Dart Games: a história do Dodge Dart 1978 do editor-chefe do FlatOut

Juliano Barata 19 fevereiro, 2014 152
Dart Games: a história do Dodge Dart 1978 do editor-chefe do FlatOut

Nada mais justo do que inaugurar o Project Cars (se você não sabe do que se trata, leia aqui) com o carro que deu origem ao quadro: meu Dodge Dart 1978 – “Dart Games” para o público, “Shirley Manson” para mim. Sim, este é o seu nome. Por um vacilo meu, não o Dodge incluí na lista original dos eleitos. Desta forma, ele vai ser o projeto número zero. Até que curti esse número incidental.

Meu nome é Juliano Barata, sou o editor-chefe do FlatOut. Por um acaso sou jornalista hoje, fui fotógrafo ontem e era músico antes disso. Amanhã posso ser outra coisa. Porque apenas uma coisa não muda: sempre serei um apaixonado por carros, especialmente pelos muscle cars da década de 1960. Sim, eles bebem muita gasolina e a potência específica é baixa. Não, não possuem a dinâmica de um hot hatch. Nada disso influi no meu gosto – se a questão é só gostar daquilo que é o melhor possível, então você não é exatamente um apaixonado por carros. Você só é um chato. Não muito diferente do estereótipo do enólogo que não é convidado para beber com os amigos (nota: todos os enólogos que conheço são bacanas) ou daquele crítico de gastronomia de Facebook que não é convidado para almoços.

piecesbulsadf

O amor aos V8 veio de forma subliminar e se mistura com a minha história. Meu pai sempre foi apaixonado por carros – inclusive chegou a ser funcionário em uma concessionária da Chrysler em Belém do Pará, a Distal, no começo da década de 1970. Graças a ele, assisti ao filme Grand Prix seguramente mais de dez vezes quando era pequeno. Bullitt, Corrida Contra o Destino, tudo isso. Quando tinha uns 14 anos de idade, joguei um game chamado Interstate ’76 – cujo personagem principal pilotava um Plymouth ‘Cuda 1970 laranja – até fritar os neurônios. Devorava livros e revistas.

Até então, a relação com os muscle cars era nada mais do que platônica. Não tinha convivência com carros antigos, na verdade sequer considerava a hipótese de ter um. Mas, lá pelos meus dezesseis anos, aconteceu um episódio que mudou minha vida: caminhava com alguns amigos em um cruzamento próximo à Av. Faria Lima, lá pelas dez da noite de uma sexta-feira, quando um Dodge Charger cinza saiu do semáforo fritando nervosamente – e fez uma conversão à esquerda sem aliviar o acelerador.

Fomos cobertos pela fumaça e ensurdecidos pelo rock’n roll mecânico. Me lembro do ronco como se tivesse acabado de testemunhar a cena – e hoje, sei dizer: aquele carro tinha coletores dimensionados e não tinha abafadores. Era exatamente assim – com boas chances, inclusive, de o carro ter sido o próprio Charger do Gordo:

O mundo real era infinitamente mais legal do que qualquer game, filme de VHS ou vídeo baixado de forma miserável por conexão discada. A partir daquele momento, sabia que não tinha escolha: sequer tinha carta de motorista, mas tinha de viver aquilo.

Daquele momento em diante, a coisa ficou séria. Comecei a pesquisar de verdade. Descobri a Summit Racing, encomendei catálogos. Descobri a Amazon, encomendei livros. Descobri os encontros, comecei a frequentar todos que podia – alguns deles bastante ilegais. Descobria oficinas. Descobri listas de discussões, fóruns e sites especializados – principalmente nos EUA.

Comecei a juntar dinheiro. Repentinamente eu tinha um norte, um projeto, uma razão para estudar de forma realmente motivada e aprender tudo o que fosse possível. Sim – é graças aos muscle cars que decidi não ser mais pesquisador ou professor de História para me ingressar no mundo do jornalismo automotivo. Sem o Dodge, não haveria o FlatOut.

 

Meus Dodges

Meu primeiro Dodge foi um Charger R/T 1977 branco. O comprei em 2001, se não me engano – e para fazer isso, vendi meu baixo mais estimado, um Rickenbacker 4001 1971 (você viu um trecho desta história neste texto). Meu pai me deu uma baita força nos custos de manutenção, pois músicos profissionais ganham tão bem quanto malabaristas de semáforo (aliás, vários deles são artistas profissionais deslocados). Cerca de três anos depois, o carro foi desmontado e partiu para uma oficina de restauração – mas poucos meses depois, meus pais tiveram algumas dificuldades financeiras. Para ajudá-los, vendi o Charger, todas as peças de acabamento novas que tinha encontrado, e dei quase toda a grana para eles. Para a felicidade do Chrysler contudo, seu novo dono é um dos maiores connoiseurs de Dodge que existem no País – Alexandre Badolato. Veja só o estado em que o carro se encontra hoje (foto tirada do fórum Opaleiros do Paraná)!

chargerbadola

Na época que vendi tudo, fiquei chateado, claro, mas sabia que era apenas um adiamento. Fiquei um ano e meio sem Dodge.

Mas depois que a ferrugem pega no seu sangue, amigo, não tem mais jeito.

Todos os dias, a caminho da faculdade, passava em frente a uma oficina de bairro, daquelas ligeiramente obscuras e quase invisíveis. Ficava em uma avenida bastante movimentada, mas quase ninguém parava naquela região, próxima ao acesso de uma rodovia. Como todo antigomobilista tem um pouco de cão farejador em seu sangue enferrujado, vi de cara a pontinha da traseira de um Dart empoeirado, lá no fundo, mas nunca parei para conversar com o dono. Mas um dia, não resisti.

dgamesrampa

E naquele dia, em meados de 2006, começava a história do Dart Games. Era um carro extremamente íntegro de estrutura, quase sem ferrugem, mas com uma porção de coisas para serem feitas de acabamento e de mecânica. O dono da oficina pedia R$ 7 mil, mas já avisava: o Dodge tinha vivido intensamente nos últimos anos e havia mais de R$ 4 mil de multas (!) – ou seja, eram R$ 3 mil na mão dele e o resto, eu que me resolvesse com o Detran. Conferi no site, orcei com um despachante, tudo batia.

Fui no Detran pronto para zerar minha conta bancária. Foi quando a atendente me disse: “R$ 354”. Achei que tivesse um problema, e expliquei o quanto de multas que aquele carro tinha acumuladas. Não que eu quisesse dar aquele dinheirão todo para a instituição, mas queria ter um carro 100% limpo. Eis que ela me explica: as multas haviam prescrito, pois tinham mais de cinco anos. Naquela noite tomei um dos maiores porres da minha vida com alguns amigos. O resto do dinheiro usei para trocar pneus, tirar as saias laterais soldadas nas caixas de ar (a foto acima, portanto, foi tirada depois deste serviço) e fazer uma manutenção básica de suspensão, freios e motor.

 

A droga chamada veneno

O Dart Games começou sem nome. Era apenas o meu Dodge. Queria um motor bravo, mas não muito, e uma suspensão apenas reforçada: amortecedores mais firmes, barras estabilizadoras com maior diâmetro, subframe connectors (reforço estrutural que liga as longarinas dianteiras às traseiras) e, claro, queria vê-lo bonitão, restaurado.

Só que, paralelo à minha convivência com o carro, convivi com outras pessoas – como o Edson, dono deste mavecão aí em cima. E tive muitas experiências com este e com outros carros que foram, aos poucos, me viciando no veneno – que funciona literalmente como uma droga: prazer extremo, costume, necessidade de mais.

dartgames2012

O misto da convivência com os amigos da Históricos V8, da minha carreira como jornalista automotivo orientado para o lado mais envenenado da coisa, o amor aos muscle cars e minha convivência com a História fazem justamente os pilares do projeto Dart Games: um muscle car de rua feito para ser quase como um carro de corrida da época, com respeito ao visual de antigamente (sem modernizações estilísticas, portanto) mas com o objetivo de ser tão bom quanto um muscle do tipo Pro Touring. Um carro legalizado que possa passear na rua e participar de eventos de velocidade, como subidas de montanha e track days.

dartgames2014

Com tudo isso em mente, foram quase quatro anos fazendo o projeto e trazendo peças – tudo isso enquanto curtia o carro por aí, quase todo original. Só no ano passado que ele foi encostado para ser todo desmontado. Mas, para mim, parece que foi há uma década – que puta saudade de acelerar o Dodge!

No próximo post do Dart Games irei explicar os detalhes do projeto: pneus, rodas, suspensão, transmissão, carroceria, enfim, tudo. Mas antes dele, teremos quase 100 projetos tão ou mais interessantes. Aguarde!

0pcdisclaimer2

  • mlpilla

    Não sabia que multa prescrevia em cinco anos…

    • DiDi.gt

      Essa daí também é nova pra mim, só sabia do IPVA, que prescreve com 5 anos e seguro e licenciamento com 2 anos.

      • KzR

        Mas ainda sobra umas taxas a pagar, não? Dos bombeiros, de num sei mais o que, mais alguma outra coisa…

  • Paulo Bazam Junior

    penso nisso com 1000hp e um metro de pneu indo no drive thru!

    • Bitu

      1000hp? Pneu de expansão no bicho! hahaha

      .

      • Igoorq

        que rodas sao essas?

        • Se não houver outras variações do modelo que eu não conheço, são Scorro S-228! :)

        • Bitu

          Roda de Drag haha

  • Interstate 76!
    Minha infância de tiroteios e perseguições à bordo de Muscle Cars!

    • Filipe Alves

      Realmente, Interstate 76 era um puta jogo!
      Podiam fazer uma versão nova dele, eu compraria fácil!

      • Tem as continuações: Interstate ’82 e Vigilante 8, além de um expansões.

        Segundo wikipedia, lançaram um versão com gráficos melhorados para jogar em 2010 e os direitos para filmes foram vendidos para a Fox, mas sem nada certo para filmarem.

        • guushk

          Vigilante 8 o/
          Simplesmente adorava jogar esse, bons tempos de PSone 😀
          E Vigilante 8 teve um jogo lançado pra Xbox 360, mas nunca pude jogar, então não tenho como opinar =/

          • Mas acho que as continuações não tem a mesma pegada do 76. Lembro que podia olhar pela janela e tinha visão do cockpit, além da histórias e músicas estilosas (pelo menos quando tinha 15 anos era o que achava)

      • Mateus Vieira Machado

        Tem uma versão a venda compatível com o windows 7 no GOG.com, deve estar uns R$20
        E tem de graça no piratebay hehehe

    • Rodrigo Palmito

      Esse jogo era demais mesmo. Também passei horas jogando.

  • Gustavo Miranda

    Já tava com saudades! Eu tô quase tão ansioso quanto você pra ver esse meninão rouxo fazendo borrachão por aí!

  • Ivan Vidal

    Historias assim, motivam qualquer um a lutar pelo seu sonho. Mesmo que em alguns momentos pareça que tudo está contra… Parabéns Barata!

  • Yamaheiro

    puts, meu pai tinha um charger e vendeu porque era gastão demais. Era mixaria na época e a bateria tava ruim e minha mãe não queria ficar empurrando pra pegar no tranco. Mulheres sendo mulheres e meu pai finou o charger!

    • Alex Portugal

      triste =/

    • rafael soares domingues

      Mulher sempre vai falar e questionar essas coisas que só homens entendem. Não adianta, elas sempre vão questionar.

      Lição: segure o osso, não se renda a falação da mulher.

      • Vanessa Elisa

        Escolhem as mulheres erradas e depois ficam reclamando… meu namorado sonha em ter um dodge (quase comprou um charger no tempo de guri), e eu ajudo a vasculhar anúncios na internet.

        Lição: escolha a mulher que respeita as tuas paixões.

        • Punisher

          Diga isso para as mulheres que vivem falando por aí (principalmente no facebook, hoje em dia) que “homem nenhum presta”, “homem é tudo igual” e etc. Canso de ouvir coisas parecidas no meu local de trabalho.

          No mais, não se conclui algo com base nas exceções, e sim pela maioria. E é notório que a grande maioria das mulheres c4g4 e anda para automobilismo, e principalmente para antigomobilismo.

    • Angelo_Jr

      hahahah, entendo tua situação. Depois que meu avô morreu, minha avó vendeu o carro dele pro cara da funerária, e agora eu to tentando achar, tento só coo referencia a cor do carro, e a placa antiga dele, nem numero de chassi ou motor eu tenho =/

    • Matheus Zimmermann

      Na minha família tem duas histórias parecidas, ambas com meu avô paterno. Uma é de quando meu pai era muleque ainda, meu vô tinha um Charger R/T e uma D10. Meu vô usava a caminhonete (tinha sítio) e minha vó andava de Dodge no dia a dia. Tanto minha vó reclamar de que, “ah, esse carro é muito grande”, “é difícil de estacionar”, “gasta muito”, meu vô de saco cheio vendeu o Dodge e comprou um 147 pra véia hahahaha A outra é com a D10. Meu avô tirou ela zero e ficou bastante tempo com ela, cerca de 30 anos, só que nos últimos anos ele não usava mais ela todo dia, só pra dar umas voltas de vez em quando, então ela ficava boa parte do tempo encostada. Logo, chega a véia novamente com as encheção. Resultado, vendeu a caminhonete originalsinha (meu vô era bastante cuidadoso MESMO) á um preço um tanto quanto baixo ( na época, começo dos anos 2000, esse tipo de carro não era tão valorizado). Uma D10 branca muito linda, lembro quando vendeu, fiquei com saudades :/ Era idêntica a essa http://imganuncios.mitula.net/chevrolet_d10_branco_19821982_diesel_em_jales_98618534381633065.jpg

  • Alex Portugal

    ainda compro meu 147 para fazer um Hot Pocket

    • Brazooka

      Cara… comi muito isso aí na antiga empresa que eu trabalhava.

      http://www.sadia.com.br/files/produtos/20090805201413274/hot%2Bpocket%C2%AE%2Bx-burguer.jpg

      (Desculpa a implicância… 😛 mas quisesse dizer Pocket Rocket, né?)

      • Alex Portugal

        também kkkkkkk mas já vi o termo Hot Pocket também.

        • Brazooka
          • Alex Portugal

            LINDÃO!

          • HighwayStar_84

            LINDÃO! (2)

          • Bitu

            Caralho, que tesão…

          • PortnoyLima

            hey, não confunda FlatOut com Xvid… Ok, calei…

          • guushk

            Sério cara, agora fiquei com mais vontade do que nunca de ter um 147… E pensar que tem um à venda na cidade vizinha, do mesmo modelo desse da foto e também branco…

            E eu aqui sem grana!! D=

          • KzR

            Rapaaaazzzz!! Este 147 Abarth ficou maneirásso!!! Vou dar uma conferida no DKC.

            Mas vou deixar esse adesivo pra um Punto Jet mesmo, hehehe

      • RodrigoSM

        Véi… mijei de rir… toma meu like q vc mereceu

    • Bitu

      Tamo junto Alex! Este ano o projetinho entra! To em busca de um Fiatizinho, sem pressa! 😀

      Até Julho, já estarei com a caranguinha e depois é só começar a mexer! hehehe.

      Detalhe, olha que gracinha esse aqui (precisa de um tapa, mas ta bom…) o dono quer 5500 sem essa roda porca do Marea… e já ta turbo. Preciso ver o carro, mas achei muito bonitinho, por 5500… (doctos ok)

      • Alex Portugal

        estou para vender o meu carro (um gol bola CHT) e assim que tiver a grana corro atrás de um com calma!!!

        depois me passe o contato desse, ele está bonito mesmo.

        minha ideia é botar um motor 1.6 mais moderno, ou 1.3 girando alto, sem turbo, MAAAAS se tiver de bom da para manter.

        • Bitu

          Pow Alex, to com uns 5 ou 6 aqui comigo, todos estão com o Fiatizinho uma graça, salvei no cel e coloquei até “Notas” com o valor, estado do carro em questões de doctos, exterior, motor, susp e cambio…

          Add ai no whatsapp, te mando os contatos e vc da uma olhada, a foto do contato é a foto do carro, hahaha.

          (11) 981029890.

          Se alguém me passar trote, vou saber que é do Flat, seus porras… hahaha

          • Alex Portugal

            está anotado aqui, quando chegar em casa e carregar o celular te mando msg!

            vou correr para passar o Golzinho logo =P

          • Bitu

            Fechado parceiro! Manda no whats, que quando eu ver ja te mando os contatos!

            Abraço!!

          • Bitu

            Pow man, vc esqueceu de mandar a msg carai! hahaha

          • Alex Portugal

            esqueci nada hahahaha apenas cheguei em casa mais tarde do que o previsto (fui ver o jogo em um bar) mas hoje logo após a faculdade mandarei hahaha

          • Bitu

            haha, fechado parceiro! até lá!

          • Eduardo

            É por isso que gosto desse site. A galera se ajuda! Parabéns, brother. Alex, qdo montar o fiatzim, mostra aqui…

          • Bitu

            Valeu parceiro! :) e eu adoro este site por isso cara, todos temos o mesmo intuito, gostamos da mesma coisa! Temos de nos apoiar sempre! :)

            Obrigado pelo elogio! Abraço man! :)

        • Brazooka

          E tem o pessoal que mete motor de moto nestes bichos, transformando em legítimos Pocket Rockets!

          http://jalopnik.com/5880279/fiat-126-with-one-liter-yamaha-engine-is-a-high-revving-monster

          • HighwayStar_84

            Vixi!!! Imagine um motor de Hayabusa mexido no fietinho? ahauhauahuahauhauha!!!!

      • KzR

        Eu gosto dessa roda, =P

    • GSB

      Vai se inspirar neste 147 Rallye Turbo?? De qualquer forma compre logo mano, estamos loucos pra acompanhar hahaha

      http://www.youtube.com/watch?v=Z6kTkm4kp9I

      • Alex Portugal

        me lembro quando foi postado, sensacional essa criança com 200 pocotós hahahaha mas minha primeira ideia é um FIASA 1.3 aspirado ou algum 1.6 mais moderno, sem turbo (claro isso ainda pode mudar) e manter o visual o mais próximo do original, deixando um pequeno Sleeper.

    • Jr_Jr

      hauhauhaha

  • Filipe Alves

    Bela materia! E bateu a saudade de jogar Interstate ’76, um puta jogo, que pra mim deveria ganhar uma versão nova!

  • Rodolfo Schmidt

    Cara, que história maneira. Mais uma vez um Dodge mudando a vida de alguém de forma irreversível (no bom sentido)…

  • HighwayStar_84

    Meu sonho é ter um V8 ainda! Minha duença começou depois dessa cena:

    http://www.youtube.com/watch?v=nfV87TgYH78

    E a super-valorização dos V8 também…

    • Vanessa Elisa

      Antes da pista de aeroporto mais longa do mundo, Fast&Furious já tinha os 402 metros mais longos da história.

    • Eduardo

      E de todos os japoneses giradores. Até o Civic VTI subiu de preço depois desse filme…

      • MBF Autofoto

        luto terno! bons tempos m q velozes falava mesmo sobre carros e não pistas de pouso infinitas ou algo assim..

  • Rodrigo Passos

    Começou!!! Como É bom ver o Games aqui e poder acompanhar vários outros!!

  • msouza91

    Só queria saber a frequência que vai ser postado os projetos do Project Cars, pq daria pra ser um lance diário e ainda faltaria dia pra tanto carro

    • O Project Cars será diário a partir de hoje! E você tem toda razão: se todo mundo escrever no tempo certo mesmo, vai faltar dia pra tanto carro! OBS: já temos dez textos de Project Cars esperando para serem editados :)

      • msouza91

        Que ótimo, vou deixar pra ler todo dia cedo, assim vou trabalhar mais feliz

        • Eduardo Mateus Klein

          Ou não trabalhar né, hahaha

      • HighwayStar_84

        Vocês estão me deixando maluco!!! Se todo dia ver um project car eu vou ficar ainda com mais vontade de fazer um hehehehehehehe!!!!

        • KzR

          Produtividade caindo para zero…

      • Bitu

        UHUL! 😀

      • Marcos Amorim

        Relaxa aí Barata que daqui a pouco o meu chega também. Tive que parar o meu pela metade ontem mas já termino.

      • Artur Afonso

        Eita poxa, todo dia?? Minha mulher vai me matar…

      • Leon1803

        Barata ja ta foda trabalhar… toda manhã preciso vir aqui ler tudo porque não tem uma matéria que não seja interessante… Com Project Cars então vou ter que me aposentar mais cedo pra arranjar tempo ahahahhaha

        • KzR

          Ótima opção! Só não faço porque não permitem se aposentar com menos de 30 anos… de idade! hehehehe

  • Alex J.

    Só o Project Cars já vale a contribuição mensal do crowdfunding. Em que outro site podemos ter isso? Isso sem contar todas as outras matérias bacanudas que temos acesso aqui. Parabéns, galera. FlatOut veio para ficar e para fazer história!
    Sobre o Dart Games, é um projeto bacana demais. Ruim é terminar de ler cada post e ficar um bom tempo curioso para saber a próxima etapa, a quantas anda o projeto (e também não poder dirigir essa belezura!). hehehehe
    Abraços

  • HighwayStar_84

    Quem será que vai ser o #24? Hehehehehehehe!!!!!

    • Brazooka

      Creio que tem um projeto que o carro está pintado de rosa…
      😀 😀 😀 😀 😀
      (Só falta o apelido do carro ser “Power Guido”. Aí ferrou!!!)

      • HighwayStar_84

        Só falta ser um Velocíped…digo Veloster

    • Pô, vou ter que chamar o #24 de #23B só para evitar piadas!

      • HighwayStar_84

        #23B ahauhauhauahuahuahauha!!!!!

        • Hamghzou

          #23 e meio

          • Marcos Amorim

            23 < x < 25

      • WillShaks

        Falando nisso, nenhuma mulher na lista neh? Poderia ser o #24…

      • WillShaks

        Quem bom que o dono anterior manteve o preço mesmo depois de VC avisá-lo que as multas haviam prescrevido… SQN! Heheshes, como disse um FlatOuter esses dias, nessa Vc “zerou a vida”!

      • andwolf

        Pode chamar de :
        4!

      • #23 TSI

    • msouza91

      Cara, o #24 é uma Chevy Pichup 4100 1951, um truck cara, não tem como ele ser gay (I.E. se a ordem da lista anterior for mantida)

      • HighwayStar_84

        Se for esse Chevy que tú disse não tem como hehehehehe!!!

        E essa pira de 24 é só por causa do veado do Jogo do Bicho…se fosse na NASCAR seria super-respeitado:

        http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/7f/Jeff_Gordon_Dupont_Chevy_Impala.jpg

        • Angelo_Jr

          Ou então o 11, que é um atrás do outro kkk

        • Gadernal_GT

          Na NBA tb(Bryant)

        • Marcelo Henrique

          Jogo do bixo é algo do Brasil.
          Se falar para um americano que o #24 é coisa de veado, o pessoal vai ficar sem entender.

      • mlpilla

        Mas pickup leva tudo atrás…..

        • HighwayStar_84

          Ahuahauhauahuahauhauha!!! É mesmo!!!

          Vai carregar tudo atrás ahauhauahuahauhauahuaha!!!!!!!

        • msouza91

          sempre tem um pra bulina os otros

    • Victor Braga E Bravo

      Olha rapaz, para participar do Project Cars nem me importo de ser o #24 (sem “viadáge” e sem piadinhas :v )… haha

  • Bitu

    Caralho, me arrepiou o final! hehehe, quero muito ver estas histórias FLAT! Poxa, coloquem mais! :(

    Barata, sem mais, seu “Dojão” é foda… lindo do jeito que tava, quero ver o “project” dele como será! Boa sorte e parabéns!

    Caraca, como eu viajo, eu imagino, eu me sinto dentro destes textos, vivendo o que é contato… e eu não sou moleque, mas sei que tenho uma imaginação fodida, e sei tb que é a coisa que mais amo na vida que faz isso comigo… carros! 😀

  • Rodrigo Passos

    SAbe o que mais me prendeu no texto, a cena da sua descoberta para o mundo dos muscles, o som, o cheiro a fumaça, o Charger…
    Pqp me vi na cena…

  • Gabrownx

    Que belíssima história, é interessante ver a ligação de um homem com sua máquina… Ligação que por sinal é como algumas músicas (Se nunca viveu a música ou gosta dela, acha patética o envolvimento). Espero ter uma história tão boa, por sinal sou adolescente, faço 18 ano que vem e não quero nada inferior a 1.6 hehehehe (Objetivo: Gol GTi)

  • Scarified_8

    Não canso de ler as histórias do barata! Eu tenho um project car na garagem, que negociei com meu pai, é um kadett SL 1.8 1990. Pé de boi!
    Na lista de mudanças estão suspensão retrabalhada, freios melhores, e a longo prazo injeção eletrônica, intercooler e claro, o caracol mágico.

  • Jefferson J. Souza

    Interstate 76 puta jogo, ficava horas e horas nele, comprei uma revista de games e veio a demo dele, dps comprei o original, meus primos ficavam doidos com o jogo kkkkk

  • AstolphoGM6

    Não vejo a hora de começar a acompanhar os Projetos e Histórias, assim como tenho acompanhado o Projeto e Histórias do Dart Games, desde a época do Jalop!!

  • Luís Augusto Malta

    Juliano, o Dart Games dá um livro fácil, fácil….
    O Charger que está com o Badolato saiu no segundo livro dele sobre a coleção de Dodges que ele construiu. Quer dizer que vc é o cara que foi vendendo o carro aos pedaços?

    • Deve ser, Luis Augusto. Não vejo o Badolato faz uns três ou quatro anos, mas branco com vinho é uma combinação bastante rara, até para uma coleção complexa e seleta como a dele!

      • Angelo_Jr

        po barata, mas falha tua em cara…. Podia muito bem ter vendido um rim pra ajudar os teus pais, pra que vender o dodge?? Ainda bem que acha-se o Dart Games hein??

  • thiago de paula

    Imagino como seria (será?) massa um encontro com todos os project cars prontos….só a nata deste país…

    • Eduardo Mateus Klein

      Sonho!

  • Braulio Pinto

    Aí mano Barata, tipo. Parabéns pelo possante, saca. Tipo. Num so fã de banheironas americanas e tal. Prefiro possantes europeus, tipo da botinha da Europa, saca. Por isso até tive um Bianco S que tem um visual europeu da botinha, saca. “Possantinho” !!!! Onde vc estiver, que Deus Enzo te proteja contra as lombadas altas e os buracos fundos das ruas. Mas curta o possante mano. Curti o meu por 9 anos, saca. Na boa, valeu.

    • Angelo_Jr

      Bráulio, realmente espero que te reencontres um dia com teu possantinho, e compre ele de volta. Na boa, valeu.

      • Braulio Pinto

        Aí mano, tipo. Valeu, saca. Mas mano. O “Possantinho” foi pra outro Estado, saca. O truta veio de longe cata ele. E como o truta veio de busão e tal, num sabia nem a saída aqui da cidade, saca. Então escoltei ele de motoca até a saída da cidade e início da estrada. Por.ra mano. Ve o Possantinho ficando cada vez mais longe na estrada, indo embora depois de 9 anos junto comigo, saca. Até sumir da minha vista … Carai !!! Até hoje me dói demais lembra isso, saca. Mas vamo ve no futuro o que rola né ??? Na boa, valeu.

        • Guest

          Aí Pinto, que Possantinho era esse hein?

          • Eduardo

            Leia o 1º post dele acima. :)

  • Eduardo Mateus Klein

    Essa história nós já conhecíamos, mas não enjoa ler de novo e sonhar com o futuro do projeto. O projeto do Dodge e do Flatout. Ansiosos!

  • Raphael Satyro de Freitas

    se houver alguma desistência……gostaria muito de participar…..o projeto do meu R/T 74 já esta em andamento, mas ainda tem muita coisa pela frente…..

  • NoobForSpeed

    “se a questão é só gostar daquilo que é o melhor possível, então você não é exatamente um apaixonado por carros. Você só é um chato.”

    Hahaha, perfeito. Vejo tantos desses por aqui.

    • Braulio Pinto

      Aí, tipo. Verdade mano. Concordo com vc, saca. Na boa, valeu.

      • Mansadordeputa

        Cara vc se encaixa nos chatos com suas deusas de churrascaria perfeitas .

        • GSF

          kkkkkkkkkkkkkkkk…

  • PedroTelles

    Me desculpem os maveckos, mas o som dos V8 dodge é desumano.
    Pelo menos no brasil não consigo pensar em outro melhor.

  • Manu

    A minha paixão por carros antigos e este tipo de post me fizeram que contribuir com uma assinatura do Flatout. Que venham novas histórias e mais carros.

  • Irineu_Siqueira_Neto

    Que beleeeza! Vejam a minha “coleção” de muscles cars!

    http://chargersetecinco.blogspot.com.br/

    • KzR

      Tá de bom tamanho!
      A minha se resume a escala 1:64, kkkkkkkkkkk
      E alguns no GT4, GT5… =]

  • Jonata de Borba

    Teu projeto foi sempre uma inspiração a cada post Barata. Eu como um Mopar fã é realmente muito bom ver o processo, e não sabia que tinha o Dodge a tanto tempo… E isso de sentir saudade do carro enquanto o mesmo se encontra todo desmontado é realmente muito foda, passamos pela mesma coisa e pela mesma doença. Também sinto muita, mas muita saudade mesmo do meu Voyage. Nós vemos no project cars! Abçs

  • Tudeschini

    Puts, adorava este jogo Interstate 76′! Trilha sonora fantástica!

  • VanKindenser

    Parabéns pelo Dojão! Eu também to muito próximo de realizar um sonho…

    • KzR

      Ah… assim você mata… bem, esquece! rsrsrs
      Eu querria estar bem proximo parra realizar esta sonho tambéem!
      Até lá, torço para que sobre uns seis cilindros manual em bom estado a venda no mercado. E esta nem é a parte difícil, rsrsrs

    • KzR

      Estou caducando já… qual o modelo da e36? =]

  • Victor Braga E Bravo

    Se eu estivesse trabalhando,a té tentava colocar o meu Fusca 1500 1972 na lista, mas como ainda sou um estudante fodido, vou esperar mais 2 anos até me formar, aí sim começo a colocar o verdão para roncar alto! 😀

    Tenho vários planos, futuramente até envio para o site.

    • Rodrigo Losano

      Cara ! esse fusquinha é muito louco!

  • Angelo

    Cara que lindo post de verdade até peguei a frase lá de cima pois estudo engenharia mecânica e convivo com muitas pessoas que só visam oque tem melhor nos carros e um gear head de verdade na minha opinião tem uma visão mais aberta as coisas e repara mais nos detalhes e valoriza também a simplicidade, sou tarado por muscle cars e com muito esforço consegui comprar meu Maverick e conseguindo iniciar o projeto de restauração esse ano o mesmo que escrevi para participar aqui no site o trabalho está frenético segue algumas fotos atuais do prejeto, tomara que tenha um espaço para mim compartilhar a minha história tenho bastante coisas legais para mostrar e muito trabalho para fazer hehe

    • Angelo_Jr

      eae xará, quanto que pagou nesse aí?? acho o maverick o mais bonito dos muscles brazucas, e um dos únicos carros decentes que a Ford teve no Brasil (além da Ranger e Landau). E compra-se ele assim detonado, ou desmonta-se já pra arrumar?? de resto, boa sorte na empreitada!!

  • Artur Afonso

    Espero poder mandar meu projeto um dia pra vcs! Enquanto não monto o meu, espero ler mais depoimentos inspiradores como o seu, Barata! Pra mim o ápice foi quando teve que se desfazer do seu primeiro Dodge, tentei imaginar a dor que vc sentiu… claro, por uma boa causa e com o coração aberto! É muito legal ver mais um exemplo de como a vida nos dá de volta o que nós damos a ela… lhe trouxe um projeto que além de acabar saindo por uma pechincha, trouxe o Flatout a todos nós, viciados!!! LIFE IS TOO SHORT TO DRIVE BORING CARS! Máximo respeito ao DOJÃO!

    • KzR

      Concordo em quase tudo o que dissestes. Mas, pelo que estou vendo até agora, difícil encontrar um carro que seja bem boring. Até com um Mille ou Ka é possível fazer miséria de seu potencial; diversão bem alta tentando extrair leite de pedra e surpreendendo-se porque isto é possível.

      Agora… entendo… escutar todo dia um quatro cilindros é bem diferente de escutar um V-oitão nervoso. A alma se sente mais recompensada.

      • Artur Afonso

        Salve! Eu não quis dizer que um Ka ou Mille são sem graça, longe disso, até pq meu primeiro carro por acaso foi um Ka 1.0 peladão e me diverti MUITO com ele, bastou um conjunto de molas esportivas e um abafador pra fazer a minha alegria até eu ter que me desfazer dele… na real não sou fã de muscle cars, gosto de fazer curva, mas respeito e admiro os V8!

        • KzR

          Ah… então você se expressou mal! hehehehe

          Mas eu entendi o que você quis dizer. Entre rodar com um carro mais normal e outro mais style, old school (nem precisa ser para correr mesmo) qual você iria preferir?

          Gosto dos muscles, mas amo as curvas! =D

          • Artur Afonso

            Acho que qualquer carro tem o potencial de se tornar “melhor” pro próprio dono, como eu falei gosto de carros que fazem curva. Nunca tive nenhum “projeto” pra desmontar e remontar, mas todos os carros que eu tive até hoje experimentaram pelo menos molas esportivas e um abafador no escape.. prum cara quebrado que nem eu já é um “upgrade” legal, menos entediante que um original! Agora com relação aos V8, eu nunca tive a oportunidade de dirigir um, sem dúvida é uma experiência que tem seu valor! Respondendo sua pergunta, fico com os modificados :]

          • KzR

            Concordo plenamente. É o gosto do dono que vai ditar o rumo do carango. Tenho umas ideias pra minhas latas velhas ali encostadas, rsrsrs

            Eu nem tive o prazer de saborear uma suspensão mais firme, até que o Palio iria gostar já que é muito molenga pro motor que carrega. No máximo de modificação, um bocal de tanque saindo do lado da porta. E só.

  • Irineu_Siqueira_Neto

    Alguém esta querendo fazer um Dart Games?

    Aqui esta a sua chance:

    http://chargersetecinco.blogspot.com.br/

    • Angelo_Jr

      vish maluco, o cara quer 3000 nakilo, além da grana das multas??? pode pular fora, só se convencer o cara a tirar a grana das multas da parte dele, senão pula fora!!

    • Leonardo Brito

      Me admira a coragem do cidadão em pedir R$ 3.000,00 nesse monte de ferrugem, mais a grana das multas…

      O carro está esbagaçado demais pra valer esse valor.

      • KzR

        Algumas peças bem amassadas e de brinde aquele volante ridículo do Chevette, hehehehe

  • XRS250

    O velho 318 V8 vai rosnar alto…..

    • Eduardo Mateus Klein

      Vai ser um pouco mais de 318

  • Eduardo

    Caraca, num tinha visto o detalhe do Interstate’ 76. Zerei o Nitro Pack. Jogava online na época da internet discada… lembo que havia um clã cabuloso chamado BBB – Bell Bottom Blasters rs… bons tempos. Fiz alguns amigos online jogando aquilo em 1999, antes do mundo acabar… kkkkkk. També sou apaixonado por muscle cars, em especial os nacionais.

  • Paulo Mendes

    Putz! Interstate 76! Joguei tanto isso que até um clã pra jogar online eu montei com um maluco! MDE… Bons tempos…

  • Rodrigo Nicola Brunn

    Interstate ’76!! Cara, eu queria muito lembrar o nome desse jogo, curtia muito!!

  • Mansadordeputa

    Velho conhecido aqui .
    Ps: não daria pra sortear entre os leitores do site uma volta no dodge quando ele estiver pronto ?

  • Thiago Morais

    Bacana, to vendo que esse project cars vai ser bacana, que se apresente o próximo hehehehe.

    Quando eu tiver mais “velho” com a vida feita e talz quem saiba eu não consiga montar um kadett ou astra pra track day.

  • Lucas N. Carvalho

    “Sem o Dodge, não haveria o FlatOut.” quase chorei quando eu li isso.

    • KzR

      Devemos agradecer todos os dias por esse Dodge, abençoado seja!
      =D

  • Rodrigo Sublime

    Caraca Kowalski, é minha Banda de Rock aqui na Bahia precisando de um Baixista! já que o nosso tá enrolado com Pós, Doutora, Mestrado… rs é tanto curso que agente nem consegue ensaiar! rs

  • KzR

    Eu desconhecia parte dessa história incrível. Obrigado por colocar em perspectiva.
    E sim, Barata, o Dart Games pode virar um bom livro para Gearheads (aproveitando o outro post sobre qual livro dar a um Gearhead), ainda mais se você detalhar tudo o máximo possível. Não interessa se tiver umas 500 páginas, quanto mais melhor.

  • Thiago Peres

    Fudida a sua referencia sobre o Interstate ’76. Jogava pacas esse game. Cara, imagino teu tesão, nada melhor que 8 cilindros. Nem precisa ter rádio no carro, só o som do motor é melhor que qualquer música. Bonitão seu dodgey, só não curti a faixa vermelha atrás dele, gosto de deixar a lataria e a pintura o mais próximo do original possível, só mexeria no motor e suspensão igual vc fez (sleeper feelings hehe).

  • isaqmGT500

    Pessoal, como se faz um pedido do catálogo da Summit Racing? Fica muito caro? Grato.

  • WagnerSCS

    Eh, Juliano, que história! Torço muito pelo seu projeto, tenho certeza de que o Dart Games, quando finalmente puder esticar as patas nas ruas, te retribuirá com muita adrenalina e doses de alegria, a cada vez que você acelerar e ouvir o ronco bravo do V8 Dodge. Parabéns e foco na execução!

  • Fernando Alarcon

    Eu peguei um Dart 73 da sucata e reformei ele durante 3 anos,naqueles malditos tempos de FHC tive de vender por causa de desemprego crônico,até hj eu me lamento e sonho com o ronco do meu Dodge Dart 1973!

  • Paulo Kise

    queria saber sobre a adaptação do tremec e o teste de desempenho abração #60 84 Drift V-12