A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Crossover do Mustang aparece em testes, o novo BMW M2 CS de pista, T-Cross ganha versão PCD por R$ 57.630 e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Crossover elétrico inspirado no Mustang aparece em versão de produção

A Ford confirmou que o lançamento de seu SUV elétrico inspirado no Mustang acontecerá no dia 17 de novembro. E agora, imagens da versão de produção, ainda camuflado, foram publicadas por diversos sites estrangeiros – como o Jalopnik, de onde vêm as fotos desta nota. O fotógrafo responsável foi Brian Williams, também conhecido como “Spiedbilde”, que especializou-se em flagras da indústria automotiva.

Podemos ver que há, de fato, referências ao Mustang na dianteira, como o formato da grade e dos faróis – embora estes fiquem em uma posição mais elevada do que no cupê. A silhueta do teto, por outro lado, traz uma semelhança mais acentuada, apesar das quatro portas. Pelo visto, porém, a maior referência ao Mustang no SUV são as lanternas triplas na traseira, que são muito parecidas com as peças do Mustang.

Apesar da proximidade do lançamento, o SUV elétrico ainda tem poucos detalhes conhecidos – até seu nome é mantido em segredo pela Ford, embora as apostas sejam altas em “Mach E”, uma referência ao Mustang Mach 1 do passado. O powertrain também é um mistério, mas a Ford diz que ele terá ao menos 480 km de autonomia com uma recarga. (DH)

 

BMW M2 CS de competição é revelado

Depois do M2 CS de rua, a BMW mostrou a versão de competição de seu cupê esportivo de entrada – o M2 CS Racing. De acordo com a fabricante de alemã, o carro foi criado para ser uma porta de entrada acessível para as corridas amadoras – uma realidade um tanto distante do Brasil, mas que é o caso na Europa, onde o M2 CS Racing começará a ser entregue em meados de 2020.

É claro que estamos falando de um BMW de corrida, então “acessível” quer dizer que ele custa a partir € 95.000 – ou aproximadamente R$ 432.000 em conversão direta. Por esta grana, leva-se um M2 equipado com motor seis-cilindros S55 de 2,9 litros com turbo e capacidade para entregar entre 280 cv e 365 cv, dependendo da categoria escolhida pelo proprietário. O torque máximo é de 55,6 kgfm de torque. A força do motor é moderada por uma caixa de dupla embreagem de sete marchas fisicamente idêntica à do carro de rua, porém com o software reprogramado para respostas mais imediatas. O diferencial traseiro é de deslizamento limitado. O carro também vem com freios ABS e DSC de série, mas os ssistemas podem ser desligados.

Evidentemente, o M2 CS Racing também traz outras mudanças em relação ao carro de rua, como um kit aerodinâmico específico, suspensão igual à do BMW M4 de competição, freios de carbono-cerâmica (opcionais), tanque de combustível selado com bocal de encaixe rápido e interior aliviado, com bancos concha Motorsport, volante com marca das “12 horas” no topo. (DH)

 

Piaggio lançará Vespa Club 125 no Brasil por R$ 14.000

A icônica Piaggio acaba de anunciar que levará um novo modelo, mais acessível, para o Salão Duas Rodas, que acontecerá entre os dias 19 e 24 de novembro no São Paulo Expo: a Vespa Club 125.

Modelo de entrada da Piaggio no Brasil, a Vespa Club 125 começará a ser vendida depois do evento, e custará R$ 14.000. Por este valor, ela oferece motor monocilíndrico de 125 cm³ com três válvulas e ignição variável. Ele entrega 9,5 cv a 7.250 rpm e 1 kgfm de torque a 6.250 rpm. Como é norma no segmento, o câmbio é do tipo CVT.

Com a Vespa Club 125, a Piaggio mira no consumidor que está considerando os modelos intermediários das marcas japonesas, como a Honda PCX 150 (que custa a partir de R$ 13.590) e a Yamanha N Max 160 (que parte de R$ 12.590), mas não se importaria em pagar um pouco mais pelo estilo retrô. Mesmo com concessões como um motor menor e a adoção dos freios combinados (CBS) no lugar do ABS.

A Vespa Club 125 ainda tem freios a tambor nas duas rodas, que são de 10 polegadas; e calça pneus sem câmara. Ela será vendida nas cores azul, amarelo, cinza e vermelho. (DH)

 

Volkswagen T-Cross ganha versão PCD por R$ 57.630

A Volkswagen anunciou nesta semana a chegada da versão voltada ao público PCD de seu crossover compacto, o T-Cross. Batizada Sense como o Polo e o Virtus, ela custa R$ 57.630 com todos os descontos previstos pela lei e é baseada na versão de entrada 200 TSI, de R$ 94.500.

Curiosamente o pacote de equipamentos de série não foi esvaziado como no caso de alguns rivais. Ele mantém os seis airbags, os controles de estabilidade e tração, o assistente de partida em rampas, o computador de bordo, o sistema multimídia com tela de 6,5 polegadas, o volante multifuncional e até as rodas de liga leve. Os itens removidos lista são os sensores de estacionamento e o descanso de braço no console central.

O motor é o mesmo 1.0 turbo de 128 cv a 5.500 rpm e 20,4 kgfm a partir de 2.000 rpm, e o câmbio é o mesmo automático de seis marchas do 200 TSI. (LC)

 

Rolls-Royce Cullinan ganha edição especial Black Badge

A edição especial Black Badge da Rolls-Royce voltou a ser oferecida, dessa vez no SUV Cullinan. Essa edição troca todos os detalhes brilhantes de alumínio polido o utilitário por pintura preta fosca. O acabamento escurecido é estendido para os faróis e até para a estatueta do Spirit of Ecstasy.

A escuridão é quebrada apenas pela risca dourada nas laterias e pelas pinças de freio vermelhas. As rodas são de 22 polegadas com acabamento em prata escuro e preto. Por dentro o tema escuro continua, os bancos são de couro preto com detalhes em amarelo. O forro de teto, que também é preto, vem com o já  tradicional painel estrelado da Rolls-Royce.

O motor V12 que move o Cullinan ficou mais forte na edição Black Badge, a potência subiu de 571 cv para 608 cv. Junto do aumento de potência veio um botão “low” na alavanca de cambio que deixa o escape mais silencioso. Suspensão e cambio também receberam acerto mais esportivo para acompanhar a potência extra. A Rolls-Royce não revelou o preço da edição. (ER)

 

Bloodhound LSR ultrapassa 800 km/h em testes

As sessões de testes do carro-foguete Bloodhound LSR continuam no deserto de Kalahari. Na última sessão o veículo atingiu 806 km/h, mas houve alguns contratempos. Durante o procedimento de desligamento do motor o alerta de incêndio acendeu no cockpit, a equipe de bombeiros chegou ao local mas foi um alarme falso.

O sistema foi feito para ser acionado acima de 160ºC, a alta temperatura do motor a jato combinado com o calor do deserto fez o sistema disparar. Esse alarme falso serviu para constatar que o sistema de alerta de incêndio e a equipe de resgate funcionam. Outro percalço nos testes foram danos menores a fuselagem do carro, causado pela areia de detritos do deserto.

Com a velocidade de 806 km/h sendo atingida no teste o Bloodhound LSR já entra para o livro dos recordes como o décimo carro mais rápido do mundo. Os testes no deserto de Kalahari vão continuar, o objetivo final é atingir 1.600 km/h em 2020. (ER)

 

Volkswagen divulga teaser de perua elétrica

A Volkswagen revelou um teaser de mais um membro de sua família de elétricos, o I.D. Space Vizzion Concept. O conceito será revelado no Salão de Los Angeles dia 19 de novembro, mas pelo que pode ser observado no sketch o carro será uma perua.

Apesar do desenho ter todos os indicativos de ser uma perua, a Volkswagen chama o carro de “crossover do amanhã que combina aerodinâmica de um Gran Turismo com o espaço de um SUV”. O desenho do I.D. Space Vizzion segue o estilo do ID.3 e adota um friso contínuo como moldura das janelas laterais.

Segundo o fabricante o Space Vizzion terá autonomia de 483 km e é montado na plataforma do ID.3. A versão de produção dessa perua-crossover deverá ser lançada em 2021. (ER)

Matérias relacionadas

O novo Mercedes GLB, FCA e Renault podem retomar negociação, Kawasaki Versys 1000 no Brasil e mais!

Project Cars #502: a história, o processo de construção e os detalhes do novo Puma P052

Leonardo Contesini

Promoção Loja FlatOut: camiseta Civic Generations e Fujiwara com descontos de até 15%!

Leonardo Contesini