FlatOut!
Image default
Zero a 300

Civic Si já roda sem disfarces no Brasil, lesão de Schumacher pode ter sido causada pela câmera GoPro em seu capacete, tachinhas nas ciclofaixas e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Novo Honda Civic Si já circula sem disfarces pelo Brasil

Se você acompanha o Zero a 300 diariamente, certamente já viu o novo Civic Si aportando no Brasil e também flagras do modelo disfarçado pelas ruas e estradas brasileiras. Agora, na véspera de sua apresentação à imprensa (nós estaremos lá!) o Civic Si 2015 foi flagrado circulando pela região de Indaiatuba. O flagra vem dos parceiros do Carplace, que receberam o vídeo de um leitor.

Como já dissemos anteriormente, o novo Si agora será importado do Canadá, e no lugar do motor 2.0 de 192 cv ele terá um 2.4 de 206 cv, que traz também um aumento considerável no torque: de 19,2 mkgf para 23,9 mkgf. Felizmente a Honda não se rendeu à tentação de outros fabricantes e importará o Civic Si somente com o câmbio manual de seis marchas. Ele custará entre R$ 115.000 e R$ 120.000 e será oferecido ao público logo após o Salão do Automóvel. Leia mais no Carplace.

 

Alguém está jogando tachinhas nas ciclofaixas de São Paulo

Unknown

Parece que alguns críticos das ciclofaixas de São Paulo decidiram apelar para a sabotagem jogando tachinhas sobre a faixa com o intuito de furar os pneus das bicicletas. Segundo matéria do portal Uol, nos últimos dias surgiram nas redes sociais várias denúncias de ciclistas que dizem ter os pneus de suas bikes furados por tachinhas. A própria reportagem do Uol foi até a ciclofaixa mencionada pelos usuários — que fica na rua Artur de Azevedo, em São Paulo — e encontrou as “armadilhas” pontiagudas.

Inicialmente os usuários pensaram se tratar de um mero acaso, mas ao ver as recorrentes denúncias nas redes sociais ficou claro que se trata de um protesto covarde por parte dos críticos das ciclofaixas. Veja mais detalhes sobre o caso no Uol. Foto: Gustavo Basso/Uol

 

Lesões de Schumacher podem ter sido causadas pela câmera GoPro

schumacher_2778444b

Dez meses depois do acidente que deixou Michael Schumacher em coma, surge uma nova e inusitada hipótese sobre a causa das lesões de seu acidente vinda do comentarista de Fórmula 1 francês, Jean-Louis Moncet. Ele acredita que as lesões cerebrais sofridas por Schumacher podem ter sido causadas pelo suporte da câmera GoPro em seu capacete de esqui.

“O problema para Michael não foi o impacto, mas sim o suporte da câmera que ele tinha presa em seu capacete. Foi isso que lesionou seu cérebro”,  disse o francês à rádio Europe 1. “Estive com seu filho e ele me contou que Schumacher está acordando muito lentamente, muito lentamente”.

Acredita-se que o suporte da câmera pode ter piorado o impacto e feito o capacete se quebrar. Especialistas da ENSA, uma renomada academia de esqui da França, fizeram testes para descobrir se a presença de um objeto sólido entre o capacete e a rocha em colisão poderia enfraquecer a estrutura. Como resultado o capacete se quebrou em, pelo menos, duas partes. A análise do material do capacete mostrou que a estrutura não estava enfraquecida, mas pode ter sido fragilizada pela câmera.

 

Chris Harris deixa canal /DRIVE para criar seu canal próprio no YouTube

Chris Harris lançou uma bomba no mundo automotivo no último domingo: ele anunciou que está deixando a rede /DRIVE para lançar seu próprio canal do YouTube, que será chamado “Chris Harris on Cars”. A estreia acontece no próximo dia 12 de novembro.

Harris publicou uma declaração em sua página no Kinja, onde disse que “embora permaneça um grande amigo da marca /DRIVE e envolvido com suas produções futuras, ele irá oferecer seu próprio conteúdo em seu novo canal que será acessado gratuitamente.

Isso nos leva a crer que a decisão de Harris em sair do /DRIVE possa ter algo a ver com a recente mudança no canal, que passou a cobrar pelo conteúdo completo e teve uma redução significativa de audiência. O canal /DRIVE surgiu em 2012 quando o YouTube financiou a criação de um canal automotivo por dois anos. Com o fim do período, a solução foi adotar o sistema de assinaturas.

Matérias relacionadas

Pesos pesados: quando os SUVs vão para a pista

Dalmo Hernandes

Gasolina chega ao menor preço desde 2015, Mustang é o esportivo mais vendido no mundo, Ferrari terá pista de kart em navio e mais!

Leonardo Contesini

Daily drivers no GT40: as peruas mais bacanas para usar todos os dias

Dalmo Hernandes