A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Cinema Pergunta do dia

Como foi a sua primeira experiência ao volante?

É incrível como, mesmo tantos anos depois, “Velozes e Furiosos” (The Fast and the Furious, 2001) continua mexendo com os entusiastas. Mas, pensando bem, não é tão difícil assim: o primeiro filme da franquia, lançado há dezesseis anos, ainda era um filme sobre carros. Carros tunados, com cores berrantes na carroceria, body kits obscenamente exagerados, enormes rodas cromadas e luzes de neon no assoalho, claro, mas ainda eram carros. Além disso, pode confessar: você também curtia!

De qualquer forma, o caso é que o primeiro “Velozes e Furiosos” ainda era um filme sobre carros, e isto se perdeu já há muito tempo. Por isto, o fator nostalgia é maior – além de lembrarmos de uma época mais simples de nossas vidas (especialmente no caso da geração que nasceu na virada da década de 1990), lembramos também de quando Vin Diesel e sua “família” disputava corridas nas ruas, e não ajudava o FBI na solução de esquemas criminosos bilionários. Os tempos mudam.

E dá para ficar ainda mais nostálgico. Como? Assistindo a esta cena que não foi usada na versão final do filme.

A cena acontece quando Dom (Vin Diesel), Brian (Paul Walker), Jesse (Chad Lindberg) e Leon (Johnny Strong) estão trabalhando no famoso Toyota Supra laranja, o “carro de dez segundos” que Brian dá a Dom no fim do filme, depois da clássica corrida entre os dois e do trágico fim do Dodge Charger.

Segundo consta, a cena foi gravada durante um momento de descontração entre os atores, que estavam falando sobre como foi sua primeira experiência ao volante. O diretor Rob Cohen os viu conversando e gostou do clima, e pediu para que eles refizessem as falas mas, desta vez, atuando como seus personagens. As histórias, supostamente, são reais.

Dom Toretto diz que sua primeira experiência ao volante foi aos cinco anos de idade, no colo do seu pai. “Ele colocou as minhas mãos no volante e ia cada vez mais rápido, mais rápido e mais rápido. Eu lembro dele rindo. Quanto mais rápido a gente ia, mais feliz ele ficava”. Leon diz que foi sua mãe quem o ensinou a dirigir… pouco antes de abandoná-lo. “Eu a odeio por isso, mas não posso colocar toda a culpa nela”, diz.

1428031108_159835741_the-fast-the-furious-zoom

Brian conta que dirigiu pela primeira vez quando ainda tinha carteira de motorista provisória. Ele estava com sua mãe na rodovia quando os freios do carro travaram e outro carro bateu em sua traseira. “Foi um engavetamento com cinco carros, na primeira vez que eu dirigi”.

Por fim, Jesse conta a melhor história de todas: “Antes de sair de casa, meu pai me comprou um Chevrolet Malibu 1971. No dia que eu tirei minha habilitação. Foi o melhor dia de todos. E também foi o dia em que eu fiz sexo pela primeira fez. É sério!” E todos riem.

5733335_orig

Os motivos pelo qual esta cena não está no filme (além de algumas outras) nunca ficaram claros, mas certamente é uma pena. Ela mostra como Brian já havia ficado próximo de Dom e seus amigos antes mesmo de o Supra ficar pronto e, com todas as peças espalhadas pelo cenário, nos ajuda a lembrar qual era o tema principal da franquia naquela época: os carros. Bem diferente dos filmes mais recentes…

A cena também nos inspirou a perguntar: leitor, como foi a sua primeira experiência ao volante? Não precisa ter vergonha ou medo de contar – todo mundo tem uma história incrível, vergonhosa, engraçada ou nostálgica sobre a primeira vez que conduziu um carro, e é isto que queremos saber.

A área de comentários, como de costume, é toda sua!

[ Dica do leitor Éder Gomes ]

Matérias relacionadas

Um ano de FlatOut! Qual foi o seu post favorito?

Dalmo Hernandes

True Survivor: Lamborghini Countach e um festival trash 80s (com dinossauros!) no novo clipe de David Hasselhoff

Dalmo Hernandes

Quais são as contas no Instagram que todo entusiasta deve seguir?

Dalmo Hernandes