A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Challenger Hellcat ganha versão widebody, o Jaguar mais potente da história, Aston Martin DB11 “AMG” e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Dodge Challenger Hellcat ganha versão Widebody

Unknown

Com o lançamento do Challenger Demon parecia que a Dodge finalmente daria por completo o ciclo de seu muscle car retrô, depois de uma década inteira de estrada. Pois é… só parecia.

A divisão SRT revelou nesta última terça-feira (27) a mais nova variação do carro: o Challenger SRT Hellcat Widebody, que combina o motor Hellcat de 717 cv aos para-lamas largos do Demon. Com isso o Hellcat passará a adotar bitolas mais largas, pneus maiores e outras modificações menores.

Unknown-1

Os novos para-lamas aumentaram a largura do carro em 89 mm, permitindo a instalação de pneus 305/35 R20 — 40 mm mais largos que os 275/40 R20 do Hellcat comum. Segundo a Dodge, os novos pneus melhoram o comportamento dinâmico do Hellcat em curvas, aumentando sua aceleração lateral e até mesmo melhorando seu tempo em pista, usando como base uma redução de 2 segundos em um circuito cujo nome não foi divulgado. Sei…

Unknown

 

Os pneus mais largos também ajudam o Hellcat a largar mais rápido; a Dodge estima que ele tenha ficado 0,1 segundo na aceleração de zero a 100 km/h e 0,3 segundo mais rápido no quarto-de-milha.

Unknown-2

As novidades não se limitam aos novos pneus e bitolas maiores. O Hellcat Widebody ganhou uma nova caixa de direção com assistência elétrica no lugar da caixa hidráulica do seu irmão mais magro. Isso possibilitou a programação de três modos de condução: Street, Sport e Track. As rodas também são novas, com um desenho de cinco raios vazados, face côncava e batizada de “Devil’s Rim”, algo como “o aro do demônio” em tradução livre.

Unknown-3

O Hellcat Widebody custará US$ 7.300 mais caro que o Hellcat comum, chegando aos US$ 72.590, e será oferecido com câmbio manual de seis marchas ou automático de oito marchas.

 

Jaguar revela o XE SV Project 8

jaguar-xe-sv-project-8-8

Há algumas semanas a Jaguar anunciou o desenvolvimento de uma versão radical para seu modelo de entrada o XE. Produzido pela Special Vehicles Operations, o modelo teria o motor V8 supercharged presente em outros esportivos da marca britânica e potencial de sobra para encarar Mercedes-AMG C63 S, BMW M4 e semelhantes.

Agora a fabricante finalmente revelou o carro — e ele é  exatamente o que se espera de um Jaguar equipado com o V8 5.0 supercharged da marca. Apesar de ser o menor Jag, o XE SV recebeu a variação mais potente do V8, com nada menos que 600 cv. Seis-centos! Isso faz dele o carro de rua mais potente da história da Jaguar. O torque é igualmente insano: 71,2 mkgf transferidos para as quatro rodas por meio do câmbio automático de oito marchas já usado em todos os outros modelos da marca, porém aqui reprogramado para trocas mais rápidas.

jaguar-xe-sv-project-8-7

Com esses atributos o Jag XE Project 8 será capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 3,3 segundos e continuar ganhando velocidade até os 320 km/h.

Como se não bastasse ser baseado em uma arquitetura de alumínio, o XE Project 8 ainda ganhou capô, para-choques, difusor traseiro, splitter frontal e asa traseira feitos de fibra de carbono. As rodas agora são de 20 polegadas e o freios de carbono-cerâmica têm “apenas” 400 mm.

jaguar-xe-sv-project-8-1

A suspensão obviamente foi toda modificada pelos especialistas da Special Vehicles Operations e passou a adotar molas mais rígidas e amortecedores ajustáveis manualmente nos dois eixos. Um recurso inédito na indústria é a adoção de rolamentos de nitreto de silício nos cubos de roda e um diferencial traseiro ativo com radiador de óleo.

jaguar-xe-sv-project-8-6

No lado de dentro o Project 8 pode ter duas configurações: uma configuração padrão de quatro lugares, que usa bancos dianteiros com estrutura leve de magnésio; ou a versão Track Pack, equipada apenas com os bancos dianteiros de fibra de carbono com cintos de quatro pontos e um santantônio no lugar do banco traseiro.

Nas duas versões o acabamento interno usa Alcantara e detalhes de fibra de carbono, além de um volante especial com aletas de alumínio para trocas de marchas.

jaguar-xe-sv-project-8-2

Como já havíamos dito anteriormente, o Project 8 terá apenas 300 unidades. Ele custará £ 150.000 (R$ 620.000, aprox.) e será apresentado ao público pela primeira fez nesta próxima sexta-feira (30), durante o Goodwood Festival of Speed.

 

Aston Martin revela DB11 com motor V8 Mercedes-AMG

frgcryfocbvtivuwhcww

Desde o começo do ano vimos vários vídeos e fotos do novo Aston Martin DB11 equipado com o motor V8 Mercedes em testes, mas agora a fabricante britânica finalmente revelou a nova versão.

hudkeizgfge4wyxy4qat

O modelo será logicamente posicionado abaixo da versão V12, mas deverá ser mais ágil devido ao peso reduzido e ao centro de gravidade mais baixo do motor V8. Como você deve estar imaginando, trata-se do mesmo V8 4.0 que equipa o C63 AMG (alguns lugares dizem que se trata do V8 do AMG GT, mas o GT usa cárter seco), porém a ECU e a calibragem do motor são feitos pela própria Aston para resultar em 503 cv e 82,5 mkgf.

tsa49uitc8rjojqmugnr

São 97 cv a menos e 11,3 mkgf a mais que o V12, mas isso não impediu que ele fosse somente 0,1 segundo mais lento que o modelo mais caro na aceleração de zero a 100 km/h. O V12 leva 3,9 segundos, enquanto o V8 precisa de 4 segundos. A velocidade máxima também é ligeiramente inferior: 300 km/h, ou 20 km/h a menos que o V12.

uvnascd3z8g9vknzvyzh

Por usar um cárter menos pronunciado, o V8 acabou instalado em posição mais baixa que o V8. O peso mais baixo do motor ajudou na redução de 115 kg do peso, chegando a 1.655 kg. Por ter bancadas de cilindros mais curtas, o V8 também acabou posicionado mais perto da parte central do carro, o que deve otimizar seu comportamento dinâmico.

O carro será apresentado ao público no Goodwood Festival of Speed em 30 de junho, e começará a ser vendido ainda neste ano.

 

Jon Olsson agora usa um Rolls-Royce para levar seus esquis

Jon Olsson não é muito conhecido no Brasil por seu esporte. Não é para menos: o sueco ficou famoso por seu talento sobre esquis e, como você sabe, no Brasil só esquiamos na água e em uma pista sintética instalada em um morro de São Roque/SP. Não é exatamente algo que nos atrai.

Seu gosto por carros, por outro lado, é universal. E, se você o conhece, certamente é por conta de sua garagem extravagante. Nós já falamos sobre ele antes: Olsson já teve um Audi RS6 com bodykit inspirado na DTM, um R8 Coupé, um Ultima GTR modificado para parecer um protótipo de Le Mans e, mais recentemente, um Lamborghini Huracán que teve sua carroceria modificada com um kit widebody e, claro, uma caixa para esquis no teto.

JON-Camo-DB-3

Por algum motivo ele decidiu que era hora de trocar seu Lamborghini e agora o trocou por sua mais recente aquisição: George, um Rolls-Royce Wraith “ligeiramente modificado”, com 810 cv, rodas de 24 polegadas, pintura camuflada e, claro, um porta-esquis no teto.

Originalmente Olsson queria um Rolls-Royce com uma pegada off-roader, mas a oficina de preparação responsável pelo projeto, a Absolut Motors, acabou usando apenas algumas referências off-roaders, como as jerry cans no teto e a pilha de faróis auxiliares, mas no restante do carro optou por um caminho mais convencional.

JON-Camo-DB-15

A receita consiste de um novo sistema de escape da Quicksilver, suspensão rebaixada e mais firme, além de um tapa no motor (sem detalhes aqui) para aumentar a potência para os 810 cv divulgados.

JON-Camo-DB-16

 

E você pode não gostar do estilo de Olsson (que, acima de tudo, é parte de sua imagem pública), mas ninguém pode dizer que ele faz os carros como brinquedos de moleque rico. Logo depois de pegar o carro na Absolute Motors, na Holanda, Olsson pegou a estrada e encarou os 2.500 km entre a oficina e sua casa em Marbella, na Espanha.

 

Matérias relacionadas

Novo BMW X1 é lançado no Brasil, Jaguar de volta às pistas, Mercedes SLK AMG perde motor V8 e mais!

Leonardo Contesini

Qual foi o melhor ou mais importante lançamento de 2017?

Dalmo Hernandes

O primeiro 911 Cabriolet a venda, Ford começa a produção do novo GT, Oettinger lança novos kits para Golf GTI e mais!

Leonardo Contesini