A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Mercado e Indústria WTF?

Chevrolet não quer que você faça seu Camaro Z/28 por conta própria

O Chevrolet Camaro Z/28, versão de mais rápida do muscle car desde seu lançamento em 1967, é produzida em números limitados e extremamente procurada — a marca já vendeu todas as 500 unidades do ano-modelo de 2014. Quem quiser um agora, vai ter que fazer o seu próprio em casa. Ou não, se depender da Chevrolet.
Por baixo da carroceria, o Camaro Z/28 é bem diferente de, digamos, um SS — o carro tem peso aliviado, freios tão fortes que fazem as rodas girarem dentro dos pneus, motor V8 LS7 de 511 cv e 66,5 mkgf de torque e kit aerodinâmico completo, com spoiler dianteiro, difusor traseiro e aerofólio. Até mesmo a gravatinha da Chevrolet na grade é vazada para melhorar a aerodinâmica.

O resultado é um carro capaz de andar mais rápido do que um Porsche 911 Carrera S da geração passada (grande feito para um muscle car). Na verdade, o Z/28 é tão bom que a Chevrolet quer garantir que ninguém faça um igual antes que a produção do modelo 2015 (estimada em mais de 2.500 unidades, para garantir que a demanda será suprida) comece.

z28diy (2)

Veja bem: em tese, é possível pegar qualquer Camaro (até mesmo um básico, com motor V6 de 3,6 litros e 327 cv)) e fazer um “clone” do Z/28 retirando alguns luxos do interior e encomendando, no próprio catálogo da Chevrolet, peças como freios, diferencial, conjunto dianteiro, para-choques e saias laterais. A Chevrolet Performance Parts oferece, ainda, LS7 de 511 cv como crate engine — e até opções ainda mais potentes, como o brutal LSX454R, de 7,4 litros e 780 cv. Dá para fazer um verdadeiro monstro.

Segundo o GM Authority, a Chevrolet enviou uma carta para as concessionárias de todo o país impedindo a compra de  35 componentes usados que podem ser usados para fazer um clone do Camaro Z/28 — lista que inclui, além das pelas já citadas, para-lamas dianteiros e traseiros, bancos, componentes da transmissão e grade — praticamente tudo, com exceção do motor.

2014 Chevrolet Camaro Z28

A medida foi tomada, certamente, para proteger a exclusividade do modelo — e, provavelmente, evitar que aqueles que pagaram mais de US$ 75 mil dólares por um Z/28 fiquem possessos por saber que alguém pode fazer um carro parecido comprando algumas dezenas de peças.

Compreendemos a motivação da Chevrolet — mas também lamentamos, porque isto elimina qualquer chance de um dos próximos Project Cars do FlatOut ser um Camaro Z/28 feito em casa…

Matérias relacionadas

Nostalgia: os brinquedos que marcaram a infância nos anos 80 e 90

Leonardo Contesini

Giocattolo Group B: fibra de carbono, Kevlar e um V8 de 300 cv atrás dos bancos

Dalmo Hernandes

Peruas suecas: as mais marcantes station wagons da Volvo através das décadas

Dalmo Hernandes