FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #111

Chevette 1977 C20XE: conheça a história do Project Cars #111

Olá pessoal do FlatOut, me chamo Joemil Vasconcelos, mas sou mais conhecido como Nene. Tenho 26 anos sou Livreiro, moro em João Pessoa/PB  e sou apaixonado por carros em todos os aspectos, mas meu amor mesmo é o Chevette.

A história do meu amor pelo carro começou quando criança, pois meu pai tinha um Chevette 1977 (Tubarão) verde, o qual estava em péssimas condições e com muita ferrugem devido à maresia. Ele também não tinha assoalho, era apenas uma tábua onde eu colocava os pés e isso me marcou. Eu conseguia me sentir bem dentro dele mesmo naquelas condições. Com o tempo vieram os bons ventos e as coisas mudaram. Há seis anos, consegui comprar meu Chevette 1977 azul de um primo que mora em Aracaju/SE, a 620 km daqui. Paguei o carro e precisei esperar mais três meses para  buscá-lo, pois gastei todo o dinheiro no carro e em uma casa que eu havia comprado.

Agora pretendo deixar o carro o mais bonito possível, bem diferente daquele que meu pai teve. Pretendo usá-lo para passear com a namorada e curtir no fim de semana, por isso quando comprei já dei uma leve rebaixada e coloquei película azul bem transparente nos vidros.

Foto 1

O interior não estava nada legal. Tiveram a brilhante ideia de por as peças dos Chevette mais novos como painel, coifa de câmbio, porta luvas e outros detalhes. Então começou minha jornada pela internet em busca das peças originais do Chevette 1977. Nisso encontrei o fórum Chevette Maniac, cujo nome já diz tudo. A partir desse momento deparei com projetos para vários gostos e isso foi me ajudando a elaborar algo interessante.

Com isso veio a ideia de fazer algo para o lado racing, mas com um pouco de conforto para poder usar na rua e curtir algumas viagens. Consegui com um amigo um par de bancos concha San Marino modelo BA21, e nesse tempo acabei conseguindo todo o painel original do Chevette 1977, que precisava apenas de um leve reparo e acabei pintando-o em preto Cadillac (ele não estava em boas condições para manter original). Também instalei um rpm de 52 mm, voltímetro e marcador de temperatura do motor ao lado esquerdo do volante, tela LCD de 7”, e um volante Shutt Y3B que comprei por impulso — depois de instalado não curti nem um pouco. Minha cabeça ainda estava em conflito nessa época.

Foto 3 Foto 2

Nada como um novas rodas para dar mais esportividade ao carro, então veio o primeiro jogo de rodas aro 17” Scorro modelo S-201 que confesso que achei bem legal o conjunto.

Foto 6

Como o objetivo era algo mais forte, e eu já tinha cuidado um pouco da estética, era o momento para começar a parte mecânica do bom e velho 1.4 do Chevette. O carburador original DFV foi substituído por um Weber 450 (mini progressivo) que o deixou bem mais esperto. Ainda assim não chegava nem perto dos carros mais modernos.

Tudo isso é apenas o inicio do projeto que hoje está bem avançado com o lendário motor C20XE que no Brasil equipou o Vectra GSI e o Calibra, entre outros detalhes.

Foto 10

Meu objetivo é deixar o C20XE aspirado rendendo 250 cv, mas uns 80 cv de nitro que irá transformar o Chevette em um belo pocket rocket. Ainda tem muito a ser feito e espero falar sobre tudo por aqui nos próximos posts. Até lá.

Por Joemil NeNe, Project Cars #111

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Como regularizei a suspensão ajustável do Project Cars #190

Leonardo Contesini

Project Cars #102: como é projetada a estrutura tubular de um Baja SAE

Leonardo Contesini

Projektov Kars #134: completando a montagem do meu Lada Samara

Leonardo Contesini