FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Carice Mk1 é o mini Porsche 356 elétrico que a gente gostaria de ter

Bem, na verdade ele não é um mini 356: o criador do pequeno roadster, o holandês Richard Holleman, admite que ele é um tributo ao clássico alemão, mas também fala de influências italianas — “um tributo a tudo o que costumava ser bonito”. Não dá para discordar, ele é realmente bonito. E extremamente leve, peso-pena mesmo. Mas qual é a do Carice Mk1?

A Carice é uma companhia holandesa da cidade de Delft que vem desenvolvendo carros desde 2009 e até vendeu alguns deles, mas agora Holleman acredita que sua empresa está pronta para fabricar e vender o Mk1 em maior quantidade.

carice-mk1 (8)

Por este valor você leva um carro elétrico movido por baterias de íon de lítio que acomoda duas pessoas e pesa apenas 349 kg, com baterias e tudo — peso máximo para que um veículo possa ser considerado um microcarro na Holanda. Para conseguir um peso tão baixo, a Carice usou painéis de fibra de vidro extremamente finos para a carroceria e limitou os recursos do carro ao mínimo necessário.

carice-mk1 (7) carice-mk1 (6)

“Se tirar de um carro tudo o que for desnecessário de um carro, você vai chegar à essência do automobilismo”, é o que diz o site da companhia — e eles parecem levar a sério:no interior, dá para ver que só há o volante, bancos, mostradores e alguns botões.

“Em entrevista ao site holandês Autovisie, Holleman explicou que o Mk1 usa um chassi do tipo espinha dorsal, como o Lotus Elan clássico, e que as baterias ficam em volta do túnel central, o que ajuda na distribuição de peso e, segundo a companhia, contribui para uma condução divertida.

carice-mk1 (5)

A Carice diz que cada Mk1 pode ser feito segundo as especificações do proprietário, que pode escolher entre dois motores elétricos: um de 15 kW (20 cv) com autonomia de 112 km, e um de 40 kW (54 cv) com autonomia de 190 km, além de um extensor de autonomia na forma de um motor de combustão convencional.

Também é possível encomendar uma versão “júnior”, com motor de 4 kW (5 cv) que pode ser guiada por jovens a partir dos 16 anos sem carteira de habilitação. Por fim, a companhia também oferece uma versão movida a hidrogênio capaz de chegar aos 100 km/h — ainda que, na holanda, microcarros tenham sua velocidade máxima limitada a 45 km/h.

carice-mk1 (4)

De início, a Carice pretende fabricar e vender dez unidades do Mk1 com preços que partem de € 26.620, o que dá pouco mais de R$ 80 mil. Talvez seja dinheiro demais para um microcarro que é, essencialmente, um brinquedo grande, mas eu não me importaria em dirigir um desses para o trabalho todos os dias.

E também não posso deixar de imaginar o que um pequeno motor a gasolina faria por um carro tão leve — que tal o 1.0 de três cilindros e 80 cv do VW up!?

carice-mk1 (2)

 

Matérias relacionadas

Emory Allrad: um Porsche 356 restomod com tração integral e 200 cv

Dalmo Hernandes

Este Mercedes-Benz 500SL queria ser um Toyota Supra… e conseguiu!

Dalmo Hernandes

Sim, isto é um Trabant com turbo, 270 cv e tração integral Quattro!

Dalmo Hernandes