A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Chevrolet Onix zera crash test, motociclistas são maioria das vítimas nas Marginais de SP, BMW M2 ganha facelift (que ninguém percebeu) e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Chevrolet Onix recebe nota zero nos testes da Latin NCAP

chevrolet-onix-2017-no-latin-ncap-1494515293125_v2_750x421

O Chevrolet Onix é o carro mais vendido do Brasil desde 2015, mas seu sucesso comercial certamente não se deve ao seu índice de segurança. Depois de ganhar apenas três estrelas em seu primeiro teste do LatinNCAP, em 2014, o modelo foi avaliado novamente pelo instituto de segurança, e desta vez foi submetido à nova metodologia, que inclui o teste de impacto lateral e adiciona pontos extras pela presença de auxílios eletrônicos ativos. O resultado? Constrangedor: o carro não recebeu nenhuma estrela das cinco possíveis.

O principal motivo da reprovação foi o desempenho estrutural do carro, segundo a LatinNCAP, “o Onix demonstrou um desempenho pobre, já que o teste de impacto lateral evidenciou uma compressão alta no peito do passageiro adulto, divulgando uma alta penetração na estrutura”. Ainda de acordo com o LatinNCAP, mesmo com airbags laterais a proteção não seria suficiente pois a coluna B sofreu danos “dramáticos” e a porta traseira chegou a abrir. A instituição ainda alertou que o Onix não tem dispositivos de absorção de energia, e que ele não passaria nos requerimentos básicos da regulação de impacto lateral das Nações Unidas.

Após a avaliação do Chevrolet, o LatinNCAP emitiu uma nota a respeito dos resultados: “O Latin NCAP está muito decepcionado com o resultado do Onix. A General Motors estabelece que o Onix é baseado numa plataforma global. No entanto, a versão avaliada pelo Latin NCAP não seria aprovada pela regulação da ONU (UN95), nem pela Norma Federal de Segurança Veicular dos EE.UU. (FMVSS214) aplicadas na Europa e nos Estados Unidos respectivamente. Por que deveria se permitir à GM oferecer na América Latina esse carro com padrões inferiores aos exigidos? Isso mostra claramente o motivo pelo qual é solicitado, de forma urgente, parar com este inaceitável duplo padrão

 

Marginais de SP registram 10 mortes de motociclistas desde o início do ano – acidentes acontecem em horário de pico

mortes-marginais

As Marginais de São Paulo registraram até a primeira semana deste mês de maio 11 acidentes fatais. Destes acidentes, dez envolveram motociclistas ou passageiros de motos; o outro acidente foi um atropelamento na Marginal Tietê.

Segundo a Polícia Militar de São Paulo, nos três primeiros meses houve 288 acidentes envolvendo motos nas Marginais Tietê e Pinheiros — número que corresponde a 79% dos acidentes nas Marginais de São Paulo — e, conforme os dados dos boletins de ocorrência, todas as mortes aconteceram em horários de pico, quando a velocidade média do trânsito é mais baixa.

A vítima mais recente foi uma mulher que transitava na garupa de uma moto, na manhã desta sexta-feira (12). O condutor da motocicleta perdeu o controle do veículo e bateu contra a mureta de proteção da ponte do Morumbi. A causa do acidente não foi esclarecida pela polícia.

Conforme explicamos anteriormente (neste post e neste post), o aumento do diferencial de velocidade entre veículos aumenta exponencialmente o risco de acidentes. No caso das Marginais em horários de pico, o diferencial de velocidade das motos no corredor em relação aos carros em velocidade mais baixa se torna um elemento de alto risco de acidentes, ainda que as velocidades sejam respeitadas pelos motociclistas.

Na maioria dos países que permitem o tráfego de motos no “corredor”, as motos têm limites de velocidade estabelecidos e só podem circular quando o tráfego de carros estiver parado. No estado americano da Califórnia, onde a circulação de motos pelo corredor (lane splitting) foi amplamente discutida antes de ser liberada, as motos circulam com um diferencial de velocidade de, no máximo, 10 mph (16 km/h) em relação aos carros.

 

Antonio Banderas e Alec Baldwin viverão Ferruccio Lamborghini e Enzo Ferrari no cinema

banderasbaldwin

 

O ator espanhol Antonio Banderas e o galã cinquentenário Alec Baldwin irão viver Ferruccio Lamborghini e Enzo Ferrari em uma cinebiografia sobre Ferruccio que está em produção.

O filme, para nossa surpresa, é uma produção diferente daquela sobre Enzo Ferrari (na qual Hugh Jackman interpretará o commendatore). Segundo o site Variety, ele será baseado no livro Ferruccio Lamborghini. La Storia ufficiale”, escrito pelo filho de Ferruccio, Tonino Lamborghini, que conta a vida pessoal de Ferruccio Lamborghini e sua carreira como construtor de tratores e rival de Ferrari.

Sobre o projeto, Tonino Lamborghini disse que seu livro é a única biografia real e respeitável sobre seu pai, e que há várias outras lendas e boatos contados por pessoas que procuram uns minutos de fama. “Acredito que este filme poderá traduzir a grande humanidade de Ferruccio em imagens e palavras, e transmitir à audiência de todo o mundo a personalidade de meu pai: um homem cheio de energia, carisma e paixão.”

O filme, assim como a biografia de Enzo, ainda não tem data de lançamento prevista.

 

BMW Série 2 ganha facelift (que ninguém percebeu)

BMW-Diff-1

Há alguns dias mostramos aqui no Zero a 300 uma imagem editada do BMW M2 que foi adicionada ao site oficial da marca alemã na Bélgica, que, aparentemente, antecipava um facelift do modelo. Pois a novidade se confirmou, mas as mudanças foram tão sutis e discretas que a BMW precisou apontar cada uma delas no material de lançamento.

BMW-Diff-3

O modelo reestilizado chegará em julho, com novas tomadas de ar no para-choques dianteiro, uma grade dianteira mais larga, novos faróis e lanternas de LED, novas rodas e cores, além de um novo sistema multimídia e um novo quadro de instrumentos.

BMW-Diff-2

As cores novas são dois tons de azul (Mediterranean Blue e Seaside Blue) e o laranja “Sunset Orange”.  Por dentro, as novidades são o novo painel de instrumentos que, segundo a BMW, “aprimora significativamente a sensação de qualidade da cabine” e o novo sistema iDrive com touchscreen de 8,8 poleadas e controle por gestos (que provavelmente não vai funcionar direito na Itália), além de um hotspot wi-fi para até dez dispositivos e sistema de carregamento sem fio para smartphones.

 

Mercedes-AMG GT 4 é flagrado em ação

Depois de ser apresentado em forma de conceito e de ser fotografado em testes, o novo AMG GT 4 — a versão sedã do AMG GT — foi flagrado em vídeo durante testes na Alemanha.

A camuflagem cobrindo elementos de plástico tenta fazê-lo passar por um novo CLS, mas os faróis, lanternas e perfil do teto deixam claro que se trata do novo sedã da AMG. Ele usará a mesma arquitetura modular MRA dos atuais C63, E63 e S63, mas terá entre-eixos e bitolas próprios. O motor também será compartilhado com os três modelos, e terá mais de 600 cv na versão GT 4 S, que também deverá usar o sistema de tração integral 4Matic+, capaz de rodar com 100% da força nas rodas traseiras.

Também espera-se que ele tenha uma versão híbrida, semelhante à que está sendo desenvolvida para o futuro AMG E50 Coupé, baseada no novo seis-em-linha da marca, que usa um sistema elétrico de 48 volts para mover um compressor elétrico e os acessórios do motor. Como no E50 Coupé, espera-se que esta variação tenha cerca de 450 cv.

 

 

Matérias relacionadas

Qual é a pior geração de um carro legal que você conhece?

Dalmo Hernandes

Porsche 992 no Brasil, novo BMW M3 tem detalhes vazados, Onix e Prisma começam a ser feitos em julho e mais!

Leonardo Contesini e Dalmo Hernandes

Este é o BMW E36 M3 mais rápido de Nürburgring – e quebrou dois recordes em menos de um mês

Dalmo Hernandes