FlatOut!
Image default
Técnica

Como fazer a baliza perfeita: o método matematicamente comprovado

Uma das primeiras coisas que te ensinam nas aulas práticas da auto-escola é como fazer baliza. Não é raro que as pessoas “aprendam” o método ensinado pelos instrutores só para passar no teste final, e depois esqueçam como se faz no dia-a-dia, evitando a todo custo vagas que, muitas vezes, nem são tão apertadas assim. Acontece que há um método matematicamente comprovado que vai te garantir balizas perfeitas, sempre.

O método que você conhece e não lembra direito tem algumas variações — alinhar a traseira do carro ao lado com o seu vidro traseiro, dar uma volta completa no volante, ou virar até o batente, voltar um pouco para o outro lado, dar a ré… no fim dificilmente alguém segue todas as instruções em todas as situações — até porque cada vaga é uma vaga e pode exigir pequenas correções.

Contudo, existe um método desenvolvido pelo matemático Simon Blackburn, professor da Universidade de Londres, em 2010. Sim, já faz quatro anos que existe um método à prova de falhas para fazer baliza e você provavelmente não sabia.

flatout-com

É, basicamente, uma fórmula que leva em consideração o comprimento do seu carro, o raio de viragem (r), a distância entre as rodas dianteiras e traseiras (l), a distância entre a roda dianteira e a quina do para-choque dianteiro (k) e a largura do carro da frente (w), pare determinar o espaço mínimo necessário. Uma vez encontrada uma vaga do tamanho certo, o passo seguinte é alinhar alguns elementos, e a Road and Track os resumiu perfeitamente:

parking_FINAL

  1. Primeiro, você precisa colocar o carro alinhado com o carro da frente, como o instrutor da auto-escola ensina. O truque, então, é alinhar o eixo traseiro do seu carro com o para-choque do carro ao lado. Então, vire o volante até o final em direção à calçada.
  2. Dê a ré, até que o centro do pneu traseiro do lado do motorista fique alinhado com o para-choque traseiro do carro da frente. Aí, você precisa deixar o volante reto novamente, e continuar dando ré.
  3. Agora, o pneu traseiro precisa ficar alinhado da mesma forma que o dianteiro ficou anteriormente. Vire o volante totalmente para o outro lado e continue indo para trás.
  4. Se tudo fez tudo certo, o carro está estacionado. Na pior das hipóteses, você terá que ir um pouco para a frente para acertar o carro na vaga.

Dizendo assim parece complicado, mas você nem precisa ir tão longe para encontrar uma demonstração prática. César Urnhani, o piloto de testes da Pirelli e apresentador do programa Auto Esporte, já mostrou como se faz em um dos episódios — e, de quebra, ainda ensina a estacionar naquelas vagas chatas de shopping centers:

Agora, há certos casos que não tem solução e você precisa ir “na manha” — por exemplo, no caso deste Ford Explorer que parecia encurralado em sua vaga minúscula:

Para entrar em vagas apertadas como esta, talvez seja uma ideia melhor treinar bastante até ser capaz estacionar com a ajuda do freio de mão — como estes recordistas do Guinness Book, em 2011 e 2013:

Matérias relacionadas

Ford lança Ecoboost 1.0 Turbo no Brasil, com 125 cv e 17,3 mkgf de torque: saiba todos os detalhes

Juliano Barata

Sistemas de escape: coletores, dutos e emissões – Parte 1

Rodrigo Passos

Fórmula 1 vs. Protótipos LMP1: as diferenças e semelhanças entre os carros de corrida mais avançados do planeta

Leonardo Contesini