A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Assustador: este carro recebeu zero estrela no crash test do Global NCAP

“Datsun Go, FlatOut? Que carro é esse?” Que bom que perguntou. O Datsun Go foi lançado este ano e é a aposta da Nissan para o mercado indiano, além de ser o primeiro modelo da divisão desde 1986. Na Índia, ele custa o equivalente a pouco menos de R$ 18 mil, e não tem airbags ou freios ABS — o que por si já demonstra que ele não é exatamente seguro. Mas o negócio é mais sério: ele recebeu precisamente nenhuma estrela no teste de colisão do Global NCAP. Zero. Nada.

Em um momento em que a segurança dos automóveis, especialmente os ditos “populares”, é acompanhada mais do que nunca, é surpreendente ver um carro novo recebendo uma avaliação tão ruim: zero estrela na proteção para adultos e só duas estrelas para crianças no banco de trás. O vídeo do crash test a 64 km/h divulgado pela organização é impressionante — e só não é mais chocante pela falta de som.

O Datsun Go é baseado na plataforma do March e também compartilha alguns componentes do interior e o motor de 1,2 litros, três cilindros e 69 cv de algumas versões do carro na Europa e nos EUA. Contudo, sem airbags e freios anti-travamento, a segurança aos ocupantes caiu bastante — a ponto de o presidente do Global NCAP, Max Moseley, sugerir em uma carta enviada diretamente a Carlos Ghosn, presidente do grupo Renault-Nissan, que o Go deixe de ser vendido na Índia até ser reprojetado.

É extremamente decepcionante que a Nissan tenha autorizado o lançamento de um modelo totalmente novo que, claramente, está muito abaixo da média. Como apresentado no momento, o Datsun Go certamente será reprovado pelo regulamento das Nações Unidas para impactos frontais. Nestas circunstâncias, eu apelo para que a Nissan tire o Datsun Go do mercado indiano e reformule sua carroceria urgentemente.”

dat-sun (3)

O relatório da organização diz que a falta de airbags faz com que a cabeça do motorista faça contato direto com o volante e com o painel, e que as forças exercidas sobre os bonecos usados no teste causariam ferimentos gravíssimos e, possivelmente, fatais aos ocupantes de carne e osso. Contudo, como “a estrutura do veículo entrou em colapso”, a instalação de bolsas infláveis seria “redundante”.

dat-sun (2) dat-sun (1)

 

Quanto às declarações de Moseley, a Nissan se pronunciou dizendo que atende às normas de segurança vigentes na Índia.

Vale lembrar que não foi a primeira vez que um carro consegue a pior classificação possível em um teste de segurança tão importante: no início do ano, o Tata Nano, também comercializado principalmente na Índia, recebeu zero estrelas no quesito proteção para adultos e não teve a proteção para crianças avaliada, pois não foi possível instalar os assentos adequados. Em 2010, foi a vez do sedã Geely CK1 ficar sem estrelas no Latin NCAP.

 

 

Matérias relacionadas

Hora de dizer adeus: Chevrolet deixa de vender o Classic depois de quase 21 anos

Leonardo Contesini

A Apple está mesmo negociando a compra da McLaren?

Leonardo Contesini

Novo Camaro ZL1 em Nürburgring: mais rápido que o Porsche Carrera GT, Audi R8 V10 e Ferrari 458 Italia

Leonardo Contesini