A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Conheça a gata que trabalhou nos boxes da Nascar trocando pneus – muito rápido

Quanto tempo você levaria para trocar dois pneus do seu carro com a ajuda de um amigo? Christmas Abbott, a garota aí em cima, é capaz de fazer isso com o seu assistente em doze segundos num carro da Nascar. E vale lembrar que não é exatamente aquela roda peso-pena e de apenas um parafuso da Fórmula 1: estamos falando de 27,2 quilos e cinco parafusos por roda, exatamente como em um muscle car da década de 1960. Sexo frágil?

christmas-abbott

Foto: ChristmasAbbott.com

Tão impressionante quanto o seu desempenho – que foi premiado com uma vaga no pit crew da equipe Michael Waltrip Racing ao longo deste ano – são os fatos de Abbott ter conquistado o seu espaço em uma das categorias mais conservadoras (eufemismo para machista) que existem e justamente na área mais exigente fisicamente. Não se engane: apesar de seus 1,60 m de altura e 52 kg, ela é capaz de erguer 100 kg em levantamento terra.

Forte, ágil e flexível, Christmas é longe de ser só um rosto bonitinho (aliás, bacana ver como, mesmo extremamente forte, ela consegue ser tão feminina) para enfeitar o paddock e atende a todos os requisitos da árdua tarefa – ainda que, como em todo ambiente do tipo, haja os céticos que afirmam que sua presença é apenas uma ação de marketing. E talvez isso tenha a ver com sua dispensa, que ocorreu no fim de 2013.

Antes de surgir no mundo dos stock cars norte-americanos, Christmas já era relativamente famosa: atleta de CrossFit (tipo de treinamento misto e funcional extremamente exigente fisicamente, muito utilizado no exército e em forças táticas), ela é dona e principal treinadora do CrossFit Invoke, academia sediada na Carolina do Norte.

christmas_abbot_background_front_high

Foto: ChristmasAbbott.com

Seus vídeos em competições e demonstrações acabaram chegando até Ted Bullard, um executivo da Nascar, que decidiu convidá-la em 2012 para participar de uma sessão de treinos de sua equipe. E então, na oficina da Turner Motorsports, Christmas descobriu que tinha o talento natural e (obviamente) os requisitos físicos para a tarefa: logo de cara, ela conseguiu desparafusar o quinteto de parafusos em 1,7 s – a média dos mecânicos é de 1,2 s.

Convencido do potencial da garota, Bullard apresentou Abbott para todas as equipes – e daí para ela começar a trabalhar com a Michael Waltrip Racing, foi só uma questão de tempo. Quem acompanhou a temporada de 2013 pôde vê-la ralando nas provas da Truck Series aos sábados e observando o trabalho da equipe na Sprint Cup aos domingos, com a qual ela fazia todos os treinos. Nós ficamos na torcida pela sua promoção para a Nascar, mas infelizmente a MWR a dispensou sem justificativas oficiais. Desconfiamos que tenha a ver com o ritmo de suas competições e eventos extra-pista.

C2

Foto: ChristmasAbbott.com

Ah, sabe qual foi o seu primeiro carro? Um Golf conversível. Quem sabe a vemos um dia nas pistas novamente.

Matérias relacionadas

XJ220: o injustiçado supercarro da Jaguar que estava muito à frente de seu tempo

Dalmo Hernandes

Os quadros mais incríveis, absurdos ou insanos da história do Top Gear

Dalmo Hernandes

Por que as lanternas traseiras do seu carro são vermelhas?

Dalmo Hernandes