A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Corvette ZR1 poderá ter V8 biturbo de 700 cv, Renault anuncia Kwid, Koleos e Kaptur no Brasil, BMW M3 ganha série especial de 30 anos e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Renault anuncia Kwid, Koleos e Kaptur no Brasil

13925701_1209276405791847_6763954059397049195_o

Quem acompanha o Zero a 300 já sabe que a Renault está testando no Brasil o Kwid e o Kaptur nacionais. Os dois modelos já foram flagrados por nossos leitores nas ruas brasileiras, mas o anúncio oficial aconteceu apenas nesta terça-feira (2), em um pronunciamento feito pelo presidente da Renault-Nissan, Carlos Ghosn. Além da dupla, também foi anunciado o SUV de luxo Koleos, que ainda não está rodando por aqui, mas será trazido da Coreia do Sul.

Os outros dois modelos serão fabricados em São José dos Pinhais/PR. O primeiro a chegar será o Kwid, que substituirá o Clio e, embora seja um compacto de entrada, está sendo chamado pela Renault de “mini SUV” por seu visual robusto e suspensão elevada. A marca já divulgou que o Kwid terá airbags laterais de série e um novo motor 1.0 de três cilindros diferente do utilizado pela Nissan no March. Apesar de substituir o Clio, a Renault não tem pretensões de tornar o Kwid o modelo mais barato do país.

Em seguida a marca lançará o Kaptur, que é feito sobre a plataforma do Duster, porém será posicionado acima dele para brigar com Honda HR-V e Jeep Renegade na faixa dos R$ 90.000. Para isso ele terá materiais mais refinados e usará o motor 1.6 16V do Nissan Kicks, com 114 cv e 15,5 mkgf e possivelmente o 2.0 16v do Duster. Por último virá o Koleos, que deve chegar somente em 2017, próximo da picape Alaskan. Os três SUVs serão apresentados no Salão do Automóvel em novembro.

 

Corvette ZR1 flagrado em testes – poderá ter mais de 700 cv

2018-Corvette-ZR1-1a

Enquanto as atenções estão voltadas para o suposto Corvette Zora de motor central-traseiro, a Chevrolet está desenvolvendo a versão ZR1, que deverá ser o modelo de despedida desta sétima geração do esportivo americano.

O modelo foi flagrado pelo pessoal do Carscoops em testes, e como fica aparente por sua camuflagem, a dianteira terá mudanças significativas — talvez um novo capô com respiros ou scoops, como na geração anterior. O motivo é o motor que estará ali embaixo. Como o V8 LT4 já está próximo de seu limite de potência na configuração de 660 cv adotada pelo Corvette Z06, pelo Camaro ZL1 e pelo Cadillac CTS-V, o ZR1 irá estrear um novo motor V8, batizado LT5. Segundo as fontes do Carscoops, ele será um V8 biturbo que irá produzir cerca de 700 cv, colocando o Vette no território de supercarros europeus como o Ferrari F12 e o Lamborghini Aventador.

Captura de Tela 2016-08-03 às 11.48.04

 

O Corvette ZR1 ainda está em fase inicial de testes, e por isso não deve aparecer antes do Salão de Detroit em janeiro de 2017.

 

BMW lança M3 30 Jahre em comemoração aos 30 anos do esportivo

bmw-m3-30-years-m3-edition

O BMW M3 está completando 30 anos em 2016, e para comemorar o aniversário, a marca alemã lançou uma edição especial batizada 30 Jahre (“30 anos” em alemão) da mesma forma que fez com o M5 em 2014. A versão será limitada em 500 unidades e, como o M5 30 Jahre, será equipada com o pacote Competition e terá mais potência extraída de seu seis-em-linha.

bmw-m3-30-years-m3-edition-4

Isso significa que ele terá rodas forjadas de 20 polegadas com pneus 265/30 na dianteira e 285/30 na traseira, suspensão adaptativa com novas molas, amortecedores e barras estabilizadoras, diferencial ativo e modos de condução recalibrados para lidar com os 19 cv extra, que levam a potência para 450 cv. O câmbio poderá ser manual de seis marchas ou automático de embreagem dupla e sete marchas. Com um bom motorista trocando as marchas, o M3 30 Jahre chega aos 100 km/h em quatro segundos. Se a operação for feita pelo computador do câmbio automático a aceleração fica 0,2 segundo mais rápida.

bmw-m3-30-years-m3-edition-1

Além dos upgrades mecânicos o BMW 30 Jahre também será oferecido na cor Macao Blue, que foi adotada pela primeira vez no M3 Sport Evo dos anos 1980, bancos de couro de dois tons e plaquetas de identificação da série especial no painel.

 

Príncipe saudita compra protótipo do Bugatti Chiron e Bugatti Vision Gran Turismo

13652928_10154248674137860_6167726371539123744_ao

Se você fosse um magnata do petróleo, você compraria um Bugatti Chiron que qualquer bilionário pode comprar? Ou tentaria algo mais especial? Deve ter sido esse o pensamento do príncipe saudita Badr bin Saud, dono de uma fortuna de US$ 21 bilhões. Ele comprou simplesmente o protótipo do Bugatti Chiron e o Bugatti Vision Gran Turismo – e aparentemente pretende usá-los nas ruas do seu país, já que ambos os carros estão emplacados.

Segundo a Bugatti, o saudita ofereceu “o lance mais convincente” para comprar a dupla, que custou mais de US$ 5 milhões. Ambos são equipados com o motor W16 de oito litros e quatro turbos, mas não se sabe muito além disso. Os dois carros agora serão levados a Monterey, nos EUA, onde serão exibidos durante o Concours d’Elegance Pebble Beach.

 

Chris Amon, lenda da F1, morreu aos 73 anos

201012_Motor_96323_Medium

Chris Amon, que é considerado o melhor piloto da F1 a nunca ter vencido uma corrida, morreu nesta última terça-feira (2) aos 73 anos no Rotorua Hospital na Nova Zelândia, onde tratava de um câncer.

Amon estreou na F1 aos 20 anos no GP de Mônaco de 1963 pela equipe Parnell, mas seu primeiro grande feito foi a vitória nas 24 Horas de Le Mans de 1966 a bordo Ford GT40 MKII. Após derrotar a Ferrari em Mans, Enzo Ferrari o convidou para ser seu piloto em 1967, temporada na qual terminou várias provas em segundo e terceiro lugar, mas acabou eclipsado por seu colega de equipe, Lorenzo Bandini.

chris_amon___mauro_forghieri__netherlands_1967__by_f1_history-d5i2xtc

No ano seguinte, Amon conquistou uma sériei de pole positions, mas a sorte não esteve ao seu lado e nenhuma delas se converteu em uma vitória. Frustrado, o piloto neozelandês foi para a March, depois Matra, Tyrrell e até fez sua própria equipe em 1974. Em nenhuma delas conseguiu vencer uma corrida. Em 1976 Amon assinou com a Ensign, ao se recusar a voltar à pista após o grave acidente de Niki Lauda em Nürburgring, acabou demitido da equipe e decidiu abandonar a F1.

Matérias relacionadas

Estes são alguns dos carros com supercharger de fábrica mais legais do GT40

Dalmo Hernandes

Saab volta em 2017 com cinco modelos, Uber não roubou passageiros dos táxis, Lamborghini Urus será SUV mais rápido do mundo e mais!

Leonardo Contesini

Fake news sobre anuidade de CNH, Lada Niva terá nova geração depois de 40 anos, Porsche 911 GT3 usará motor 4.0 de corrida e mais!

Leonardo Contesini