FlatOut!
Image default
Técnica

Como se usa um paquímetro?

Uma das ferramentas mais importantes que você precisa ter em sua caixa de ferramentas de mecânico de garagem é o paquímetro. Ele não serve para apertar, soltar, prender ou afixar nada — sua única função é medir coisas com precisão (ele é uma espécie de régua gourmet) —, mas é fundamental para que você possa fazer reparos, manutenções e instalações corretamente.

Embora seja simples de usar, quem topa com um paquímetro pela primeira vez pode acabar confuso com as quatro escalas estampadas no aparelho, por isso vamos explicar detalhadamente como o negócio funciona.

O paquímetro é, basicamente, uma régua graduada com escala em milímetros e polegadas sobre a qual desliza um cursor. Esse cursor tem uma escala própria chamada “escala de Vernier” ou “nônio”. É ele quem permite a precisão na medição. Existem paquímetros de diversos tipos e até com medidores digitais, mais fáceis de usar. A maioria deles, contudo, é como esse cara da imagem abaixo, com três tipos de medidores básicos e duas escalas.

Paquimetro

A utilização dele é lógica: os bicos e encostos servem para medidas externas, enquanto as orelhas fazem medidas internas. A haste de profundidade mede (adivinhe só…) pequenos sulcos e fendas como a altura da banda de rodagem dos pneus:

Quer medir a cabeça de um parafuso? Use os encostos, com o parafuso mais próximo da escala:

DSC_1326

E em seguida use a trava para manter o nônio na posição exata.

DSC_1331

Assim você poderá retirá-lo do objeto medido para poder ler a medida exata ou então compará-lo com outro usando os bicos ou as orelhas (que abrem na mesma medida).

DSC_1332

Repare que o zero do nônio parou exatamente sobre o oitavo traço após o 1º centímetro da escala principal, que usa divisão milimétrica. Isso significa a cabeça do parafuso mede exato 1,800 cm ou 18,00 mm — você precisará comprar/ter uma chave 18 para torqueá-lo.

Para fazer medidas internas o procedimento é o mesmo. Nesse caso usamos um corpo de borboleta: encoste as orelhas nas bordas internas, trave o nônio com o parafuso e veja onde seu zero parou em relação à escala principal.

DSC_1339DSC_1341

Foi exatamente sobre o oitavo traço após os cinco centímetros, ou seja, 5,800 cm ou 58,00 mm. A medida em polegadas é um pouco mais complicada, e por isso vamos explicar mais adiante. Antes disso, veremos uma outra situação com fração de milímetros para explicar como calcular com a precisão máxima determinada pelo nônio (que nesse caso é de 0,05 mm). Vamos medir a abertura central de uma roda:

DSC_1345b

Veja a foto abaixo: desta vez o zero não coincidiu com nenhum traço da escala — ele está entre a marca de 7 cm e o próximo milímetro, o que significa que ele tem mais de 7 cm e menos de 7,1 cm. Mas quanto exatamente? É aqui que o nônio entra em cena.

DSC_1345bc

Para descobrir a fração deste milímetro você deve procurar a primeira marcação do nônio que coincide exatamente com alguma marcação milimétrica da escala principal. Os traços precisam estar exatamente alinhados — não pode ser “quase alinhado”: ele precisa coincidir exatamente com a marca da escala principal. A primeira marca coincidente nesta foto acima é o 7 do nônio (o 6 está um pixel à frente da marca da escala principal).

Como a precisão é de 0,05 mm, o número 7 do nônio significa 0,70 mm. Assim, a abertura da roda mede os 7 cm que o zero ultrapassou na escala principal, mais os 0,70 mm marcados pelo nônio. Total: 7,070 cm ou 70,70 mm. Esse será o diâmetro da calotinha da roda.

 

E as polegadas?

Para calcular em polegadas o negócio é bem diferente. A polegada é dividida em 16 partes. Quando o zero do nônio coincide com as marcações da escala principal, temos as medidas 1/16″, 2/16″, 3/16″ e assim sucessivamente até 16/16″. Mas como você aprendeu em matemática, as frações devem ser simplificadas, por isso os números ímpares usarão o denominador 16 avos.

Felizmente o idealizador do paquímetro pensou nisso e fez as marcações ímpares mais curtas que as pares. Assim, sempre que o zero parar em uma delas, como na foto abaixo, basta contar a qual das 16 partes ela corresponde. Como a marcação de 1 polegada é a 16ª, então o zero está na 13ª, ou seja, as orelhas do paquímetro estão marcando uma abertura de 13/16 de polegada.

DSC_1338

No caso das pares, é preciso simplificar a fração. Quando o zero parar sobre a segunda marcação, você terá 2/16. Simplificando, você chega a 1/8 de polegada. Na quarta marcação será 4/16, ou 1/4 de polegada. Na sexta marcação teremos 6/16, ou 3/8 de polegada. Na oitava serão 8/16 ou 1/2 polegada. Na décima teremos 10/16, ou 5/8 de polegada. Na décima segunda, 12/16, ou 3/4 de polegada. Na décima quarta serão 14/16 ou 7/8 de polegada, e, finalmente, na décima sexta serão 16/16 ou 1 polegada inteira. A ordem par fica: 0 – 1/8 – 1/4 –  3/8 –  1/2 –  5/8 –  3/4 –  7/8 – 1.

Quando a abertura não coincide o zero do nônio com uma das marcações da escala principal, precisamos fazer um pequeno cálculo para determinar a medida precisa. Agora o negócio complica um pouco:

DSC_1340

O zero do nônio passou das 2 polegadas e estacionou pouco depois da marca de 4/16 (1/4″), o que significa que a medida ainda não chegou a 2″5/16. Para calcular a fração exata você deve contar quantas marcações da escala principal o zero do nônio passou depois da última polegada inteira (ele passou da quarta marcação após a segunda polegada) e multiplicar esse número (4) por 8, que é o número de divisões do nônio, ou seja, 32.

Depois você deve identificar a marca do nônio que coincide com a escala principal — nesse caso a quinta marcação do nônio — e somá-la com o resultado da multiplicação anterior. Assim: 32+5 = 37. Esse resultado você usará na fração com denominador 128 (que é a precisão do paquímetro em polegadas), ou seja 37/128. A medida então será de 2″ 37/128 — que não pode ser simplificada em fração pois 37 é um número primo.

Essa é uma medida incomum no padrão imperial — os fabricantes geralmente usam parafusos com medidas pares. Nesse caso, para não escrever ou falar “trinta-e-sete-cento-e-vinte-e-oito-avos”, você pode simplificar dividindo o numerador pelo denominador, o que resultará em 2,28 polegadas.

Matérias relacionadas

Volkswagen apresenta novo motor 1.5 com turbo de geometria variável – e isso é uma ótima notícia

Dalmo Hernandes

Farol alto, baixo, de milha e neblina: você sabe como usar as luzes do seu carro do jeito certo?

Leonardo Contesini

Cambagem negativa: em busca da máxima aceleração lateral

Juliano Barata