FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Chevrolet Ipanema: por R$ 8.500, salve uma perua robusta, bem conservada e barata

O Chevrolet Kadett, lançado no Brasil em 1989, foi um grande sucesso da marca durante anos. O mesmo não pode ser dito de sua versão perua, a Ipanema — o que torna este exemplar extremamente bem conservado que encontramos à venda um belo achado, e por um preço bem atraente.

A Ipanema também foi lançada em 1989, alguns meses depois do hatch. Compartilhava com ele o motor 1.8 carburado de 95 cv (o 2.0 de 110 cv era exclusivo do esportivo Kadett GS) da Família II, mas oferecia um grande porta-malas — que também, certamente, foi a razão para que não vendesse tão bem como merecia. Apesar de ter as mesmas qualidades do Kadett, como bom acabamento e mecânica robusta, o desenho da seção traseira não era dos mais atraentes, e a perua precisou se contentar com o papel de coadjuvante na linha.

ipanema-original-6

Era possível comprar a Ipanema nas versões SL e SL/E — a primeira era básica, apenas com o essencial, enquanto a SL/E acrescentava conta-giros, volante ajustável, ar-condicionado, computador de bordo e check-control, além de acabamento mais refinado na cabine. Em 1991, toda a linha Kadett recebeu uma atualização na mecânica — o motor 1.8 ganhou injeção eletrônica monoponto e sua potência aumentou para 99 cv.

ipanema-original-4

O Kadett GS ganhava injeção multiponto, passando a se chamar GSi, e sua potência cresceu de 110 cv para 121 cv. A versão de 110 cv, já com injeção monoponto, foi parar no resto da linha em 1993, e isso incluía a Ipanema — que passava a oferecer carroceria de quatro portas. As versões mudavam de nome: a SL passava a GL, e a SL/E passava a GLS.

Para nós, esta foi a melhor fase do Kadett e da Ipanema: depois de 1995, a chegada do Astra importado da Bélgica colocou o Kadett em segundo plano e, apesar de um facelift em 1996 que deixou o exterior e o interior um pouco mais modernos, além da disponibilidade da injeção multiponto para toda a linha, a qualidade de acabamento dos carros fabricados depois daquele ano caiu bastante — os bancos, por exemplo, eram os mesmos do Corsa, o recém-lançado popular da Chevrolet. Ainda assim, o Kadett vendeu relativamente bem até o lançamento do Astra de segunda geração, em setembro de 1998.

abre-ipanema-original-3

O carro das fotos é uma Ipanema 1994. Anunciado no OLX, trata-se da versão GLS com motor 2.0 de 110 cv e lista de equipamentos completa: ar-condicionado, direção assistida e vidros, travas e retrovisores elétricos. O carro está muito bem conservado, e o hodômetro mostra uma quilometragem excelente para um carro de 20 anos: 141.000 km.

E quanto o dono quer por ele? R$ 8.500, um preço bem razoável para uma perua bem conservada, confiável, relativamente potente e com bom espaço interno — um excelente daily driver, pagando pouco. O que você acha?

ipanema-original-5

[ OLX ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Um raro e bem cuidado Gol Copa 1982 é nosso Achado meio Perdido de hoje

Dalmo Hernandes

Procurando um bom esportivo nacional? Então dê uma olhada neste Kadett GSi

Dalmo Hernandes

Golf Cabrio à venda: quanto vale um Volkswagen clássico sem teto?

Dalmo Hernandes