A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Sessão da manhã Vídeo

Conheça Sabine Schmitz, a rainha de Nürburgring Nordschleife

É estranho usar um termo tão pomposo para nos referirmos à piloto alemã Sabine Schmitz, mas qualquer outro titulo ou adjetivo seria pouco para ela. A mulher conhece Nürburgring de cabo a rabo e ama de verdade o circuito. Se Nürburgring acabasse, seria o fim para ela — e para nós, que não a veríamos pilotar por lá. Sério, você precisa assistir a este vídeo.

Aconteceu durante a quinta corrida do Veranstaltergemeinschaft Langstreckenpokal Nürburgring (que, por alguma razão que desconhecemos totalmente, costuma ser chamado apenas de VLN) deste ano. O torneio acontece em Nürburgring e todos os anos são disputadas dez corridas, uma por mês. A equipe de Sabine foi punida por dirigir rápido demais sob a bandeira amarela na corrida anterior e, por isto, a piloto largou na 48ª posição entre 50 carros no grid.

Mas estamos falando de Sabine Schmitz que, em seu Porsche 911 GT3 da Frikadelli Racing,  conseguiu ultrapassar todos os carros à sua frente e fechar um gap de 20 segundos em relação ao líder. Ela cruzou a linha de chegada em segundo lugar.

sabine-schmitz

Sabine, 45, começou a correr depois de dirigir algumas vezes o carro da família em Nürburgring. O que era um hobby se tornou uma carreira vitoriosa localmente, com Sabine vencendo corridas na Castrol-HAUGG-Cup e na própria VLN, culminando com duas vitórias em sua categoria nas 24 Horas de… Nürburgring, em 1996 e 1997, com um BMW M3.

Mas Sabine entrou realmente em evidência quando começou a pilotar o BMW M5 “Ring Taxi” — as pessoas pagam para pegar uma carona em Nürburgring com um dos pilotos da pista. Em 2002, para o programa Jeremy Clarkson  Meets the Neighbours, ela levou o apresentador para uma volta no Ring Taxi. Dois anos depois, foi a vez do Top Gear — onde ela ajudou Jeremy Clarkson a dar uma volta em Nürburgring em 9min59s ao volante de um Jaguar S-Type, e depois deu uma volta ela mesma, completando o circuito em 9min12s.

Ela ainda disse “eu consigo fazer esse tempo em uma van.” Ela quase conseguiu, pilotando uma Ford Transit Diesel e conseguindo um tempo de 10min08s.

Sabine é tão apaixonada por Nürburgring que já teve até um restaurante nas imediações do circuito, batizado de Fuchsröhre em homenagem a um de seus trechos favoritos da pista (conheça o Fuchsröhre aqui!). Quando Nürburgring corria o risco de fechar por uma dívida de US$ 500 milhões, ela foi uma das principais ativistas da campanha Save The Ring.

sabine-schmitz (2)

Segundo suas contas, Sabine já pilotou no Inferno Verde mais de 30 mil vezes em toda sua carreira, e todos os anos ela inclui cerca de 1.200 voltas à conta. Não é surpresa que ela conheça cada milímetro da pista. Rainha de Nürburgring, com todo o louvor.

Matérias relacionadas

Lamborghini Countach: dez coisas que fazem dele um dos supercarros mais fodásticos de todos os tempos

Dalmo Hernandes

Super Máquina: a história do KITT, o Pontiac Trans Am de Knight Rider

Dalmo Hernandes

Sbandata controllata : fazendo drifts com a Ferrari F40

Leonardo Contesini