A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Denatran suspende inspeção nacional obrigatória, os usados mais vendidos em março, o fim do Koenigsegg Agera e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Denatran suspende vistoria veicular nacional

INSPECAO / VEICULAR

Clique no play para ouvir a trilha sonora desta notícia (cuidado com o volume do áudio)

Lembra da inspeção veicular nacional anunciada pelo Contran em dezembro do ano passado, e que deveria estar funcionando plenamente até 31/12/2019? Pois é… deveria. A resolução 716/17 foi suspensa hoje (6) pelo Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran, por tempo indeterminado.

O motivo da suspensão é que os Detrans precisam de um prazo maior para definir o cronograma de implementação da inspeção. O prazo para a entrega dos cronogramas era o próximo dia 1º de julho. Segundo o diretor do Denatran, Maurício Alves, “o processo precisa de um debate mais aprofundado para que possa ser aplicado da melhor forma possível, com o mínimo de transtorno à população”.

Apesar de ter sido regulamentada somente em dezembro de 2017, a inspeção veicular obrigatória está prevista desde que o atual Código de Trânsito entrou em vigor, em 1998. Agora, com a suspensão, ainda não há prazo para nova discussão ou implementação da vistoria.

 

TVR nas 24 Horas de Le Mans

rebellion_r13_prologue_v004

A TVR está de volta às 24 Horas de Le Mans depois de 13 anos desde sua última participação. Entre 2003 e 2005 a fabricante britânica competiu com uma versão de pista do seu Tuscan na categoria GT, e conseguiu como melhor resultado um oitavo lugar na classe (21º geral) na edição de 2004. Mas desta vez eles adotaram uma estratégia diferente.

Em vez de pegar o novo Griffith, pendurar uma asa enorme na traseira, um splitter imenso na dianteira e partir para a França, eles optaram por formar uma parceria com a experiente Rebellion Racing. Isso significa que os protótipos continuarão fornecidos pela Oreca e embalados por motor Gibson, mas terão a marca TVR estampada para fins promocionais, e também para aquisição de know-how e desenvolvimento de tecnologias para a TVR.

rebellion_r13_prologue_v003

 

“Quando ressuscitamos a marca TVR sabíamos que iríamos voltar às pistas. Nossa parceria com a Rebellion Racing nos permite atingir esse objetivo enquanto traz conhecimento técnico e operacional, que serão transferidos aos nossos carros de rua e futuras atividades nas pistas”, disse Les Edgar, o atual chefe da TVR.

rebellion_r13_prologue_v005

A melhor parte da história é que a TVR tem chances reais de vitória. Neste ano a Rebellion irá disputar a LMP1 e terá ao volante Bruno Senna, que ficou em segundo no ano passado, e os vencedores de Le Mans Andre Lotterer e Neel Jani, e terá a azarada Toyota como principal oponente. Ainda que o LMP1 híbrido japonês seja mais potente e tenha um ritmo de corrida mais rápido que os LMP1 não-híbridos, para chegar em primeiro, primeiro é preciso chegar (como já dissemos dezenas de vezes por aqui).

rebellion_r13_prologue_v001

Com tantos azarões secando a Toyota neste ano, as 24 Horas de Le Mans prometem. E é claro que vamos fazer nosso tradicional tópico para acompanhar cada minuto no FlatOut. Fiquem ligados!

 

O fim do Koenigsegg Agera RS

image

Diga adeus ao Koenigsegg Agera RS: o último dos Agera RS foi finalizado e entregue pela Koenigsegg ao seu feliz comprador. A Koenigsegg tinha planejado produzir 25 unidades do Agera RS, mas depois que um dos exemplares se acidentou na Suécia durante testes da fabricante, a Koenigsegg construiu um exemplar extra, que se tornou o 26º e último Agera RS.

Apesar de estar entrando para a história, o RS ainda é o hipercarro mais rápido do planeta, sendo o atual detentor do recorde homologado pela Guinness World Records por ter atingido a velocidade média de 447,19 km/h com seu motor V8 biturbo de cinco litros e 1.160 cv.

Com o fim da produção do Agera RS, restam apenas duas unidades do Agera regular para serem finalizadas. Depois disso, a Koenigsegg irá concentrar seus esforços na produção do Regera, cuja entrega está com uma fila de espera de até quatro anos.

Além do Regera, a fabricante sueca também planeja o sucessor do Agera. Segundo Christian von Koenigsegg, o sucessor será mais voltado às pistas do que às ruas, como foi o Agera. O carro será apresentado daqui a um ano, no Salão de Genebra de 2019, e também usará um V8 biturbo.

 

Os carros usados mais vendidos no Brasil

Toyota-Corolla-XRS-abre

Há alguns dias vimos os carros novos mais vendidos no Brasil em março, que teve como destaque o segundo lugar do Ford Ka e a entrada do Nissan Kicks entre os 10 mais vendidos. Agora é hora de darmos uma olhada nos carros usados mais vendidos em março.

autowp.ru_volkswagen_gol_trend_5

A liderança continua com o Volkswagen Gol, que soma todas as suas gerações para chegar às 72.845 unidades vendidas no mês (sim, no mês). Em segundo lugar está o Fiat Palio, que também soma todas as suas gerações para chegar aos 47.182 exemplares, seguido pelo Fiat Uno, cuja conta inclui o Mille e a primeira geração do modelo nas 46.897 unidades vendidas. Celta e Fox vêm em quarto e quinto lugar, respectivamente, com 27.660 e 22.154 unidades, seguidos pelo Corsa em sexto com 22.080 unidades. Se você se perguntava onde estão os carros populares no ranking de mais vendidos, aí estão: no mercado de usados.

corsa1.0-620x259

Ford Fiesta, Fiat Siena/Grand Siena, Corolla e Classic fecham o top 10 de usados, com 21.742 unidades do Ford, 19.500 do sedã compacto da Fiat, 17.259 do Corolla — que é o líder dos sedãs médios também entre os usados, dominando completamente o segmento — e 16.503 unidades do Classic.

 

Pirelli lança programa de carona em voltas rápidas com os pilotos de F1

F1 Pirelli Hot Laps - 2_low

A Pirelli e a Fórmula 1 lançaram neste fim de semana o programa Fórmula 1 Pirelli Hot Laps, no Circuito Internacional do Bahrein. Nele, convidados selecionados poderão pegar uma carona em supercarros de rua pilotados pelas estrelas da F1 durante voltas rápidas nos próprios circuitos da corrida em questão. 

Iniciado nesta última quinta-feira (5), o Pirelli Hot Laps terá cinco sessões, com dois McLaren 720S e um Aston Martin Vanquish S calçados com pneus Pirelli P Zero e conduzidos por Daniel Ricciardo, Max Verstappen, Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne.

F1 Pirelli Hot Laps_low

O programa terá ainda outras nove etapas (China, Canadá, Alemanha, França, Itália, Japão, EUA, México e Abu Dhabi) e também terá o Mercedes-AMG GT S pilotado por Lewis Hamilton e/ou Valteri Bottas a partir do GP da China. A Pirelli ainda diz que outros fabricantes se juntarão ao programa ao longo do ano. Considerando as marcas envolvidas na F1, seja como construtoras ou fornecedoras de motores, espere ver Alpine, Ferrari, Alfa Romeo e Honda juntando-se ao programa.

 

Lotus Exige ganha nova edição especial de 430 cv

Lotus_Exige_Cup_430_Type_25_06

Nos últimos anos a Lotus conseguiu fazer uma boa grana com edições especiais de seus carros e sair do vermelho depois de muito tempo. É por isso que eles agora estão lançando mais uma edição especial: o Exige Cup 430 Type 25.

Lotus_Exige_Cup_430_Type_25_02

Como seu nome sugere, ele é baseado no Exige Cup 430, e homenageia o Lotus 25 que dominou a temporada de 1963 da Fórmula 1 com sete vitórias de Jim Clark em dez corridas e levou o escocês ao seu primeiro título mundial.

a9d17953480d7dfbdea3904e19b7ce6d

Como todo Exige, este Type 25 transforma o V6 do Toyota Camry em um monstrinho de 430 cv e 44,8 kgfm através da adoção de um compressor de polia. Pesando pouco mais que um pote de sorvete de limão da Kibon, o Exige Cup 430 Type 25 vai de zero a 100 km/h em 3,3 segundos e chega aos 290 km/h.

Para diferenciá-lo dos demais Cup 430, o Type 25 terá duas opções de pintura: Lotus Racing Green metálico ou o Old English White. Os para-lamas dianteiros têm respiros para reduzir a pressão aerodinâmica nas caixas de roda — uma função cumprida na traseira pelos recortes logo atrás das rodas traseiras. A Lotus diz que a medida, somada ao splitter e à asa traseira, gera até 220 kg de downforce.

Por dentro ele também se diferencia com bancos de carbono revestidos com Alcantara preta e costura contrastante, além de alumínio anodizado e carbono nas portas e painel. O pomo da alavanca de câmbio, em homenagem ao Type 25 de F1, é feito de madeira. Serão feitos apenas 25 exemplares do Exige Cup 430 Type 25.

Matérias relacionadas

Número de multas aumenta 86% em São Paulo, Lamborghini Huracán Superleggera em testes, o novo Porsche 911 GT3 e mais!

Leonardo Contesini

Porsche 804: a história do único carro de Fórmula 1 da marca de Stuttgart

Leonardo Contesini

Os hipercarros de Genebra: Bugatti Chiron Sport e McLaren Senna GTR

Dalmo Hernandes