Edição diária: 17/06/2019
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Concessionárias podem demitir 20 mil em 2015, Audi lança novo Q3 no Brasil, Renault apresenta novo sedã Talisman, VW reduz preços e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Concessionárias podem demitir 20 mil pessoas em 2015, diz Fenabrave

carros-patio

Depois de dizer que 2015 já levou 12 mil empregos em concessionárias para o limbo, a Fenabrave reforçou a previsão do apocalipse e disse que o ano deve deixar cerca de 20 mil pessoas desempregadas nas redes autorizadas. Hoje, a Anfavea anunciará os resultados de vendas e elas não devem ser nada boas. Com 325 mil carros em estoque, a coisa está feia.

Com isso, a perspectiva do fechamento de mais revendas continua em pauta. Até agora já foram 242. Outras 492 não faturaram nem sequer um carro em 2015. Há 7,9 mil concessionárias no país, atualmente.

 

Audi lança novo Q3 no Brasil

novo-audi-q3-31-620x413

A Audi lançou no final da semana passada o facelift do crossover Q3. O modelo traz novos para-choques, novos farois e grade redesenhada e será vendido nas versões Attraction, Ambiente e Ambition. As duas primeiras são equipadas com o motor 1.4 TFSI de 150 cv e tração dianteira, mas também oferecem variação com motor 2.0 TFSI de 180 cv e tração integral Quattro. A Ambition, topo de linha, é oferecida somente com o motor 2.0 TFSI com potência aumentada pra 220 cv e combinado com a tração Quattro. Todos eles são combinados com o câmbio S-Tronic de seis marchas e embreagem dupla.

novo-audi-q3-20-620x413

 

Com o motor 1.4 o Q3 vai de zero a 100 km/h em 8,9 segundos e à máxima de 204 km/h. Já o 2.0 de 180 cv chega aos 100 km/h em 7,6 segundos e vai aos 217 km/h, enquanto o 2.0 de 220 cv chega aos 100 km/h em 6,4 segundos e aos 233 km/h. Todos os modelos vêm equipados com airbags de cortina e laterais, faróis de xenônio com LEDs, bancos de couro sintético, computador de bordo, sensor de estacionamento, volante multifuncional com comandos do sistema multimídia, computador de bordo e borboletas para troca de marcha.

novo-audi-q3-9-620x413

Os preços partem de R$ 127.190 na versão Attraction 1.4 e chegam aos R$ 190.190 na versão Ambition 2.0. O FlatOut esteve presente no lançamento realizado na última sexta-feira (3) e teremos nossa avaliação nos próximos dias. Fique de olho!

 

VW reduz preços de Up!, Gol e Voyage em até R$ 4.820

vw_up-2-620x413

A crise nas vendas de carros novos começou a produzir o efeito que o consumidor mais deseja: a queda no preço. A Volkswagen foi a primeira a recorrer ao expediente. E conseguiu a proeza de reduzir o preço da versão 1.6 Trendline do Gol em R$ 4.820. Sem retirada de conteúdo.

No Up!, fala-se em redução, mas não foi bem assim. Há poucos meses, a versão Move Up! custava R$ 35.230. Pulou para inacreditáveis R$ 39.990 com a adição de ar-condicionado como item de série. Agora, a marca diz que acrescentou ao pacote retrovisores elétricos, sistema de som, coluna de direção com regulagem de altura e alarme, vendendo tudo a R$ 40.390. Um acréscimo de R$ 400 por itens que poderiam custar até R$ 1.711 se vendidos como opcionais. Talvez ainda exista gordura para queimar. Como havia no Gol 1.6 Trendline.

Na versão topo de linha do Up!, a Black/White/Red, o preço caiu R$ 310, de R$ 45.900 para R$ 45.590. Nada que motive uma corrida às revendas.

Para o Voyage, a maior redução foi na versão Evidence. Antes vendida por R$ 57.960, ela agora custa R$ 55.290, um desconto de R$ 2.670. Um Voyage por R$ 60 mil? Pois é. Mais do que redução de preços, o que aconteceu foi um ajuste à realidade.

 

Renault mostra seu Talisman, o substituto do Laguna e do Safrane

FlatOut 2015-07-06 às 11.57.48

Hoje a Renault revelou um modelo que pretende substituir dois dos atuais. Com a chegada do sedã Talisman, o Safrane, modelo de luxo da marca, sai imediatamente de cena. O Laguna deve ir sumindo aos poucos.

Com 4,85 m de comprimento, 2,81 m de entre-eixos, 1,87 m de largura e 1,46 m de altura, o sedã traz a nova identidade visual da Renault, a mesma que deve estrear em breve no Mégane. Ela vai um passo além da mostrada na nova Space por trazer faróis diurnos de LED nas laterais dos faróis, como se fossem dois grandes colchetes. O porta-malas é de generosos 608 litros e ele pesa 200 kg a menos do que a minivan, ou exatos 1.484 kg.

FlatOut 2015-07-06 às 11.57.42

A comparação se dá porque os dois dividem a mesma arquitetura, chamada de CMF (Common Module Family). A plataforma modular da Renault também deve dar origem aos futuros modelos não só da marca francesa. No informativo à imprensa, ela fala em “modelos da Aliança”, ou seja, Nissan e Renault. O coeficiente aerodinâmico do Talisman é de apenas 0,27.

FlatOut 2015-07-06 às 11.58.05

O sedã de luxo tem cinco opções de motor: duas a gasolina e três diesel. Os a gasolina são duas versões, uma de 150 cv e uma de 200 cv, do motor 1.6 turbinado EDC 7, chamadas respectivamente de Energy TCe 150 e Energy TCe 200. As duas são exclusivamente equipadas com a transmissão EDC, uma automatizada de dupla embreagem com sete marchas.

Manual só nas versões diesel, mais especificamente na dCi 110, um 1.5 de quatro cilindros e 110 cv, e na dCi 130, um 1.6 de 130 cv. A versão dCi 160 é o 1.6, mas biturbo, capaz de render 160 cv. Essa vem só com a transmissão EDC, mas com 6 marchas, em vez de 7.

A Renault diz que o sedã é o único em seu segmento a associar a tração nas quatro rodas, chamada na marca de 4Control, com um sistema de amortecimento comandado por computador. A marca só não informa como seria esse sistema, mas é possível que sejam amortecedores magnetorreológicos, ou seja, com ajuste magnético.

O sedã é equipado com o sistema Muti-Sense, que ajusta o câmbio EDC, o motor, os instrumentos de bordo, a iluminação interna, a direção, o sistema 4Control, os amortecedores ajustáveis e até o som do escapamento em três modos diferentes de condução.

FlatOut 2015-07-06 às 11.57.32

Outros destaques do novo sedã são o sistema head-up display, que projeta informações do painel na altura do para-brisa, em uma telinha de acrílico, o sistema multimídia R Link 2, que lembra um tablet no console central, faróis de LED, sistema de som Bose e sistema de estacionamento automático.

 

Toleman usada por Senna em Mônaco ainda não foi vendida

Ayrton-Sennas-Toleman-Formula-One-Car-For-Sale-640x426

O Toleman TG184 usado por Ayrton Senna no histórico GP de Mônaco de 1984 foi anunciado no fim do ano passado, mas incrivelmente ainda não foi vendido. Foi com este carro que Senna mostrou seu talento ao mundo ainda no início de sua primeira temporada na Fórmula 1, cruzando a linha de chegada em primeiro lugar sob uma chuva torrencial no principado de Mônaco (uma história que contamos aqui), mas classificado em segundo lugar devido à interrupção da corrida pelos oficiais da prova.

Curiosamente, apesar do significado histórico do carro, ele não encontrou um comprador disposto a pagar £ 1 milhão – um valor que nos parece um tanto salgado, é verdade, mas tem seu significado histórico. Talvez daqui a alguns anos.

 

Projeto de motores em miniatura atinge meta

Enquanto o mercado automotivo não tem nada a comemorar, há quem tenha o que celebrar este ano. Um deles é Fábio Luís Neto, criador do projeto “Mecânica em Miniatura”. No dia 10 de junho, falamos sobre o seu projeto de miniaturas extremamente realistas de motores automotivos e sobre a campanha de crowdfunding realizada para levantar fundos para a execução. Na ocasião faltavam 25 dias para o fim do prazo, e já havia R$ 37.200 arrecadados. Os tais 25 dias venceram ontem, dia 5 de julho.

A meta era de atingir R$ 97 mil, mas R$ 70 mil já ajudariam a colocar o projeto para andar, segundo Fábio. Neste intervalo, o projeto conseguiu chegar à meta mínima, arrecadando mais R$ 32.800. Aparentemente, o projeto ganhou mais prazo, com 14 dias restantes para se encerrar. Fica a torcida para que ele consiga chegar aos R$ 97 mil inicialmente pretendidos.

 

Sucessor do Bravo e sua versão perua estarão no Salão de Genebra

Fiat-Aegea-station-wagon-IAB-rendering-1024x768

O conceito Fiat Aegea, mostrado no Salão de Istambul, seria o sucessor do Fiat Linea, mas também é cotado para ser o novo modelo médio da marca, o que incluiria uma versão hatchback e perua. O hatch não seria um novo Punto, mas sim um novo Bravo, segundo o site italiano Al Volante. Ainda de acordo com ele, sua versão final, assim como a da perua, terá estreia no Salão de Genebra de 2016, em março.

Não é nada difícil que seja exatamente assim. Afinal de contas, o sedã, que não se chamará Aegea, começa a ser fabricado na fábrica de Bursa, na Turquia, em novembro deste ano. O hatch para o mercado europeu também sairá de lá. Alguns poucos meses de diferença são suficientes para criar uma expectativa interessante.

Fiat-Aegea-hatchback-side-iab-rendering-1024x768

Com entre-eixos menor que o da maioria de seus concorrentes (2,64 m, contra 2,70 m de média), a nova linha de modelos médios da Fiat terá de fazer um aproveitamento exemplar de espaço interno, algo que a marca tem experiência em fazer. É dela a filosofia de 80% do espaço para ocupantes e bagagens e apenas 20% para a parte mecânica. Vejamos como ela vai ser sair neste caso.

Matérias relacionadas

Este é o novo Bentley Continental GT: mais bonito, mais leve, mais luxuoso e com um W12 de 635 cv

Dalmo Hernandes

Governo adia volta do IPI, o novo Renault Sandero, um Honda capaz de voar e mais!

Leonardo Contesini

Hyundai Veloster pode voltar ao Brasil, mortes nas Marginais seguem em queda, Fiat Toro terá nova versão de topo e mais!

Leonardo Contesini