FlatOut!
Image default
Car Culture

Disco Volante: veja como um dos Alfa Romeo mais exclusivos é todo fabricado à mão

A Alfa Romeo conseguiu deixar seu último supercarro, o 8C Competizione, ainda mais estonteante quando apresentou o conceito Disco Volante no Salão de Genebra em 2012. A recepção foi tão calorosa que a marca deu permissão para que a Carrozzeria Touring, responsável pelo conceito,  produzisse o carro em série limitadíssima. Mas como é o processo de fabricação artesanal desta escultura sobre rodas?

A Carrozzeria Touring surgiu em 1926, quando dois advogados de Milão, Felice Bianchi Anderloni e Gaetano Ponzoni, comprara a Carrozzeria Falco e mudaram seu nome. Os primeiros trabalhos da companhia foram encomendados por fabricantes como Alfa Romeo, Citroën e Isotta-Fraschini, visto que todas as empresas eram próximas umas das outras.

O Alfa Romeo Disco Volante se vale da técnica de construção Superleggera, criada e patenteada pela Carrozzeria Touring e que consiste em fabricar uma estrutura em finos tubos de metal, que serve como “armação” para a carroceria feita em alumínio ou outro metal leve. A carroceria é moldada manualmente, como era há 80 anos, e o processo dá a possibilidade de criar formas inovadoras com relativa facilidade. Obviamente, é preciso muita experiência e habilidade, coisa que os profissionais da Touring têm de sobra.

8c-dismantled

No início de 2013 o primeiro Disco Volante vendido a um particular e a Carrozzeria Touring documentou cada um dos processos. Cada uma das oito cópias do carro começou a vida como um 8C, que foi doado pelo dono que quisesse transformar seu Alfa Romeo em uma maravilhosa ode ao passado com tecnologia atual. As peças da carroceria do 8C eram cuidadosamente separadas e numeradas, bem como o acabamento interno, e só sobrava o monobloco rolante sobre o qual seria fabricada a nova carroceria.

molde e armaçao

É feita, então, sobre um molde de argila de alta densidade, a chamada “gaiola de referência” estrutura que serivirá como base para a moldagem dos painéis da carroceria, que usa peças em alumínio e plástico reforçado com fibra de carbono — ou CFRP, e também para os vidros.

carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (6)

Depois de moldados, os painéis são soldados e alisados, e o resultado é uma carroceria que parece ter sido feita a partir de uma única peça de metal. Depois de uma minuciosa checagem por irregularidades (e eventuais correções), o passo seguinte é a pintura.

carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (10)

A Carrozzeria Touring também é reconhecida pelo capricho em seu trabalho de pintura, sendo muitas vezes contratadas por fabricantes de automóveis artesanais extremamente exigentes. No caso do Disco Volante, a cor vermelha com reflexos “flamejantes” é conseguida com uma camada de dourado, uma de vermelho translúsico e, por fim, verniz transparente.

carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (4)

Depois da pintura e instalação cuidadosa do teto de vidro panorâmico — que é uma atração à parte — é chegada a hora de montar o interior. Como o Disco Volante é inspirado em um conceito da década de 50, quando começava a crescer o interesse mundial pelo Espaço, o interior do Alfa Romeo 8C Competizione é aproveitado, mas com algumas modificações para dar ao ambiente um ar mais futurista: couro vermelho, leds vermelhos, peças repintadas na mesma cor da carroceria e bancos com desenho retrofuturista.

carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (1)

Depois que tudo está visualmente pronto, é hora de realizar os testes finais em todos os sistemas elétricos e na vedação da carroceria. Aprovado nesta última inspeção, o carro liberado pela equipe de engenharia para seu primeiro test drive, depois do qual será entregue ao dono.

Para finalizar, este vídeo feito pela Carrozzeria Touring permite visualizar todo o processo em movimento. É impressionante como a fabricação de um carro artesanal hoje em dia consegue ser altamente tecnológica e verdadeiramente artesanal ao mesmo tempo. Os oito donos de um Disco Volante realmente têm muita sorte — e um pouquinho da nossa inveja. Só um pouquinho.

O vídeo não tem som — será que é para que a gente não se distraia dos detalhes? — então nossa sugestão é que você escolha uma boa música como trilha sonora

carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (7)  carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (9) carrozzeria-touring-disco-volante-build-process (8) disco volante (2) disco volante (3) disco volante (4) disco volante (5)

[ via Classic Driver ]

 

Matérias relacionadas

The Escape, o novo curta da BMW Films, saiu na íntegra – e é simplesmente animal

Dalmo Hernandes

Este Renault 8 “Gordini” é a melhor herança que um entusiasta pode receber

Dalmo Hernandes

Il Commendatore: a trajetória de Enzo Ferrari, dos Grand Prix aos carros mais rápidos do mundo – Parte 6

Dalmo Hernandes