A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Zero a 300

Curte as muscle pick-ups? Esta Chevrolet El Camino 1976 com motor V8 350 está à venda

É geralmente aceito que os carros transformados em picapes surgiram na Austrália, na década de 30, quando um casal de agricultores escreveu uma carta à Ford para sugerir um veículo que pudesse ser usado para transportar carga na fazenda durante a semana, mas fosse confortável o bastante para ir à igreja aos domingos. A Ford respondeu em 1934, colocando no mercado o Coupé Utility – literalmente um cupê cortado para ter dois lugares na cabine e uma caçamba na traseira. Foi este modelo que deu origem não apenas a este tipo de veículo, que se tornou extremamente popular na Austrália por décadas, mas também ao termo “Ute”, usado pelos australianos para referir-se aos carros transformados em picapes.

Não foi apenas na Austrália, porém, que as Utes fizeram sucesso: elas também começaram a ser vendidas nos Estados Unidos dos anos 1950 e foram uma verdadeira febre por lá nos anos 60 e 70 – época em que eram como versões mais rústicas e utilitárias dos muscle cars. E, se você é fã destas picapes, vai curtir nosso Achado meio Perdido de hoje: um El Camino 1976 muito bem preservado e anunciado no GT40.

Lançado em 1959, o Chevrolet El Camino foi a resposta da GM ao Ford Ranchero, cuja estreia aconteceu três anos antes, em 1956. Acontece que o El Camino acabou roubando a cena, especialmente após 1964, quando adotou a plataforma do bem-sucedido Chevrolet Chevelle – tornando-se, efetivamente, a versão picape de um muscle car. Seu auge nas vendas aconteceu durante a terceira geração, entre 1968 e 1972, período durante o qual foram vendidos, em média, 45.000 exemplares por ano – incluindo a versão SS, com motor V8 big block 396 (6,5 litros) de 380 cv, que a partir de 1970 podia ter como opcional o V8 454 (7,2 litros) de 450 cv.

1976-El-camino-A-venda-The-garage-loja-de-carros-antigos-02

O carro anunciado no GT40 foi fabricado pouco depois, em 1976, quando o El Camino ainda estava em alta e vendia mais de 40.000 exemplares. Pertence à terceira geração, fabricada entre 1973 e 1977 e, como tal, usava como base o Chevrolet Malibu. Era a maior geração do El Camino, com 5,47 m de comprimento, e era capaz de levar duas motos de pequena cilindrada em sua enorme caçamba. Dois níveis de acabamento eram oferecidos: El Camino Classic, com aspecto mais discreto e elegante, além de capota coberta de vinil; e o esportivo El Camino SS, que tinha o mesmo visual do Malibu SS e podia usar um motor small block 350 ou big block 454.

Este exemplar em especial é um El Camino Classic equipado com a caixa automática de quatro marchas opcional e motor V8 350, que de acordo com o anunciante tem tampas de válvulas e carburador Edelbrock. Na época os V8 norte-americanos não tão potentes – o V8 350 não passava dos 150 cv líquidos – mas por outro lado eram extremamente confiáveis graças ao trem-de-válvulas reforçado e ao comando de válvulas com atuadores hidráulicos.

1976-El-camino-A-venda-The-garage-loja-de-carros-antigos-09

O vendedor afirma que diversos detalhes de acabamento, como faróis, lanternas, grade e para-choques (sendo que o para-choque traseiro traz as lanternas embutidas) são originais. As rodas são um jogo de Western Hurricane original, muito populares nos EUA na época e atualmente bastante procuradas por entusiastas que buscam uma customização period correct em seus carros dos anos 70. O anunciante também diz que a estrutura da picape é íntegra, sem sinais de corrosão e sem acidentes em seu histórico, e que a pintura está em bom estado, ainda que algumas marcas do tempo sejam visíveis. O teto de vinil também parece bem conservado.

1976-El-camino-A-venda-The-garage-loja-de-carros-antigos-06

O interior teve o revestimento dos bancos e painel refeitos, no padrão original. Há uma fileira de instrumentos auxiliares no console central, e a alavanca de câmbio na coluna de direção foi customizada, com manopla em formato de pistão.

1976-El-camino-A-venda-The-garage-loja-de-carros-antigos-12 1976-El-camino-A-venda-The-garage-loja-de-carros-antigos-11

O anunciante ainda acrescenta que suspensão e freios usam boa parte dos componentes originais e que funcionam muito bem, com rodar macio e frenagens satisfatórias para um carro de 42 anos de idade.

1976-El-camino-A-venda-The-garage-loja-de-carros-antigos-08

O valor está na média levando em conta o mercado de carros clássicos americanos no Brasil e o estado de conservação – não é uma pechincha, mas também não é exorbitante.

Se você gosta da ideia de curtir os fins de semana e participar de eventos de antigos com uma muscle pickup, esta pode ser sua chance. É só clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Sim: colocaram um motor Wankel Mazda em um Fusca 1960

Dalmo Hernandes

Este cara dirige um Subaru Impreza do WRC todos os dias

Dalmo Hernandes

Este Volvo 850 Turbo com 360 cv e câmbio manual está à venda

Dalmo Hernandes