A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Quando o corpo não é o limite: John Benevides e seu Honda Civic CX 1993 com motor K20

Quanta gente que você conhece coloca circunstâncias adversas como limitantes de sua condição? Dinheiro, tempo, espaço, carreira, família… desculpas não faltam para justificar as coisas que gostaríamos de fazer – mas que não fazemos por pura falta de determinação. Isso sem falar nos que reclamam do que possuem, mas não correm atrás do que sonham. Com sorte, neste último dia de 2013, esta história faça alguma diferença na sua vida.

Os leitores da Honda Tuning Magazine já conhecem a vida do canadense de Ontario John Benevides. Diagnosticado com uma rara doença degenerativa conhecida como Complexo de Fêmur-Fíbula-Ulna (ou síndrome de FFU), caracterizada pela má formação destes ossos que estruturam os membros superiores e inferiores, quase tudo o que uma pessoa comum faz todo dia de forma automática é um desafio de alguma forma para Benevides e seus 1,06 m de altura. Sua mão esquerda, por exemplo, só possui dois dedos e quatro juntas – do outro lado, ele usa uma prótese elétrica. Por quase toda a sua infância, ele se locomovia com uma cadeira de rodas – mas lá pelos seus 15 anos de idade, decidiu deixá-la cada vez mais em casa. Começou a andar para fazer tudo – e seu corpo o retribuiu com mais fôlego e energia.

hondatuningmag-05

Determinação é o combustível de Benevides. Sua paixão por carros não precisa de explicações. Por causa de suas limitações físicas, desde criança ele precisou observar como as pessoas manipulavam objetos para depois adaptar o seu uso dentro do que o seu corpo permite. E isso valeu para as ferramentas – “lembro da primeira vez que peguei uma pistola pneumática – ela saiu voando dos meus braços”, declarou John à Honda Tuning. Ele e o seu pai se orgulham de ter uma imensa parede toda recheada de ferramentas – e especialmente, de ter feito praticamente tudo em seu Civic hatch. E vale dizer duas coisas: a lista é longa e tudo foi feito em vinte dias!

hondatuningmag-03

Este EH2 traz o clássico swap para o motor K20 (mas um A2, do Acura RSX Type-S), com todos os componentes redimensionados: coxins Avid Racing, admissão Karcepts, escapes dimensionados de 3″ (coletor Private Label Mfg e canos da Thermal R&D), bomba de combustível Walpro (250 lph), radiador do RSX-S Dc5, linhas de combustível Russell, fiação da Hybrid Racing e o clássico módulo Hondata K-Pro. Sua suspensão foi redimensionada com coilovers da Pic Performance, barras estabilizadoras do RSX GS-R DC2 , buchas da Energy Suspension e, na traseira, bandejas superiores da Pic Performance. Freios: discos da Brembo, pinças EG e flexíveis da Russell. As rodas são as clássicas Mugen MR5 (15×6,5 com offset +35) e pneus Toyo R1R Proxes 195/50. Detalhe: o carro de Benevides não possui direção hidráulica!

hondatuningmag-04

John passa tanto tempo em sua garagem – mexendo, desmontando e remontando o seu Civic e os Hondas de amigos -, que os vizinhos chegaram a suspeitar de que aquilo era um desmanche ilegal. Em uma noite em que ele fuçava os carros com mais cinco amigos, a polícia apareceu fazendo perguntas – e, claro, tudo virou risada depois.

Quando você vê este carro e tudo o que Benevides é capaz de fazer, mesmo com a sua condição física, fica escancarado que o nosso corte de giro é imposto por nós mesmos. Quando ele era criança, “os médicos disseram para minha mãe que eu jamais conseguiria andar ou escrever”, disse John à Honda Tuning. Talvez ele devesse levar um destes médicos para uma voltinha na pista…

hondatuningmag-02

[ Veja mais fotos e as especificações completas deste Honda neste link! Fotos: Mark Wanzel ]

Matérias relacionadas

Quantos aplausos este BMW M3 E30 com motor V10 da M5 merece?

Dalmo Hernandes

Esta coleção de carros brasileiros dos anos 70 e 80 ficou anos esquecida em uma chácara em São Paulo

Dalmo Hernandes

A evolução das cenas de perseguição — quantos filmes você consegue identificar?

Dalmo Hernandes