Arrizo 5 chega em novembro por R$ 70.000

arrizo-5-4-

Depois de popularizar a Hyundai no Brasil, a Caoa, agora fundida com a Chery, pretende fazer o mesmo com os modelos da fabricante chinesa, começando pelo Tiggo 2, lançado em abril deste ano. Agora, a próxima aposta é o sedã médio Arrizo, que tem um porte semelhante ao do Honda Civic da geração anterior, porém será posicionado na faixa de preços dos sedãs médio-compactos como Volkswagen Virtus, Fiat Cronos e Honda City.

Com preços entre R$ 69.000 e R$ 79.000, o sedã será oferecido em duas versões, ambas equipadas com o novo motor 1.5 turbo flex de 150 cv, combinado a um câmbio CVT. A lista de série da versão de entrada, RX, inclui DRL, lanternas de LED, rodas de liga leve de 16 polegadas, controles de tração e estabilidade, ar-condicionado eletrônico, sistema multimídia com tela de 7 polegadas, câmera de ré e sensor de estacionamento e cruise control. A versão de topo RXL inclui airbags laterais, bancos de couro e teto solar.

O modelo será apresentado ao público durante o Salão do Automóvel, que começa no próximo dia 8 de novembro, e terá suas vendas iniciadas logo em seguida.

 

Mercedes-AMG CLS53 chega ao Brasil por R$ 600.000

MerCLSBR-br

Lançado em janeiro nos EUA e Europa, a terceira geração do Mercedes CLS está desembarcando no Brasil em sua versão mais radical, a CLS 53 AMG. O modelo é equipado com o novo seis-em-linha turbo da marca, combinado a um motor elétrico de 48 volts e chega ao Brasil por R$ 599.900.

cls

O conjunto híbrido leve fornece 457 cv às quatro rodas por meio do câmbio automático 9G-Tronic e do sistema de tração nas quatro rodas 4Matic, que distribui o torque para as rodas dianteiras de acordo com a demanda por tração. Como explicamos neste post, o motor seis em linha usa um turbo elétrico, que tem o eixo de sua turbina ligado ao motor elétrico para mantê-lo girando em situações de baixa aceleração ou frenagem, minimizando o turbo lag. O sistema também substitui o alternador e motor de partida, além de fornecer potência e torque ao virabrequim (22 cv e 25,5 kgfm) e gerar energia para as baterias. Com isso, o conjunto leva o sedã-cupê aos 100 km/h em 4,5 segundos e à máxima de 250 km/h.

Por dentro, o CLS53 foi um dos primeiros modelos a adotar o painel digital configurável com duas telas, e também ganhou bancos e volante esportivos da AMG com revestimento de couro preto contrastado pelas costuras vermelhas.

 

Volkswagen revela novos detalhes do T-Cross em vídeo

tcross2

O Volkswagen T-Cross será lançado oficialmente na próxima quinta-feira (25), mas você sabe como são os lançamentos hoje em dia: eles sempre acabam revelados antes da hora. Desta vez, a Volkswagen lançou um vídeo com o crossover para colocá-lo no radar do público e acabou mostrando o interior do carro, parte da dianteira e um pouco mais de sua ainda misteriosa traseira.

São pouco menos de 20 segundos de vídeo, o que normalmente não seria suficiente para ver os detalhes. Mas reduzindo a velocidade de reprodução no YouTube podemos não apenas observar melhor o carro, como também capturar as imagens do vídeo.

Captura de Tela 2018-10-23 às 12.54.32

Por dentro elas mostram o que já esperávamos: um painel com a mesma arquitetura do Polo e Virtus, porém com algumas mudanças sutis nas superfícies. O modelo tem uma faixa decorativa que se estende de uma porta até a outra, o que deverá reforçar a sensação de envolvimento e dar um ar mais moderno e refinado ao carro.

Ainda no interior, o volante tem um desenho exclusivo do T-Cross, e também podemos ver o quadro de instrumentos digital, o painel de controle do ar-condicionado de duas zonas, os botões de desativação dos sensores de estacionamento e do sistema start-stop, que revelam mais sobre a lista de equipamentos. Os bancos são de tecido com textura prensada com as laterais e bordas de couro sintético.

Captura de Tela 2018-10-23 às 13.02.42

No lado de fora a Volkswagen foi mais discreta na gravação, limitando-se a mostrar os faróis principais e de neblina — este último com formato retangular com cantos arredondados, a grade com o emblema R-Line, e, de longe, a traseira, com suas lanternas unidas por uma linha escura que atravessa transversalmente a tampa do porta-malas.

No início deste mês vimos que o modelo brasileiro será mais longo que o T-Cross europeu. Baseado na plataforma MQB do Virtus, ele terá o mesmo entre-eixos do sedã do Polo, de 2,65 metros, que levam seu comprimento total para 4,2 metros. O volume do porta-malas varia de 373 a 420 litros, dependendo do ajuste dos bancos traseiros e do fundo do compartimento. Os bancos têm dois ajustes de ângulo do encosto — um mais vertical e outro mais reclinado — e o porta-malas tem um fundo ajustável em altura. Falando em altura, a altura do modelo brasileiro também é maior que a do europeu; o nosso tem 1,57 metro, enquanto o europeu é 10 mm mais baixo. A diferença, claro, se deve à necessidade de um vão livre mais alto e suspensão com maior curso para as condições rodoviárias da América do Sul.

volkswagen-t-cross-dimensoes

Por dentro o T-Cross brasileiro terá iluminação ambiente, saída de ar-condicionado para os bancos traseiros, sistema multimídia de 8 polegadas, quadro de instrumentos digital e teto panorâmico opcional. Outro opcional é o sistema de áudio Beats de 300 watts com oito alto-falantes, incluindo um subwoofer no porta-malas. O falante de graves, aliás, também elimina o ajuste do fundo do porta-malas, uma vez que fica instalado junto do estepe. Com isso, não é possível obter os 420 litros de volume máximo.

Quanto ao conjunto mecânico, a Volkswagen confirmou que ele terá apenas os motores 1.0 TSI e 1.4 TSI, ambos combinados ao câmbio automático de seis marchas AQ250 da Aisin. Não houve menção à caixa manual, mas é possível que ele seja equipado com ela em uma versão de entrada. O 1.0 terá 128 cv e 20,4 kgfm como no Polo e Virtus, enquanto o 1.4 terá 150 cv e 25,5 kgfm como no Jetta e no Golf. Os freios usam discos nas quatro rodas.

Como dissemos mais acima, o modelo será apresentado oficialmente na próxima quinta-feira, em um evento que ocorrerá simultaneamente no Brasil e na Alemanha, e será um dos destaques da marca no Salão do Automóvel.

 

BMW Z4 será apresentado no Salão do Automóvel

aee4eb0e-2019-bmw-z4-5

Mais um dia, mais uma atração do Salão do Automóvel anunciada: a BMW confirmou nesta última segunda-feira (22) que irá apresentar a nova geração do Z4 no evento, porém sem comentar se o modelo será mesmo vendido por aqui.

bmw-z4-m40i-first-edition-26

A marca irá trazer o roadster em sua versão de topo, o M40i, equipado com o motor 3.0 de seis cilindros em linha, um turbo de fluxo duplo e 340 cv combinado ao câmbio automático de oito marchas. Com esse conjunto, o modelo vai de zero a 100 km/h em 4,6 segundos.

 

Honda HR-V ganha facelift e revisão no câmbio na linha 2019

honda-hr-v-2019-2

Depois do WR-V a Honda agora apresenta a linha 2019 do HR-V, que ganhou retoques visuais sutis e uma nova reprogramação do câmbio. Ah, e novos preços, também.

As mudanças no visual são as mesmas do modelo estrangeiro, que ganhou uma nova grade cromada, novos faróis com DRL e lanternas de LED em todas as versões. As rodas também são novas, de 17 polegadas. Mecanicamente ele continua com o motor 1.8 aspirado de 140 cv combinado ao câmbio CVT com simulação de sete marchas — agora reprogramado com novas relações.

honda-hr-v-2019-1

O modelo também ganhou novidades onde não se vê: a suspensão foi recalibrada para tornar o carro mais confortável e menos firme. As versões também foram modificadas: ele deixa de ser oferecido na versão LX com câmbio manual e na versão de topo Touring.

honda-hr-v-2019-3

Os preços foram reajustados  em R$ 2.300 na versão LX, que agora parte de R$ 92.500; R$ 1.600 na versão EX, que agora parte de R$ 98.700; R$ 3.000 na versão EXL que agora custa R$ 108.500.

Matérias relacionadas

Sung Kang pode estar fazendo um Maverick (e com inspiração Brasileira), novo Audi TT RS é lançado com 400 cv, Golf R400 foi cancelado e mais!

Leonardo Contesini

Copa Hyundai HB20 começa neste fim de semana, Honda reajusta preços do Civic, Porsche Speedster chega semana que vem e mais!

Gear Knobs pode ser o nome do novo programa de Clarkson, Hammond e May, Honda NSX e novo Camaro ZL1 em Nürburgring, um supercarro V12 da Mercedes-AMG e mais!

Leonardo Contesini