A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

CNH vai mudar em 2019, Felipe Massa na Stock Car, prisão para motoristas bêbados que causam acidentes fatais e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Nova CNH terá chip e começará a ser usada em 2019

1734089

A CNH eletrônica mal começou a ser usada e o Contran já definiu um novo modelo para o documento. Segundo a resolução mais recente do Conselho, a partir de 1º de janeiro de 2019, todas as CNH emitidas no País serão um cartão plástico com microchip, onde estarão registrados os dados referentes ao motorista — desde informações pessoais, dados biométricos e até os pontos no prontuário decorrentes de multas.

A mudança visa reduzir a possibilidade de fraudes, além de facilitar a integração com outros países e ampliar as formas de utilização do documento, que poderia ser usado para pagar estacionamentos e pedágios, transporte público e até validação de identidade em situações necessárias.

1734088

Os portadores do documento em papel continuarão usando o formato atual até o prazo de validade do documento. A substituição será feita somente com a renovação da CNH.

 

 

Felipe Massa irá disputar prova na Stock Car

327981_755672_img_20171206_wa0032

Felipe Massa ainda não decidiu o que fará profissionalmente após deixar a Fórmula 1, mas já disse que irá disputar algumas provas esporadicamente em 2018. Neste mês ele irá participar das 500 Milhas de Kart da Granja Viana, e em seguida participará da prova inaugural da temporada 2018 da Stock Car.

A prova será a Corrida de Duplas, que voltará a ser realizada em 2018 depois de um intervalo em 2017. Massa é o convidado de Cacá Bueno, dividindo o carro da Cimed Racing com o pentacampeão da categoria.

 

Jeremy Clarkson diz que não vê problemas nos carros elétricos

Há alguns Jeremy Clarkson foi processado pela Tesla por sua avaliação do Tesla Roadster em Top Gear. Você deve lembrar do caso: Clarkson depois de ter as baterias do carro descarregadas em um intervalo curto de tempo, ele concluiu a avaliação dizendo que o carro “não funciona no mundo real”.

Mas já se passaram quase dez anos desde então, e os carros elétricos mudaram tanto quanto Jeremy Clarkson — que está mais perto dos 60 que dos 40, como naquele distante episódio de 2008. Em uma recente entrevista ao site Mashable, Clarkson disse que não se opõe à eletrificação dos carros quando questionado sobre o novo Tesla Roadster: “Acho que o mundo pode ser tornar um lugar melhor devido aos carros elétricos. Não tenho problemas com a eletricidade como meio de propulsão”. E ele não pareceu irônico ao dizer isso.

Clarkson já havia elogiado o BMW i8 em um comparativo com o atual M4 em sua última temporada à frente de Top Gear. Agora, em The Grand Tour, o grupo avaliou o Rimac Concept One (antes de transformá-lo em uma bola de fogo na Suíça) — e aparentemente este será o tema do episódio inicial da temporada. Vamos ver se ele está realmente se rendendo aos elétricos.

 

Pena para motoristas embriagados que causam acidentes fatais está prestes a aumentar

Foto: Andre Borges/Agência Brasília

A pena para motoristas embriagados que causam acidentes fatais está prestes a aumentar. O projeto de lei 5568 estava tramitando no Congresso Nacional desde 2013 e finalmente foi enviado à presidência da república para sanção ou veto.

O projeto prevê o aumento da pena de dois a quatro anos para entre cinco e oito anos. Com a mudança, extingue-se a possibilidade de cumprimento da pena em liberdade ou da aplicação de penas alternativas, uma vez que, segundo a legislação brasileira, isso só é permitido para crimes que preveem penas de até quatro anos de reclusão.

Portanto, caso a lei seja aprovada pelo presidente Michel Temer, o motorista embriagado responsável por acidentes fatais que for condenado pelo homicídio culposo precisará obrigatoriamente cumprir a pena em reclusão. Os propositores da lei, as deputadas Keiko Ota e Christiane Yared — esta última mãe de um dos jovens mortos no infame acidente causado pelo então deputado Fernando Ribas Carli Filho há oito anos, ainda não julgado — acreditam que a mudança na lei forçará uma mudança no comportamento dos motoristas temendo a punição mais severa.

 

BMW confirma M8 para 2018

imageshandler.ashx

Há quase 25 anos o mundo espera pelo BMW M8, e nos últimos meses a BMW não fez muita questão de esconder que está desenvolvendo a versão esportiva de seu cupê. Eles até apresentaram a versão M8 GTE, que irá disputar as 24 Horas de Le Mans de 2018, mas ainda não haviam confirmado a versão de rua. Até agora.

O presidente da BMW Harald Krüger confirmou que a versão de rua do esportivo será lançada em 2018, e não em 2019 como se imaginava. Faz sentido, uma vez que o esportivo de pista já estará no grid das 24 Horas de Daytona no início do próximo ano. Infelizmente herr Krüger não divulgou detalhes do powertrain do carro, mas é quase certo que ele será equipado com o V8 biturbo de 4,4 litros do BMW M5 pois o modelo de corrida é equipado com este mesmo motor e, embora permita o reposicionamento do conjunto, o regulamento não permite motores diferentes do carro de rua.

Ele também deverá ser equipado com o sistema xDrive M, que pode distribuir até 50% do torque para a dianteira, ou até 100 % para a traseira em seu “drift mode”. A potência deverá ficar na casa dos 600-650 cv, idealmente maior que a do M5 para fazer jus ao posicionamento do M8 na linha BMW.

Matérias relacionadas

Toyota Rav4 chega em junho por R$ 166.000, mortes de motociclistas superam mortes de pedestres, Bolsonaro quer acabar com radares móveis e mais!

Um Audi A3 de 525 cv, o novo Civic Type R, os importados mais vendidos em abril e mais!

Leonardo Contesini

Um belo Toyota Hilux SW4 dos anos 90, um BMW 120i muito novo, uma Parati 1994 bem original e mais no GT40

Dalmo Hernandes