A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

É assim que se parece um Camaro IROC-Z 1985 com menos de 1.600 km

Quem foi criança/adolescente nos anos 1980 certamente tem em suas memórias de infância a Ferrari Testarossa, a F40 e o Lamborghini Countach, os pôsteres e miniaturas de fricção mais famosos da época. Mas havia ainda um outro carro, não tão canonizado quanto estes, que era a cara dos anos 1980: o Chevrolet Camaro de terceira geração. E se a menção destes carros te leva às memórias daquela época, o que dizer de um Camaro IROC Z28 1985 com menos de 1.600 km rodados?

Em 1985 a terceira geração do Camaro estava em seu quarto ano de mercado e começou a se livrar dos resquícios da crise do petróleo, que resultou em motores V8 estrangulados para economizar gasolina e que produziam menos de 190 cv. Essa nova fase do Camaro foi inaugurada exatamente por este carro, o IROC-Z.

ac47cb1df8_1024

Ele era uma versão opcional do Z28 e inspirado pela International Race of Champions (daí a sigla IROC). A I.R.O.C. foi uma corrida realizada anualmente entre 1974 e 2006 e reunia os principais campeões do automobilismo norte-americano. Os pilotos disputavam uma corrida única, de caráter recreativo, usando todos carros iguais, preparados e acertados por uma única equipe de pilotos. Nos primeiros anos eles corriam com o Porsche Carrera RSR, mas em 1985 eles usaram o Camaro Z/28. Com isso, muitas das modificações adotadas nos carros da corrida foram levadas para o modelo de rua.

As modificações incluíam suspensão com mais carga e menor altura de rodagem, amortecedores Bilstein feitos exclusivamente para a Delco, barras estabilizadoras mais grossas, uma barra de amarração no subchassi dianteiro (a chamada “wonder bar”), injeção multiponto (a tal “Tuned Port Injection”) opcional vinda do Corvette, pneus Goodyear Gatorback unidirecionais nas medidas 245/50, rodas de 16×8 polegadas exclusivas da versão e, claro, o conjunto de adesivos que contava para todo mundo que você tinha o Camaro mais descolado do pedaço.

a570c6740a_1024

ab38c343ca_1024

39732f5d62_1024

Sob o capô estava o mesmo LB9 305 (5 litros) do Z28, mas a nova injeção multiponto levou a potência de 190 cv para 217 cv. Apesar das melhorias no comportamento dinâmico do carro, o modelo era oferecido somente com a transmissão automática TH700-R4 de quatro marchas fornecida pela Tremec. Foram feitos 21.700 IROC-Z naquele ano — não há números exatos de cada versão, mas cerca de 19.000 foram equipados com a injeção “Tuned Port” e somente 205 usam o diferencial encurtado G92, que reduzia a relação de 3,23:1 para 3,42:1.

1dda0e03cd_1024

Este carro das fotos é um destes 19.000 IROC-Z feitos em 1985, e rodou somente 986 milhas, ou 1.577 km, nesses 30 anos (vejam só, ele pode ser importado oficialmente…). É provável que fosse assim que você recebia o Camaro IROC-Z quando o buscava novo na concessionária — o que torna a galeria de fotos uma verdadeira viagem de volta a 1985.

ab869ec1b4_1024

Na verdade, toda a loja parece uma cápsula do tempo. A Gulf Coast Motorworks tem azulejos pretos e uma decoração que parece ter sido feita em 1980, mas isso acaba sendo adequado, uma vez que a loja é especializada em modelos da época, como o Corvette C4 e o DeLorean DMC-12, além de trabalhar com modelos Shelby dos anos 1960/70 e outros clássicos — todos produzidos até o fim dos anos 1980.

O raro Camaro IROC-Z está anunciado no eBay por US$ 27.998 (ou R$ 85.000), que é o preço aproximado de um Camaro V6 zero-quilômetro. Importá-lo para o Brasil, segundo nosso guia de importações, deve levar este preço para algo em torno de R$ 230.000, que é o preço de um Camaro SS V8 2015. Que tal?

 

Matérias relacionadas

Este VW Voyage viajou dos EUA para a Alemanha e correu em Nürburgring

Dalmo Hernandes

Um Mazda Miata com um V6 de Jaguar? Conheça o incrível Rocketeer MXV6

Dalmo Hernandes

Toyota levará seus clássicos do WRC e de Le Mans ao Goodwood Festival of Speed 2014

Dalmo Hernandes