A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Vídeo

Como é estar dentro de um Mercedes baleado mais de 10 vezes por um AK-47?

O Avtomat Kalashnikova 47 é o fuzil de assalto mais popular do planeta graças à sua combinação de robustez e poder de fogo. Ele não é muito preciso, mas compensa isso com sua capacidade de disparar até 600 projéteis por minuto. Ele também é usado por praticamente todos os grupos terroristas, narcotraficantes e guerrilheiros do planeta — e pode causar um belo estrago contra qualquer coisa à sua frente. Incluindo carros blindados.

Quem já procurou importados da década de 1990 nos classificados já percebeu que existem diversos níveis de blindagem aplicadas aos carros. Para segurar os tiros de um AK-47 você precisa de uma blindagem de nível III (que depende da autorização do Exército Brasileiro) e mesmo assim ela não resiste a muito mais do que cinco disparos do tal fuzil soviético (ou de seu similar americano).

É por isso que esse vídeo que está circulando pela internet impressiona tanto: ele mostra como é estar dentro de um carro sob o ataque de um AK-47. Mas em vez de colocar uma GoPro presa no banco para simular o ponto de vista do motorista, eles colocaram uma pessoa viva sentada no banco e filmaram de vários ângulos para provar que é tudo verdade. Mais impressionante ainda: o cara dentro do carro é o próprio dono da empresa.

Imagine a seguinte situação: você é o CEO de uma empresa de blindagem automotiva e quer comprovar que seu produto é o melhor do mercado. O que você faz? Simples: entra no carro e manda alguém disparar não um, nem cinco tiros de AK-47, mas sim 12 (doze!) tiros contra a única proteção que você tem: o para-brisa blindado do seu Mercedes GL. Tente não ficar aflito assistindo ao vídeo:

Agora, antes que você pense que este é o melhor blindado do planeta, repare que nenhum tiro atingiu duas vezes a mesma área do vidro. Isso por que para tornar o vidro de um carro resistente a tiros, todos os vidros originais (cujas espessuras variam de 4 a 6 mm) são substituídos por novos vidros de mais de 40 mm formados por camadas de vidro intercaladas com policarbonato (o plástico super resistente usado nos faróis dos carros modernos). Acontece que o primeiro tiro fragiliza boa parte dessas camadas, então se o atirador for talentoso e frio o suficiente, ele conseguirá perfurar as camadas fragilizadas com um segundo tiro.

No vídeo fica claro que o atirador foi treinado para não acertar dois tiros no mesmo lugar (embora isso quase tenha acontecido em certo momento), pois o projétil certamente atravessaria as camadas de proteção e acertaria seu chefe — e a última coisa que alguém quer fazer na vida é dar um tiro de AK-47 no seu chefe. Também é muito comum encontrar testes de fuzis de assalto contra componentes blindados, mas nenhum deles coloca uma pessoa atrás da peça para comprovar sua eficácia. Na verdade, é algo completamente estúpido e inconsequente fazer o que esses caras fizeram, mas você sabe como são os texanos quando se fala em armas…

Matérias relacionadas

Huracán Performante é o novo recordista de produção em Nürburgring Nordschleife. Mas algo parece estranho

Juliano Barata

A emocionante história do rapaz que prometeu – e conseguiu – um Bel-Air 57 para o pai em seu aniversário de 57 anos

Dalmo Hernandes

Dois garotos de 3 e 4 anos de idade disputam a corrida de moto vs. kart mais “fofa” que você já viu

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados