Chevrolet Corvette, De Tomaso Pantera e Porsche 911E “Carrera Look”: qual dos três você levaria para casa?

Dalmo Hernandes 12 dezembro, 2016 0
Chevrolet Corvette, De Tomaso Pantera e Porsche 911E “Carrera Look”: qual dos três você levaria para casa?

Em um mundo ideal, todo entusiasta teria o carro dos seus sonhos na garagem. Como isto provavelmente jamais vai acontecer, contudo, um dos esportes favoritos de qualquer um que goste de carros é passear por sites de classificados e de lojas de automóveis, olhando máquinas que um dia, quem sabe, poderemos bancar.

Vamos fazer uma brincadeira: se você estivesse montado na grana, qual destes três esportivos clássicos você compraria?

São três carros bem diferentes entre si, mas todos colecionáveis de alto nível: um Chevrolet Corvette de primeiríssima geração, um De Tomaso Pantera e um Porsche 911E “Carrera look”, customizado em homenagem ao emblemático Carrera RS. Eles não custam barato, claro, mas são de cair o queixo. Vamos dar uma olhada em cada um deles!

 

Chevrolet Corvette 1953

2002455072

Este é um dos poucos Chevrolet do primeiro ano de fabricação existentes no Brasil. O carro desembarcou no Brasil em 1954 e, na década de 1970, foi comprado pelo colecionador Flávio Marx, já em mau estado, e ficou parado até 2004, quando seu antigo dono o comprou e deu início a uma minuciosa e caprichada restauração.

Sendo um Corvette 1953, o carro traz a primeira versão da carroceria roadster, com dois faróis circulares cobertos por telas de metal e traseira “rabo de peixe”. O motor é o criticado seis-em-linha Blue Flame, de 2,9 litros, que desenvolvia 150 cv e era acoplado a uma transmissão automática de apenas duas marchas, a Powerglide.

4748508066

Apesar do belíssimo visual da carroceria de fibra de vidro, o Corvette não empolgou tanto os fãs de carros esportivos da época, pois o motor não fazia justiça ao aspecto esportivo do carro. A velocidade máxima era de 175 km/h, e o 0-100 km/h era cumprido em pouco mais de 11 segundos. Não era exatamente veloz mesmo para a época, embora o fraco desempenho do motor fosse parcialmente compensado pelo comportamento dinâmico. De qualquer forma, não levou mais que dois anos para que a Chevrolet percebesse o erro e desse ao Vette o motor V8 que ele merecia.

3714532872

Em 1953, foram produzidos apenas 300 exemplares do Corvette, tornando este carro o mais raro da primeira geração. Naquele ano, só estava disponível uma combinação de cores: carroceria branca, interior vermelho e teto preto. Maçanetas internas eram opcionais, e havia cortinas no lugar das janelas laterais.

3393452705

Este exemplar em especial foi todo restaurado nos padrões originais e, honestamente, parece ter sido fabricado ontem, tamanho o cuidado no serviço.

O valor pedido é de R$ 650.000.

Porsche 911E “Carrera look” 1970

5425928384

Os faróis Cibié são originais de época

Nos primeiros anos do Porsche 911 havia três versões diferentes, todas equipadas com o mesmo flat-six de 2,2 litros arrefecido a ar. A diferença estava no sistema de alimentação: com dois carburadores de corpo triplo, o 911T tinha 125 cv. O 911E, com injeção mecânica Kugelfischer, chegava aos 155 cv e o modelo S, também com injeção mecânica, tinha 180 cv.

4866929079

O carro em questão é um 911E, que tinha potência intermediária e era considerado a versão “de luxo” do nine-eleven. A maioria deles foi equipada com o pacote “Komfort”, que incluía discos de freio ventilados com pinças de alumínio, volante revestido em couro, frisos de borracha nos para-choques e letreiro dourado na traseira.

7226022348

Acontece que este carro foi caracterizado como um Carrera RS, o lendário modelo com motor de 2,7 litros e 210 cv feito para homologação da versão de corrida. O carro recebeu o para-choque do Carrera, além da tampa traseira com a famosa asa ao estilo duck tail, além de rodas mais largas na traseira e os adesivos característicos da versão. A pintura azul Pastel Blue é original, e os detalhes em laranja conferem ao carro certa semelhança com os bólidos patrocinados pela Gulf.

9945832637

O interior também foi modificado, com bancos ao estilo Recaro, revestimentos de porta mais minimalistas, com tiras de tecido no lugar dos puxadores convencionais e novo carpete. A cereja do bolo é o volante Momo Prototipo, que era opcional na época. Só faltou mesmo alargar os para-lamas, mas este seria um procedimento invasivo demais.

O valor pedido: R$ 450 mil.

 

De Tomaso Pantera 1972

8184957806

Um superesportivo de visual italiano e coração americano, criado por um argentino: o DeTomaso Pantera é um dos supercarros alternativos mais legais do planeta com sua carroceria desenhada pelo Studio Ghia, seu motor V8 Ford 351 Cleveland e toda a ousadia de Alejandro De Tomaso na hora de juntar tudo isto para rivalizar com Ferrari e Lamborghini.

6984984992

Sendo um exemplar de 1972, este Pantera preserva as linhas limpas da época do lançamento, porém com algumas modificações discretas: os espelhos removidos, como era comum na época, e as rodas de 17 polegadas fabricadas nos EUA, com o mesmo desenho das rodas da época, fabricadas pela Campagnolo. O volante é um Lecarra, também de época, e confere um visual ainda mais interessante à já muito bem desenhada cabine.

9146776214

A parte mais interessante deste carro está atrás dos bancos: o motor 351 recebeu um kit com quatro carburadores Weber com corpos de borboleta individuais, com valor estimado em US$ 15.000 (R$ 50 mil em conversão direta). Os filtros de ar espiam pela tampa do cofre – para ficar mais bonito, só se os filtros dessem lugar a cornetas cromadas. Certamente a potência é superior aos 330 cv declarados pela De Tomaso na época, e também superior aos 380 cv que, de acordo com testes feitos na época, o Pantera tinha na realidade.

0432090325

Uma indecência

O transeixo ZF, manual de cinco marchas, tem carcaça cromada e contribui para uma visão matadora do conjunto mecânico. Originalmente, há uma prateleira que fica sobre o transeixo, a fim de permitir que se leve uma mala ou outra bagagem pequena no compartimento, mas neste carro ela foi removida sem dó. Não vemos problema algum nisso.

O valor pedido é de R$ 590 mil.

Todos os três estão à venda na Universo Marx, que fica na Avenida República do Líbano, nº 2136, Moema, São Paulo/SP. É difícil decidir com qual dos três você ficaria, não é? Um clássico americano totalmente original, um refinado esportivo alemão e um supercarro feito para fãs de muscle cars!

Agora, por que estamos fazendo este Achados Meio Perdidos triplo? Tem a ver com uma novidade (bem mais acessível) que estamos preparando ainda para esta semana! Enquanto isto, diga qual foi sua escolha nos comentários!