A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

De lado like a boss: Mercedes-AMG E63 terá modo drift

Já faz alguns anos que a Mercedes-AMG anunciou que suas versões esportivas do Classe E deixariam de ser oferecidas com tração traseira e passariam a adotar apenas tração integral. A notícia, como sempre, não deixou os mais puristas muito satisfeitos, afinal, uma das grandes qualidades do Classe E AMG sempre foi sua dinâmica e, quando as rodas dianteiras entram em cena para ajudar na tração, o comportamento do carro muda significativamente.

Contudo, o chefe da marca esportiva, Tobias Moers, encontrou uma forma de agradar aqueles que curtem um sedã esportivo com a traseira mais solta: um “modo drift” como o do Focus RS. Segundo Moers, isso é uma forma de garantir que o modelo mantenha aquela dinâmica de tração traseira dos seus antecessores.

O sistema 4Matic da Mercedes já tem a capacidade de enviar até 100% de torque para as rodas traseiras, contudo, o modo drift usa uma programação diferente, que permitirá powerslides e derrapagens controladas.

Além disso, com a transição para a tração nas quatro rodas, Moers diz que o carro terá uma dinâmica mais avançada, que o ajudará a ser bem mais rápido que o antecessor: “Ele está mais rápido que nunca em Nürburgring Nordschleife. Ele ficará abaixo dos 7:50 com os pneus originais de rua”, disse Moers.

O desempenho, logicamente, também se deve ao novo motor 4.0 biturbo, que terá mais de 600 cv — considerando que Moers esteja falando da versão mais potente do modelo. Sim, o novo E63 será oferecido em duas versões como os demais modelos da AMG e seu antecessor. Moers não divulgou a potência exata, mas disse que o esportivo será oferecido em duas configurações, “uma abaixo dos 600 cv e outra acima dos 600 cv”. O último E63 AMG, equipado com um 5.5 biturbo tinha 585 cv em sua versão mais forte, então a potência do novo E63 básico deve ficar nessa faixa dos 585-595 cv, equanto o E63 S deverá chegar aos 610 cv.

Com isso a aceleração de zero a 100 km/h deverá ficar nos três segundos baixos, uma vez que seu antecessor (que não tinha tração integral) precisava de 3,5 segundos para atingir a marca. A velocidade máxima certamente será limitada em 250 km/h com opcional para aumentar este limite para 280 ou até 300 km/h. “Será o maior salto que já demos com o Classe E”, disse Moers.

A estreia do novo Mercedes-AMG E63 está prevista para o Salão de Detroit, em janeiro de 2017.

Matérias relacionadas

500 Milhas de Kart: prova termina com pancadaria generalizada e equipes desclassificadas

Dalmo Hernandes

Garoto de 10 anos economiza dinheiro e compra seu primeiro carro sozinho

Dalmo Hernandes

Maconha pode não contribuir com aumento no risco de acidentes, diz estudo

Dalmo Hernandes